Uma de João sem braço: Edvaldo e o IPTU
Palavra não honrada
09/01/2017  02:51


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O blog quebrou a cara no artigo publicado no dia 21 de dezembro de 2016 acreditando que Edvaldo Nogueira, assim que assumisse o cargo de prefeito de Aracaju, honraria a palavra dada e revogaria o reajuste do IPTU. Não só não revogou os reajustes dados em 2015 e 2016, como também concedeu um aumento de 8,78% pela “inflação acumulada” ( Leia: http://www.infonet.com.br/noticias/economia/ler.asp?id=195049  ).

“...eu vou revogar o IPTU. O meu adversário fala em revisar e eu vou revogar...” As palavras de Edvaldo no debate do 2º turno na TV Sergipe

 sumiram-se ao vento. Agora será formada uma comissão para avaliar o aumento do IPTU concedido pelo ex-prefeito João Alves.

É por isso, pela maioria da classe política não honrar a palavra dada, que cerca de 40% da população em todo país votou branco e nulo ou se absteve na eleição passada.

A classe política, de todos os partidos, está acostumada a mentir e comemorar a falta de memória de boa parte do eleitorado. Até porque dos que votam uma boa parte ainda troca o seu voto por uma nota de R$ 50,00. Ou seja, não tem o que reclamar dos políticos.

Neste caso do IPTU Edvaldo que passar como desentendido, que não assumiu a revogação. Deu uma de “João sem braço”, fugindo da palavra dada.

Alguém já disse: sábio é aquele que escuta, finge que acredita e deixa o bobo achar que é esperto.

Resta fingir que acredita e deixar o “João sem Braço” reconstruir a própria derrocada como já fez no passado.

Cadê os ambientalistas? Mirante do Morro do Urubu é cercado. Quem privatizou a área?
O blog vem alertando que várias áreas ao lado do Parque da Cidade, no Morro do Urubu, única reserva de Mata Atlântica de Aracaju  vem sendo

Cerca e devastação no Morro do Urubu.

 devastada aos poucos. A foto ao lado de poucos dias mostra que cercaram a área do chamado mirante do Morro do Urubu. E a comunidade e os turistas estão impedindo de observarem a cidade do local. A quem interessa? Quem privatizou a área? Cadê os ambientalistas?

Do secretariado de Aracaju
Não tem como analisar um secretariado, cuja maioria, com apenas três exceções, já foi testada e pouco mostrou em algumas administrações. Aliás, boa parte dos nomes estava em cargos comissionados do governo estadual (no segundo e terceiro escalões) em assessorias e consultorias técnicas.

Da comunicação
Conversando com um amigo de longas datas que faz parte do grupo do governo e da prefeitura, o titular deste espaço questionou porque um jornalista de linha de frente do grupo há muito tempo não foi o escolhido para a função.

Da comunicação II
O “camarada” explicou que mesmo o profissional tendo a aprovação de boa parte, foi rifado por um dos auxiliares do prefeito mais importante por medo da sombra. E a desculpa foi que o escolhido foi o responsável “por lhe apresentar em Aracaju as cores, os sons e os cheiros da vida...” Arrepare, Osmário!

Da comunicação III
E o “camarada” aliado do governo há muito tempo ainda contou uma piada envolvendo um jornalista que de olho nas verbas da prefeitura, por conta de um portal que vai lançar, chegou a escrever que o secretariado velho e batido é digno do primeiro escalão estadual.  O blog prefere não acreditar.

Romero Jucá e Sergipe
O que o senador Romero Jucá – aquele que já teve o nome envolvido na Operação Lava Jato –  do PMDB de Roraima influenciou em Sergipe nos últimos dias? Por dever de Justiça o blog está investigando as informações recebidas nos últimos dias.

Equilíbrio
E bem que o governo estadual poderia ter escolhido entre os diversos oficiais competentes da PM de Sergipe um para assumir a pasta da Justiça. Seria um equilíbrio, já que a SSP é comandada por delegados há 10 anos. Agora Cristiano Barreto assumirá a pasta da Justiça. A PMSE não tem oficial capacitado?

Competição oposição visita do ministro da Saúde
E a oposição pelo jeito parece que não aprende. A  visita do ministro da saúde na última quinta-feira foi disputada por todos eles através dos releases enviados a imprensa. Todos queriam ser o pai da criança, digo, da visita.

Cambaleando para o nocaute
E pelo jeito, pelas disputas para quem aparece mais na mídia, a oposição em Sergipe parece aquele lutador que vem recebendo vários cruzados no queixo e cambaleia para o nocaute.

Nada de útil
E bem escreveu o jornalista Márcio Rocha no Facebook, sobre a visita do ministro da saúde a Sergipe: “Governo do Estado comemorando a vinda do ministro da saúde pra cá. O cara trouxe o quê de bom? NADA. Só veio aplicar um caô na galera, e os prefeitos saíram injuriados. No fim das contas por que foi que esse mané veio, se não fez nada de útil?”

Emsurb atua em Tobias Barreto? Ou é uso político do órgão?
Parece que entre as pastas da Prefeitura de Aracaju, algumas estão sem problemas. Tanto é que o presidente da Emsurb, Mendonça Prado, 

Mendonça destaca visita lideranças na sede da Emsurb. 

aproveitou o período de trabalho para receber lideranças políticas de Tobias Barreto e postar nas redes sociais (veja o print ao lado).

Emsurb atua em Tobias Barreto? Ou é uso político do órgão? II
Será que Mendonça Prado é candidato em 2018? Ainda bem que em Sergipe o MPE e o TCE apuram de verdade, não são de faz de contas... E ainda tem a Procuradoria Eleitoral...

Terceiro setor
Uma das novidades para as novas gestões municipais é a vigência, a partir de janeiro de 2017, da Lei de Fomento e de Colaboração ou Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), que foi parcialmente alterada com a Lei 13.2014/15. A sua entrada em vigor, para os repasses da União, do Distrito Federal e dos Estados ocorreu no último dia 23 de janeiro de 2016. Para os Municípios, a vigência ocorrerá agora em janeiro.

Participação social
A nova Lei é inovadora, pois aumenta a transparência e torna mais dificultosas as aberturas e brechas para a prática de irregularidades e desvios até então existentes. A Lei também valoriza a participação social no repasse de recursos públicos para as entidades, o que é muito positivo, especialmente porque abre para o cidadão e para as organizações da sociedade civil a possibilidade de controle das ações do Poder Público nessa seara.

Parceria
Em Sergipe, as mudanças foram bem recebidas para quem já atua realizando um trabalho de parceria com as gestões municipais, como é o caso do IBGP - Instituto Brasileiro de Gestão Pública. “Nos unimos aos municípios com a proposta de prestar serviços de interesse coletivo, utilizando tecnologia e revertendo-a em qualidade no atendimento do serviço público. O Marco Regulatório é uma conquista para ambos os lados, pois garante critérios objetivos e claros na definição dos parâmetros para o repasse de recursos públicos para as organizações”, explica o diretor do IBGP, Marcelino Sousa.

Relevância
Na opinião dele, o marco regulatório tem grande relevância e significa um novo momento para o Terceiro Setor, porque estabelece regras que vão garantir mais transparência, “o que é fundamental para a credibilidade e o crescimento do setor.”           

Interesse coletivo
Segundo ele, a proposta do IBGP é se unir aos municípios para prestar serviços de interesse coletivo, utilizando tecnologia e revertendo-a em qualidade no atendimento do serviço público, de conscientização, qualificação, agilidade e crescimento sustentável. “O resultado das atividades desenvolvidas consiste em municípios fortalecidos, redução de custos, transparência na aplicação de recursos e profissionais capacitados para atender nas mais diversas áreas das administrações”, garante.

PIB
De acordo com pesquisa realizada pelo IBGE, o terceiro setor já tem uma participação oficial de 1,4% na formação do Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB), o que significa um montante de aproximadamente R$ 32 bilhões, o que é visto com otimismo por especialistas na área, já que os governos começam a se preocupar mais seriamente com o assunto.

Pré-temporada dos árbitros e assistentes sergipanos encerrada ontem
Encerrada ontem, 08, a Pré-temporada dos Árbitros sergipanos se revestiu de sucesso e muito aprendizado para a categoria. Durante três dias, o evento contou com aulas. Avaliações teóricas e palestras, no auditório do Hotel Jatobá, testes de avaliação no Parque Augusto Franco (Sementeira) e as aulas de atividades práticas, realizadas no domingo pela manhã, na Arena Batistão.

Promoção
O evento promovido pela Federação Sergipana de Futebol (FSF), contou com a coordenação da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (CEAF-SE), que tem à frente o ex-árbitro Edmo Oliveira. Um dos destaques do evento foi a presença da ex-assistente e hoje instrutora Fifa, Ana Paula Oliveira, que com muita determinação e competência, passou um parte dos seus conhecimentos para os árbitros e assistentes sergipanos e insistiu na prática de definir uma padronização na arbitragem brasileira.

Avaliações
Para o presidente da CEAF-SE, Edmo Oliveira, a pré-temporada dos árbitros sergipanos superou a expectativa e foi de grande aproveitamento, por parte dos participantes. Participaram do evento 30 assistentes e 38 árbitros. Todos foram submetidos a quatro avaliações teóricas, uma avaliação física, vídeo-testes e aulas práticas. “Os ausentes estão fora de qualquer competição na atual temporada, bem como aqueles que obtiveram média global inferior a 7”, revelou Edmo Oliveira.

PELO TWITTER

www.twitter.com/Rafael_Salomao  Os olhos são órgãos bem cruéis

www.twitter.com/WilliamFonseca  Me peguei lembrando daquela frase: "Há um sol a brilhar por cima da tempestade". Pura verdade! E que sol lindo!

www.twitter.com/revinhogama   Desisti de entender a minha vida, agora tô só acompanhando...

www.twitter.com/palmeriodoria  Não tem santo no governo, não tem santo no Congresso, não tem santo no Judiciário, não tem santo  no MPF, não tem santo na PF. Não tem santo

www.twitter.com/anterogreco  Ainda sonho com um país que perceba que, se investir mais em escolas, com o tempo precisará menos de presídios.

www.twitter.com/frednavarro  O Brasil é um pesadelo. Não adianta acordar pq ele não tem fim.


ESPECIAL

Sobre Wagner Ribeiro
E durante o pequeno recesso deste blog, na última segunda-feira, 02, faleceu o poeta, professor e jurista Wagner Ribeiro. O titular deste espaço 

Wagner Ribeiro (foto retirada facebook, sem autoria)

teve a felicidade de conhecer e compartilhar por várias vezes da companhia de Wagner Ribeiro, que frequentava a casa de Célio Nunes até o falecimento em 2009. Um intelectual e amigo que colaborou com a publicação do livro “Liberdade da Expressão”, em 2006. Wagner era um intelectual e uma pessoa simples que viveu plenamente e uma conversa com ele era uma aula de literatura. Abaixo um dos textos que o blog encontrou no facebook que exprime realmente como era Wagner Ribeiro.


O Adeus ao Gênio  por Marcelo Augusto Carvalho (Advogado/ Texto extraído do facebook)

Surpreende-se a comunidade jurídica e a sociedade sergipana em geral com a perda do professor Wagner da Silva Ribeiro.

Membro de uma família pródiga em valores intelectuais, foi meu professor de Processo do Trabalho no curso de graduação da UFS, em meados de 1994.

Sem planos de aula, entrava em sala, indagava qual o assunto tratado na antecedente, e extravasava conhecimentos, dando-lhe sequência sem se limitar ao conteúdo programático da disciplina.

Lutava contra o vício do tabaco com pastilhas Garoto sabor menta, aquelas branquinhas embaladas em invólucro verde ... Passava a aula toda, entretanto, equilibrando aos lábios um cigarro apagado _que jamais acendia_, para tapear a dependência.

Além de usufruirmos dos seus sólidos ensinamentos, apreciávamos essa sua capacidade de equilíbrio e malabarismo; e o cigarro, naquele movimento de vaivém descompassado, parecia também aproveitar os belos sons de uma rara dogmática, como que bailando sob a batuta de um grande maestro.

Suas provas eram dissertativas, e o método de correção insólito: a nota era conferida pelo conjunto da obra ... Logo, ele corrigia tudo, do conhecimento jurídico ao português, porquanto ele os dominava como poucos.

Ficou antológica em minha geração a passagem de um colega (hoje também já falecido), que se atreveu a lhe questionar o modelo de corrigenda, porque havia levado um 4 e não sabia o porquê.

O saudoso professor pediu que o colega levasse a prova a ele... Fitou-a por um instante, e depois decretou convicto: - meu filho, um aluno do curso de Direito que coloca crase antes de pronome indefinido não merece mais do que 4.

Não se circunscrevia ao direito... Era poeta e escritor ... de papo agradável, de trato afável ... Teríamos, como Suassuna, que inventar uma expressão para defini-lo; enquanto não fizermos, usemos o que o vernáculo que ele tanto primou nos disponibiliza: um gênio.

Infelizmente não poderei dar o meu abraço em Waguinho, Profa. Eugênia, Dr. Artur, e demais familiares, pois estou em viagem ... Ficam os meus públicos apreço, admiração e gratidão por esse grande homem, que tanto contribuiu para as letras e a formação de muitas gerações deste Estado de Sergipe.

Saudades eternas de um (do seu vasto rol) de seus discípulos.


Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Quem embala pedras e ovos, deve por as pedras por baixo.” Wilhelm Busch, escritor e cartunista alemão, morreu em 09 de Janeiro de 1908 (n. 1832).



VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Ruan dias
09/01/2017 às 19:02
Só 8% , tem que tirar o couro desse povo ..
Ruan dias
09/01/2017 às 18:57
Só promessa ..
Esse Cara Sou Eu
09/01/2017 às 13:11
Edvaldo também não ajuda!!!! Deu pra trás na primeira promessa dele de campanha... Assim fica difícil Edvaldo... Cláudio, vamos acompanhar pra ver se ele vai cumprir a promessa de redução dos CCs...

Cláudio Nunes

Desde maio de 2006, tem um blog no Portal Infonet. Atua no jornalismo de Sergipe há mais de 15 anos, passando pela Gazeta de Sergipe, Jornal da Manhã, Diário de Aracaju, TV Sergipe e Jornal do Dia. Radialista e jornalista, em dezembro de 2006 publicou o livro "Liberdade da Expressão".
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030