Belivaldo, Amorim, André e Valadares não representam mudanças
Governo
03/01/2018  03:06


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

“Sergipe é uma nau sem rumo, cujos tripulantes se reversam no leme, enquanto não surge um verdadeiro timoneiro para levá-la a um 

destino seguro.”

A frase é do titular deste espaço que entende que pelos nomes dos maiores partidos e que têm chances reais de vitória Sergipe não terá uma mudança significativa no governo nas eleições deste ano.

Os principais nomes, Belivaldo da situação e os senadores Amorim e Valadares não representam mudanças.  Já André Moura, se entrar na majoritária para disputar o governo ou o Senado é entregar de mãos beijada a continuidade do governo da situação. André, além do alto índice de rejeição de Temer e dele, tem processos de todos os tipos e para todos os gostos.

A simples presença de André Moura na chapa majoritária tira o discurso da oposição de seriedade, combate a corrupção e de transparência pública.

Com Belivaldo, Amorim , André ou Valadares, 90% dos cargos que estão aí continuarão no mesmo lugar.  Só sobra para a chamada “arraia-miúda” que briga pelas redes sociais e nas ruas. A maior parte é indicada por lideranças políticas que apoiam um nome para o governo, mas um deputado federal ou estadual do outro lado. Ou seja, quem ganhar ele terá a quem recorrer no pedido para manter seus cargos e manter seu esquema de poder.

Dos que  “correm por fora,”  que são citados nas pesquisas como Valadares Filho e Dr. Emerson também são dúvidas. Valadares Fiho teria coragem de romper com esse esquema que se perpetua e até Déda tentou timidamente e depois se rendeu?  Já Dr. Emerson da Rede está tentando uma aliança com o PV, que apoia Temer e tem como liderança forte Sarney Filho, hoje ministro. Sem falar do senador Rodolfo Rodrigues qe tem discurso de oposição em Brasília, mas no Macapá (AP) fez acordo com o DEM para manter um aliado na prefeitura.

Mudam-se os nomes mais o reisado é o mesmo.

Por isso o blog entende que a eleição 2018 não trará novidade para o necessitado e apático Estado de Sergipe. A nau continuará sem rumo, com um novo tripulante no leme, mas sem destino e planejamento para o futuro de Sergipe.

Blog retorna a ser atualizado dia 08 de Janeiro Uma breve pausa de poucos dias para descanso no início do ano. O blog retorna a ser atualizado na próxima segunda-feira, dia 08.


Conversas não republicanas: 2º capítulo E na segunda-feira, 08, assim que retornar de um breve descanso de poucos dias, o blog continuará a novela das “Conversas não republicanas” envolvendo membros da Igreja Católica em Sergipe. Tem muitos detalhes da reunião, inclusive uma frase sobre o “enquadramento.” Na segunda, cada dia com sua agonia até a gravação final...

Mesmo com TV aberta, Alese paga rios de dinheiro a concorrente. Só em Sergipe Alguém já viu a TV Brasil, que é pública, fazendo propaganda na rede Globo? Claro que não! Em Sergipe, a TV Alese, da Assembleia tem dinheiro sobrando e está pagando caro para divulgar na concorrente da tv aberta. Também em Sergipe ninguém fiscaliza nada....

O corpo de um bebê natimorto, que sumiu no Hospital Nossa Sra. De Loudes reflete o Caos e a falta de Transparência na Saúde de SE A família descobriu agora que foi trocado. É um caso de polícia. Em um Estado sério muita gente cairia. O Culpado é o governador que aplaude tudo que Almeida Lima Faz!

Sem candidato ao governo Em entrevista durante o Jornal da Fan ontem, 02, o prefeito do município de Nossa Senhora do Socorro, Inaldo Silva (PCdo B), afirmou que ainda não tem definição sobre quem será apoiado por ele para concorrer ao Governo do Estado, apesar de ser do mesmo agrupamento político do governador Jackson Barreto (PMDB), para quem garantiu apoio a disputa ao Senado Federal.

Sugestão para próxima entrevista Questionar o prefeito de Socorro sobre a frota de ônibus  do município abandonada na garagem  e ônibus da

A omissão da PM no posto Shell da Avenida Hermes Fontes revolta os moradores vizinhos. Agora a PM quer que o morador desça e anote a placa. Se não fosse uma omissão... seria uma piada... E ainda tem gente do governo que diz não saber qual o motivo da rejeição do governador. É o desgoverno em todas as áreas. 

empresa Vitória contratados.

Som alto perturbando a ordem pública continua no posto Shell da Avenida Hermes Fontes Do leitor indignado: “Agora a polícia quer que eu vá verificar a placa do veículo para aceitar uma denúncia sobre som alto perturbando a ordem pública, CTB art. 228. A polícia quer que eu vá me expor indo verificar a placa de veículos  com pessoas com som alto e bebendo no meio da madrugada!!! Aliás, por que a polícia não faz uma blitz da lei seca em frente ao Posto Shell Hermes Fontes, um estabelecimento que permite som alto de carro em suas dependências e vende bebidas alcoólicas?”

Linha do BNDES O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou, até 23 de dezembro, que o programa BNDES Giro, lançado há quatro meses, registra aprovação de crédito que, somada, chega a mais de R$ 3 bilhões, em 11 mil operações contratadas. Segundo comunicado do banco, o programa, que se destina a fornecer capital de giro, contabiliza mais de 10 mil empresas que captaram recursos nesta modalidade por meio do BNDES. (Valor/Alessandra Saraiva)

Relatório fiscal SE e concurso público O governo do estado, ao longo do ano de 2017, propalou aos quatros ventos que não tinha dinheiro pra pagar a folha de pessoal e o 13° salário em dia.De acordo com o relatório de gestão fiscal do 2° quadrimestre de 2017 (maio a agosto), a despesa de pessoal do governo do estado ultrapassou o limite prudencial de 46,55% da Receita Corrente Líquida (RCL), chegando ao percentual de 46,90%, em setembro-2017.

Relatório fiscal SE e concurso público II Ao alcançar o percentual de 46,55% da RCL (sinal de perigo), o governo do estado está impedido de realizar, dentre outros: prover cargo público, admitir ou contratar pessoal a qualquer título, ressalvada apenas a reposição de servidores decorrente de aposentadoria ou falecimento nas áreas de esucação, saúde e segurança. Ora, a LRF (Lei Complementar 101/2000) é muito clara ao estabelecer as três áreas em que, excepcionalmente, poderá o governo contratar pessoal, após ultrapassar o limite prudencial de 46,55% do total da RCL, mas desde que para a Reposição de servidores por aposentadoria ou falecimento.

Relatório fiscal SE e concurso público III Então, de acordo com o Edital do concurso da SSP, PM e CBM publicado pela Seplag, no último dia 29/12/2017, na segurança pública de Sergipe houve mais de 500 casos de aposentadorias ou de falecimento nos últimos 2 anos, a ponto de justificar deixar a LRF de lado, para realizar concurso em pleno ano eleitoral?

Relatório fiscal SE e concurso público IV Seria bom que o MPE, o TCE, a  OAB e algum dos raros deputados leal ao Estado de Sergipe pudesse instaurar procedimento para apurar  se há efetiva justificativa para a "reposição" de centenas de servidores da segurança pública ou se o "jutômetro" teria servido à calculadora eleitoral daqueles que desdenham da legislação fiscal? Com a palavra, o TCE, o MPE, a OAB e, se ainda houver, algum deputado estadual!

Decisões STF e o STJ  Em recentes decisões, o STF e o STJ teem opinado pela obrigatoriedade de contratação de todas as vagas anunciadas em concurso.Por falar em vagas, a calculadora eleitoral do governo do estado acertou nas quantidades de soldados da PM (300) e so CBM (200). Dá pra acreditar?? O Blog adianta que não! Basta ver a quantidade de quartéis e de batalhões da PM e compará-la com a do CBM!

Níveis de insegurança aumentarão Aposta-se um picolé de a abacaxi: Vão fazer o concurso para a SSP e os níveis de insegurança vão aumentar mais ainda! A explicação é simples: o corporativismo sucumbiu a política de segurança pública, onde a propalada integração não saiu das "boas intenções"...

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES - (79) 99890 2018                                                                                                                                          

Nota da coluna de Diógenes Brayner no Fax Aju.

                   

Voto cruzado Pelo zap:  “O seu colega Diógenes Brayner escreveu em sua coluna que as eleições para o senado pode ocorreu através de "votos cruzados". Combina exatamente com o que você escreveu semana passada sobre acordo por debaixo do pano entre André Moura e Jackson Barreto.”

Em Nota, Prefeitura de Socorro explica que cegonha estava na garagem para usar a rampa A nota: “Uma história descabida é espalhada pelas redes sociais, com o intuito de macular a imagem dos gestores da Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro. Desta vez, esclarecemos a questão em relação ao caminhão cegonha que no último final de semana estava estacionado na garagem da Prefeitura. Diferente do que espalham os boatos, o veículo estava no local para efetuar a descarga dos carros, visto que no espaço existe uma rampa específica que possibilita o serviço. Para tal, foi concedida uma autorização de uso de bem público a título precário, por alguns instantes, sem ferir qualquer legislação.Portanto, os veículos citados não foram, em hipótese alguma, adquiridos pelo município.Apesar dos transtornos causados pela notícia falsa, iniciamos o ano com vigor para continuar trabalhando pelo povo socorrense.”

Público se misturando com o privado  O blog questiona: será que todo particular que desejar usar a rampa da garagem da Prefeitura terá autorização? Uma empresa privada que tem dinheiro não tem como construir uma rampa no terreno dela? O público se misturando com o privado. É Sergipe Del Rey!

01 de Janeiro: bares e restaurantes fechados Pelo Zap: Um absurdo a  falta de preparo e zelo pelo turismo sergipano. Um verdadeiro caos em bares e restaurantes no dia 01 de janeiro. Os abertos com péssimo serviço e 80 por cento não abriram. Na orlinha da Coroa do Meio de 4 bares só um abriu com a desculpa que os funcionários faltaram. Ali é cheio de hotéis e pousadas e os turistas que iam almoçar saíram revoltados. Todo ano é assim. Se faz necessário um TAC  da secretaria de turismo, se é que existe além do cabide de emprego, para com os bares de Aracaju pra se contratar quadro de funcionários temporários no período de 15 de dezembro a 15 de janeiro pelo menos. Muita gente parada precisando.”

Síndico processo se mantém no cargo, mesmo com destituição e faz festa privada Pelo Zap: “O síndico do condomínio Renaissance, que foi indiciado criminalmente por dar cadeiradas nos condôminos por causa de som alto, realizou uma festa de ano novo com mesas vendidas ao público externo na quadra do condomínio, com som alto, perturbando todo o bairro, à revelia dos condôminos. No dia 27, os condôminos deliberaram por destituí-lo, mas ele tem obstruído todas as ações para se manter no cargo. Esperamos que as autoridades tomem providências.”


PELO E-MAIL E FACEBOOK

Programação do Carnaval do Carro Quebrado 2018, definida Datas 02 e 03 de Fevereiro 2018. 02/02/2018. (Sexta-feira): Os Indomáveis do Frevo, Orquestra Topazio e  Orquestra Los Guaranis.-03/02/2018. (Sábado): Os Indomáveis do Frevo, orquestra Geração do Frevo e Medeiros e OrquestraObs: Entrada Franca. Júnior Pinheiro,Presidente do Carnaval do Carro Quebrado. Contato: 99879-1591.

Do leitor Roberto:  Cartel em Aracaju. Será que nenhuma autoridade percebeu o cartel dos postos de gasolina em Aracaju! Os preços praticados são exatamente iguais. Em Salvador o preço do litro da gasolina custa R$ 3.59.Perguntar não ofende. Na construção  do prédio do Ministério Público Estadual houve 28 aditivos?  O aluguel mensal da sede do Ministério Público Federal custa R$ 250.000,00 ?

PELO TWITTER

www.twitter.com/DanielaLima_ Feliz ano novo, pessoal! Que 2018 seja generoso e paciente conosco.                                                                     

O blog só retorna a ser atualizado na próxima segunda-feira, 08.

www.twitter.com/Congemfoco "Na década de 70, a ditadura vendeu ao povo que o Brasil experimentava o milagre de taxas de crescimento recorde. Diferente daquela eternizada por Cristo, a multiplicação de pães e peixes do milagre brasileiro foi para poucos" https://goo.gl/ATLGfC ‏

www.twitter.com/minc_rj O respeito à diversidade cultural, sexual, racial e religiosa é a base da Cidadania com Liberdade. Machistas, homofobicos, intolerantes, racistas são prisioneiros de sua mesquinharia, escravos da sua violência, vitimados também por sua patologia excludente e perversa!

www.twitter.com/Mauricio_JCosta "No Brasil é preciso explicar, desenhar, depois explicar o desenho e desenhar a explicação."

www.twitter.com/Ffariajr No grande palco do mundo, Deus é o autor de uma peça sem fim, e nós atores e co-autores, criativos e livres.

www.twitter.com/MariaMendoncaSE É lastimável o grau de violência q/ estamos vivendo. Qtos ainda precisarão morrer p/ q/o @governosergipe cumpra a obrigação constitucional de garantir segurança aos cidadãos? Minha solidariedade aos pais e familiares da pequena Vitória que morreu, após ser atingida por um disparo.

ARTIGO

Política em Sergipe – O livro de Ibarê Dantas. Por Antônio Samarone

A pretexto de escrever uma biografia, o historiador Ibarê Dantas, em seu novo livro – “Leandro Maciel na Política do Século XX”, traçou um 

consistente perfil da política sergipana, no período entre a revolução de 1930 e a ditadura militar; correspondendo ao início da vida pública de Leandro Maciel, em 1926, como diretor de obras públicas do Estado; e ao seu melancólico fim, em 1974, na humilhante derrota para o médico Gilvan Rocha, na disputa para o Senado.

Um livro da maturidade do escritor. Cuidadoso com os dados e as fontes, isento, minucioso, com uma escrita leve, contrariando a visão dominante no Brasil, que só os jornalistas escrevem bons livros de história. O livro do historiador Ibarê Dantas é bom e bem editado.

Ao traçar a disputa pelo poder num estado periférico, o livro de Ibarê Dantas retrata a caminhada de um grande político. Um chefe político dentro do antigo manequim da República Velha. Astucioso, zeloso com o seu prestígio, fiel e tolerante com os correligionários; implacável e violento com os inimigos. Leandro Maciel foi um conservador ilustrado, que disputou o poder por quase meio século, com um programa de desenvolvimento para Sergipe na cabeça. Leandro acreditava que o desenvolvimento de Sergipe seria pelo caminho da industrialização. O livro analisa a disputa política em conjunturas distintas: revolução de 1930, estado novo, populismo e ditadura militar. Como Leandro Maciel sobreviveu em cada conjuntura.

A parte mais substantiva do livro, que transcende aos objetivos das histórias locais e das biografias, é a descrição de uma sociedade civil numa conjuntura hegemonizada pela política. Os conflitos, os embates, os avanços e recuos ocorrem no campo da política. Mesmo em períodos de exceção, o legitimador das decisões continuava sendo a política, nesses casos, uma política autoritária. O livro permite aos mais jovens uma comparação com a atualidade, onde a esfera política está deslegitimada, criminalizada, onde o voto direto e secreto deixou de ser a fonte de poder, e as eleições livres estão eivadas de suspeitas. Vivemos numa era da usurpação do poder emanado do povo, como rezava os velhos textos republicanos. Parte da sociedade acredita que a única forma de legitimação do agente público é o concurso.

A deslegitimação da esfera política e a consequente perda de prestígio social dos seus agentes, atendem aos objetivos da esfera econômica, sobretudo do capital financeiro globalizado, que precisa de liberdade de ação e exploração, e que a nada respeita, nem normas nem fronteiras. Os humores e as idiossincrasias do mercado são apresentados como uma lei da natureza, uma força física, a qual devemos nos submeter. Os interesses do capital financeiro aparecem como princípios de uma realidade científica. O livro do professor Ibarê Dantas retrata uma conjuntura anterior, onde as contradições e os interesses de classes eram decididos no campo da política. Para que não haja mal-entendidos, duas observações: não estou fazendo juízo de valor sobre a natureza da política da época, apenas uma constatação; e claro, tratava-se de uma política excludente das massas subalternas (operários, camponeses, lúmpen, etc). Essa é outra discussão.

O livro “Leandro Maciel, na Política do Século XX”, do intelectual Ibarê Dantas, além da biografia de um personagem relevante, o livro trata da história, da vida e dos costumes da Província de Sergipe d’ El Rey no período; e ainda traz um belo estudo de caso de ciência política. Uma pena tratar-se de uma tiragem reduzida, sem distribuição nacional. Muita porcaria tem sido publicada pelas grandes editoras nacionais. Nesse caso, é o preço que se paga por se pensar a partir da periferia.

Mais de Antonio Samarone: https://blogdesamarone.blogspot.com.br/

Cláudio Nunes no Face e no twitter:

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Todo tempo é tempo de acreditar que as pessoas vão se renovar.” João Paulo II.



VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Anonymous
07/01/2018 às 16:35
IPTU veio com reajuste de 6,59%. Cadê o prefeito revogador?
carlos alberto souza
04/01/2018 às 10:06
Vendo hj a materia do JC com o ex vereador Acacio Cardoso e depois ouvindo sua entrevista na CBN chego a conclusão que ele esta certo, um ano de uma denuncia gravissima e como resposta temos o vereador afastado, a delegada e o promotor exonerado e a SSP não sabe da investigação. Será que ele esta certo, que todos são uma quadrilha para lesar os cidadãos, realmente queria saber algo sobre isso, o que estão fazendo, quem vai ser punido, pois até agora foi o povo, o vereador e a delegada.
ggtomaz
03/01/2018 às 18:21
E esse IPTU de Aracaju que não para de aumentar, eu mesma não tive reajuste como funcionária pública porém o Iptu que já tinha tido um reajuste exorbitante no ano passado, veio com mais aumento esse ano, chegou com um reajuste de mais de 10% não sei como fazer para pagar.

Cláudio Nunes

Desde maio de 2006, tem um blog no Portal Infonet. Atua no jornalismo de Sergipe há mais de 15 anos, passando pela Gazeta de Sergipe, Jornal da Manhã, Diário de Aracaju, TV Sergipe e Jornal do Dia. Radialista e jornalista, em dezembro de 2006 publicou o livro "Liberdade da Expressão".
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030