Paciente terminal: Governo repete medidas de contenção anunciadas em janeiro 2018 e não cumpridas.
Governo da década perdida
11/06/2018  03:00


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

                                                                                                                                                                                                                                           

Belivaldo anunciou no último dia 8 medidas que foram anunciadas em janeiro e não cumpridas. 

Só num Estado onde a oposição capenga e não faz um diagnóstico minucioso dos últimos anos na área financeira, um governador anuncia agora, em junho de 2018, medidas de contenção que foram anunciadas em janeiro deste ano, inclusive com o mesmo valor na meta: economizar R$ 200 milhões. Leia as manchetes que estão no print nesta edição:

26 de Janeiro de 2018: Governo pretende economizar cerca de R$ 200 milhões com novas medidas de contenção;

08 de Junho de 2018: Belivaldo Chagas reúne secretariado e anuncia medidas para economizar R$ 200 milhões.

Bastava uma equipe técnica da oposição diagnosticar os meses de fevereiro, março, abril e maio e passar para a população quanto o governo economizou de verdade com as medidas anunciadas em 26 de janeiro deste ano.

Um dos pontos principais apresentados em janeiro e agora foi a redução do custeio da máquina em 30%, como telefonia, passagens, diárias e locação de veículos, negociando com os fornecedores.

Lamentavelmente é uma letargia total no governo de Sergipe. Por isso vários aliados estão decepcionados com Belivaldo Chagas que, após dois

As duas manchetes no site do governo: a de janeiro e a da semana passada. Ambas anunciando medidas para economizar R$ 200 milhões.

meses como governador no papel, pouco mudou. O caso mais dantesco foi o episódio da saúde, onde as manchetes foram negativas durante todo o mês de abril e depois, em maio, passou mais um mês para encontrar um substituto para Almeida Lima, que culminou passando para titularidade o interino que foi a última opção, já que três médicos, no mínimo, foram convidados e não aceitaram.

Aliás, o deputado estadual da Rede, Georgeo Passos, resumiu bem pela rede social twitter o retrato do atual governo:  “Temos um Governo que perdeu seu norte. Servidores recebendo seu pagamento atrasado e sem receber a recomposição salarial. Além disso, os fornecedores também não recebem do Governo. Esse é sem dúvida o Governo da década perdida.”


Agora vendo uma iminente derrota, a ideia é tentar levar o paciente em estado terminal a uma sobrevida até dezembro deste ano. O próximo governador terá que encontrar um diagnóstico rápido e preciso para reverter uma situação que beira a síndrome da falência de múltiplos órgãos.

SINTRASE fará vigília na Alese contra projeto do governo Belivaldo que muda desconto dos servidores para o Ipesaúde  e promove preconceito, segundo sindicalistas O vídeo abaixo é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe – SINTRASE, Diego Araújo, anunciado o que considera um golpe, retrocesso e desrespeito aos servidores o projeto de lei enviado pelo governador Belivaldo Chagas à Assembleia. No projeto, segundo Diego,  querem mudar o percentual do salário que é descontado para os dependentes que usam o Ipesaúde, passando para valores fixos. “Com isso serão prejudicados os três mil servidores que hoje recebem abaixo do salário mínimo”, disse. Outro ponto que está sendo considerado um preconceito e um retrocesso é que o governo está excluindo as relações homoafetivas como dependentes do Ipesaúde, conceituando de forma preconceituosa apenas a relação homem e mulher. A partir desta semana os dirigentes do SINTRASE farão uma vigília na Assembleia para que o projeto não seja aprovado. O vídeo:


Magistério da rede estadual paralisa amanhã, 12 Em assembleia dos professores da rede estadual realizada na última quarta-feira, 06, foi deliberada uma paralisação para amanhã, 12. Na agenda de luta, ato público em frente ao Palácio de Despachos, a partir das 8h.

Na resistência “Não vivemos um momento simples, seja nacional ou localmente. E por tanta complexidade é que precisamos estar nas ruas, na luta e na resistência não só pela garantia dos nossos direitos, mas pelos rumos do nosso país”, afirma a presidenta do SINTESE, Ivonete Cruz. Em quase dois meses de gestão, o governo Belivaldo Chagas não apresentou nenhuma proposta para recuperar a carreira do magistério. Por isso é fundamental que os professores e professoras se somem à luta.

Canindé: André Moura diz que não conseguiu recursos para festejos juninos porque as gestões anteriores perderam as certidões negativas. Sabe quem era o prefeito? Heleno Silva, companheiro de chapa agora E no último sábado, 09, no programa Resenha Sertaneja, apresentado pelo radialista Zé do Sertão, na rádio Xingó FM, o líder de Temer, André Moura, informou que não conseguiu recursos do ministério da Cultura para os festejos juninos de Canindé do  São Francisco porque as gestões anteriores perderam as certidões negativas. O prefeito era Heleno Silva, companheiro de chapa de André na disputa das duas vagas ao Senado. Pelo jeito o pastor enfrenta a fúria não só de Jackson, mas também entre os novos aliados.

Rogério foi provocado por uma declaração de Jackson que agora quer repassar a culpa à imprensa Alguém lembrar que o estremecimento entre Jackson e Rogério foi provocado por uma declaração de JB, lembrando ao povo de Sergipe que Rogério e Heleno tinham complicações jurídicas para as pretendidas candidaturas, ou seja, indiretamente os tratou como inelegíveis. Embora para quem deseja ajudar JB nesse momento de rejeição dentro do PT, fica muito mais fácil creditando o fato à oposição. Ontem, 11, dois petistas comentaram que Jackson não terá o voto da maioria significativa dos petistas.

Poço Verde: em 15 dias três assassinatos E o município de Poço Verde, localizado no Centro Sul sergipano, outrora pacato, vive hoje um clima de medo por conta da insegurança. Em 15 dias foram três assassinatos. O último, no fim de semana, um trabalhador foi morto quando chegava em casa no Povoado Bom Jardim. Era um marchante.

TRE e Procuradoria Eleitoral precisam explicar aos futuros candidatos como deve ser usado o Fundo Eleitoral que será pela primeira vez com dinheiro público. Farão cotação dos serviços? Ou escolherão quem desejarem? Por exemplo, para contratar serviços gráficos, locação de veículos, entre outros. Terá que fazer uma coleta de preços ou contratar quem desejar? Terá que seguir os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência? Um tema importante para ser debatido já com os pré-candidatos e que vem sendo levantado pelo ex-deputado José Carlos Machado. Fica a sugestão para os representantes da Justiça Eleitoral.                                                                            

Teatro Tobias Barreto: vergonhOSO o estado de abandono.

Abandono do Teatro Tobias Barreto mostrou cenário triste para participantes do Fórum Sergipano de Direito Eleitoral Foi realizado no fim de semana em Aracaju, no Teatro Tobias Barreto, o Fórum Sergipano de Direito Eleitoral, numa realização da Alese. O fato negativo ficou para o abandono do teatro visto por pessoas de todo o país que participaram do evento. São poltronas quebradas e sem braços, lâmpadas queimadas, teto do sanitário masculino caindo e diversos danos por todo o interior do teatro. Uma vergonha!                                                                                          

Não promoção das policiais femininas A presidente da Frente Parlamentar em defesa da Mulher e procuradora da Mulher na Alese, deputada Goretti Reis, esteve com o subcomandante da Policia Militar de Sergipe (PM-SE), coronel Paulo Paiva, buscando explicações para a não promoção de algumas policiais femininas. De acordo com o coronel, não existe a possibilidade de ser uma questão de gênero. Para ele, o que existe na verdade é um acúmulo de vários erros por parte da Polícia Militar e também de algumas interpretações judiciais.

Divergências “Preciso ouvir todos os envolvidos nesse problema para que a imparcialidade nos ajude a solucionar a denúncia que fiz sobre a não promoção de algumas policiais em Sergipe. O coronel se prontificou a avaliar caso a caso sobre as patentes das policiais para que os pontos de divergências sejam esclarecidos. Vamos aguardar essa avaliação para que a PM e a Associação das policiais possam expor os entraves existentes. Agradeço a Paiva por me receber e se mostrar sensível à causa”, disse a parlamentar.

Coletiva de Alckimin, 7h, no Radisson Hotel Aracaju O presidente estadual do Partido da Social Democracia Brasileira de Sergipe (PSDB), pré-candidato ao governo do Estado, e senador por Sergipe, Eduardo Amorim, convida a imprensa local para participar de coletiva com o pré-candidato a presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), que estará visitando o estado de Sergipe para realizar atividades da sua pré-campanha, além de palestra com empresários.

Emenda de bancada de R$ 50 milhões para a saúde E o deputado federal Laércio Oliveira está convidando toda a imprensa para a solenidade que terá a presença do ministro Gilberto Occhi, da saúde, onde será oficializado a liberação do empenho da emenda de bancada no valor de R$ 50 milhões e também o termo de doação de veículos para auxiliar no combate e controle de endemias nos municípios de Canhoba, Campo do Brito, Santana do São Francisco, Santo Amaro das Brotas, Propriá e Ribeirópolis e o compromisso de novas doações ao longo desse ano. Será hoje, 11, às 9h, no Palácio dos Despachos.

Salvem as tartarugas marinhas Estudantes do 5° período de Comunicação Social - Jornalismo, da Universidade Tiradentes, realizaram na manhã do sábado, 9, das 10h às 12h, uma ação em prol da vida das tartarugas marinhas na orla da Atalaia em Aracaju. Na ocasião, sacolas biodegradáveis foram distribuídas acompanhadas de um bate-papo com os banhistas sobre a importância de manter as praias limpas. O objetivo do evento foi conscientizar os banhistas a recolherem os lixos que produzem nas praias da capital, para que a poluição não atinja as tartarugas que são as mais prejudicadas pelas nossas ações..

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES - (79) 99890 2018                                                                                                                                          

Entronização de Santo Antônio Fujão em Itabaiana 

Santo Antônio Fujão Pelo zap, Antônio Samarone: “Muita gente, na entronização de Santo Antoônio Fujão sob o pé de quixabeira. Um dia histórico para Itabaiana, uma tradição de 400 anos está sendo retomada: na quarta, dia 13, ocorrerá a procissão pelos caminhos do Santo. Serão dez km de caminhada, da Igreja Velha à Matriz. Obs: O Santo foi obra do talentoso Zeus, artista itabaianense.”

Roda de Conversa O Acredito Sergipe, realizará no próximo dia 14 de junho, quinta feira, mais uma Roda de Conversa, com o objetivo de discutir suas ações no  Estado  e apresentar o Movimento Acredito para aqueles que ainda não o conhecem, esclarecendo seus objetivos e os princípios que defende em todo país. O encontro será às 18:30 h, no Calçadão da Praia Formosa. Venha conhecer e fazer parte do Acredito - Sergipe com a gente! Mais:https://www.facebook.com/events/389806738180569/?active_tab=about                                                                                                     

Chapa 1 eleição Sinpol/SE: união e planejamento. 


Chapa 1 Sinpol/SE Pelo zap:” Estamos passando para desejar um excelente domingo a você e à sua família com o registro da reunião de equipe que realizamos ontem. Isso mesmo: é no final de semana que a gente planeja as ações seguintes e avalia as atividades que temos realizado na busca pela mudança, por um sindicato forte, que saiba lutar por dias melhores para todos nós. Agradecemos o apoio que temos recebido e vamos continuar seguindo em frente. O momento é de união e de lutarmos por uma Polícia Civil que se destaque nacionalmente por suas conquistas. Sabemos onde queremos chegar. Vamos juntos?”. A chapa tem como presidente Adriano Bandeira e candidata a vice-presidente,  Robenilde Gonçalves.

IT Consulting E os funcionários da empresa terceirizada que presta serviços ao governo do Estado voltam a pedir ao governador Belivaldo Chagas que seja sensível ao apelo deles que vêm tendo não só os salários atrasados, mas também os tíquetes refeição e o plano de saúde que foi retirado.

PELO E-MAIL E FACEBOOK


Da inveja do forjado na escola da extorsão por Cláudio Nunes

O blog entende que na imprensa, principalmente nos espaços que são opinativos, há público para todos. Os leitores escolhem e pronto, como no caso deste blog que nunca escondeu que tem uma linha editorial clara. O problema é que tem um pseudo profissional que foi forjado por mais de 20 anos na escola da extorsão, onde como um dos comandantes, usava pesquisas para extorquir dos gestores e candidatos que só pensa na ganância financeira e nada mais.

Ultimamente resolveu expor a inveja dele e liga para colegas da imprensa e algumas “fontes”, questionado porque só passa informações para este espaço com tom depreciativo. Os colegas e as “fontes” ligam contando o tom da inveja. Como o titular deste espaço já passou dos 50 e, portanto, não tem mais estômago para aturar uma voz melosa de falsidade, ou melhor, de picareta mesmo, já deu o primeiro sinal para o meliante que não quer conversa. Espera-se agora que mantenha a devida distância porque a paciência se esgotou...

Para reflexão, trechos do livro Tomás de Aquino – Sobre o Ensino (De Magistro) & Os Sete Pecados Capitais, São Paulo, Martins Fontes, 2001:

“...Ora, sendo a inveja uma tristeza pela glória de outro, considerada como um certo mal, segue-se que, movido pela inveja, tenda a fazer coisas contra a ordem moral para atingir o próximo e, assim, a inveja é vício capital.

Nesse impulso da inveja, há princípio e termo final. O princípio é precisamente impedir a glória alheia, que é o que entristece o invejoso, e isto se faz diminuindo o bem do outro ou falando mal dele: disfarçadamente, pela murmuração [sussurratio, fofoca], ou abertamente, pela detração.

Já o termo final da inveja pode ser considerado de dois modos: um primeiro diz respeito à pessoa invejada e, nesse caso, o impulso da inveja termina, por vezes, em ódio, isto é, o invejoso não só se entristece pela superioridade do outro, mas, mais do que isso, quer seu mal sob todos os aspectos.

De um outro modo, o termo final desse impulso pode ser considerado por parte do próprio invejoso, que se alegra quando consegue obter o fim que intentava: diminuir a glória do próximo e, assim, se constitui esta filha da inveja que é a exultação pela adversidade do próximo. Mas, quando não consegue obter seu propósito - o de impedir a glória do próximo -, então se entristece: é a filha da inveja chamada aflição pela prosperidade do próximo.”


COREN-SE: Renúncia do tesoureiro. Colegas enviaram ao blog a carta do tesoureiro descrevendo os motivos

Ao Sr.
Diego Rafael da Silva Borges
Presidente do Coren-SE

Prezado senhor,

Cumprimentando-o cordialmente, sirvo-me do presente para informá-lo que quando aceitei o convite para compor a Chapa que concorreu às eleições para o Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe no ano de 2017 vislumbrei a possibilidade de fazer algo instigante, que me motivava e ao mesmo tempo me dava a oportunidade de poder contribuir para a minha categoria, ainda mais quando tive a honra de ser eleito tesoureiro desta Autarquia.

Obviamente que sabia dos desafios, assim como tinha conhecimento do passado nebuloso e não muito distante que este Conselho vivenciou, tendo sido alvo de investigações da Polícia e do Ministério Público Federal que redundou na condenação de várias pessoas, como ocorreu no mês de dezembro de 2017, com a publicação de sentença da justiça federal em que condenou por improbidade administrativa vários ex integrantes deste Conselho.

Apesar de ciente desta situação, meus propósitos passavam ao largo destas questões, uma vez que havia um só intento, reproduzido por mim várias vezes durante a campanha: fazer mais e melhor para a categoria de enfermagem.  Renovar para a enfermagem avançar, esse era o nosso slogan de campanha, que parece ter sido esquecido pela maioria dos colegas Conselheiros, na medida em que querem continuar repetindo os atos praticados nas gestões anteriores!

Ao fim do quinto mês de gestão percebo que este intento está longe de ser alcançado, e há várias razões para isso. Uma delas diz respeito ao pagamento do Auxílio Representação, verba de natureza indenizatória, que tem causado diversas discussões entre nossos colegas acerca de sua regularidade.

Como é do conhecimento de Vossa Senhoria, surgiram incertezas acerca da regularidade no pagamento das referidas verbas, ocasião em que solicitei da Assessoria jurídica deste Regional que as sanasse, mas o parecer emitido não dirimiu as dúvidas, assim foi solicitado parecer do Conselho Federal de Enfermagem - Cofen no dia 28 de fevereiro de 2018, no sentido de dirimir todas as dúvidas, e até o momento estamos sem respostas.

Vale ressaltar que apesar da consulta feita, há uma pressão imensa, quase insuportável, de parte da Diretoria deste Conselho e de alguns conselheiros, no sentido de que eu pague as referidas verbas de representação. Chegou-se ao ponto da plenária aproveitar-se da minha ausência em parte da reunião para deliberar no sentido de que eu pagasse tais verbas. Inaceitável tal conduta!

Essa pressão tem me desgastado de forma assustadora, pois os colegas que outrora defendiam propostas para a categoria, hoje exige que eu pague auxílio representação, mesmo havendo dúvidas acerca de sua regularidade.

Ressalto ainda que tenho percebido que os colegas que compartilham comigo o mesmo entendimento acerca do do auxílio representação, assim como eu, tem sofrido retaliações e perseguições constantes, injustas e sem qualquer sentido, apenas por defender que a verbas de representação sejam pagas em conformidade com o que determina a legislação.

Portanto, como tesoureiro, não posso pagar, jamais, qualquer valor que não esteja dentro da estrita legalidade. Não foi para isso que fui eleito pelos demais colegas que votaram na minha pessoa confiando que eu iria zelar pelos recursos deste Conselho da forma mais correta possível. Lembro que tais recursos têm origem no pagamento de  uma massa de profissionais de enfermagem que pagam suas anuidades com  extrema dificuldades e que esperam de nós um mínimo de zelo pelos recursos que a nós foi  confiado.

Durante este período, e em razão da celeuma que foi criada acerca do pagamento do auxílio representação, descobri que várias pessoas neste conselho entendem da mesma forma que eu, ou seja: a forma como se quer pagar não é regular. Além disso, descobri também que há diversas decisões do Tribunal de Contas da União que determina que o auxílio representação é verba de natureza indenizatória e, portanto, só pode ser paga mediante comprovação de gastos (esta não é a forma que se está querendo praticar neste Conselho); esta também parece não ser a forma que se pratica no Cofen, uma vez que há notícias de que lá, após auditoria do TCU, foi suspenso o pagamento das verbas de representação.

Saliento ainda que, além destas questões referentes às citadas verbas, não concordo com a forma com que a gestão deste conselho tem se orientado: apesar de conselheiro tesoureiro e membro da diretoria, pouco sei acerca do que está ocorrendo no Coren, uma vez que decisões são tomadas, pessoas são contratadas, comissões são constituídas e não se tem conhecimento de nada ou de quase nada.

Por todas estas razões, pela gestão centralizadora que hora se impõe, e principalmente por não concordar com a forma que se quer pagar as verbas de auxílio representação, eu RENUNCIO AO CARGO DE TESOUREIRO, mas continuarei como conselheiro para tentar, mesmo que de forma mitigada, a realizar as propostas que apresentei para a categoria de enfermagem, bem como para ficar atento a todas as coisas irregulares que por acaso ocorrerem no âmbito deste Conselho.

Aracaju, 08 de junho de 2018

Alailson Santos Vieira
Coren-SE 685.013-TE

FÓRUM SERGIPANO DAS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA: AS COTAS RACIAIS E OS 10% DO PREFEITO EDVALDO NOGUEIRA

“É nosso dever moral, e obrigação,
desobedecer a uma lei injusta”      Martin Luther King.

Em maio de 2018, completou 130 anos da abolição da escravidão no Brasil. E exatamente 130 anos depois a comunidade brasileira ainda clama por justiça, igualdade de direitos no trabalho, na educação, na saúde, na cultura, na política, no desenvolvimento econômico e no respeito às tradições religiosas dos povos africanos e ao seu patrimônio cultural material e imaterial.

As cotas raciais são ações afirmativas aplicadas em alguns países, como o Brasil, a fim de diminuir as disparidades econômicas, sociais e

educacionais entre pessoas de diferentes etnias raciais. Essas ações afirmativas podem existir em diversos meios, mas a sua obrigatoriedade é mais notada no setor público – como no ingresso nas universidades, concursos públicos e bancos.

O STF entendeu pela constitucionalidade das disposições da Lei n. 12.990/2014, que trata das cotas para negros e pardos nos concursos públicos. É constitucional a Lei n. 12.990/2014, que reserva a pessoas negras 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública federal direta e indireta.

Dito isto, nos vem às interrogações. Por que o Prefeito da Cidade de Aracaju Edvaldo Nogueira do PC do B – Partido Comunista do Brasil não se orientou pela decisão do Supremo Tribunal Federal – STF – que julgou constitucional 20% de reservas de vagas em concursos públicos para negros e apenas aprovou 10% na cidade de Aracaju? Por que será também que os vereadores de Aracaju comungaram da mesma proposta do executivo? Por que as partes mais interessadas nesse processo os movimentos de matriz africana, os movimentos negros não foram ouvidas e chamados para o dialogo e ajudar a construir a cidade mais humana, inteligente e criativa que o Prefeito Edvaldo Nogueira tanto propagandeou na campanha eleitoral? Por que o Vereador Líder do Prefeito na Câmara Antônio Bittencourt ignorou a articulação feita pelo Fórum Sergipano das Religiões de Matriz Africana e Ministério Público Estadual com a participação de Vereador onde comunicamos a ele que já existia um projeto de lei nº 179/2014 de autoria do Vereador Emmanuel Nascimento com a nossa assessoria que dispõe da reserva de 20% de cotas para negros em concursos públicos municipal em todo âmbito da administração pública? Por que um vereador do Pc do B se presta a um papel desses de desconsiderar a luta dos movimentos sociais negros e de religiosidade de matriz africana?

São perguntas que a comunidade exige respostas. Mas, entendemos que a prefeitura governada pela histórica esquerda brasileira que carrega no seu conteúdo político e social a igualdade de direitos, não podemos e nem devemos aceitar que a prefeitura de Aracaju não atinja o limite mínimo de 20% de vagas para negros e negras em concursos públicos do município de Aracaju. Prefeito Edvaldo Nogueira 10% de cotas para negros e negras numa cidade como Aracaju que tem população superior a 70% de negros e negras dados oficiais do IBGE é simplesmente inaceitável.

Com isso, reafirmamos que 10% de cota racial aprovada pelo Prefeito Edvaldo Nogueira é repugnante e inadmissível. Exigimos os 20% que é o direito constitucional aprovado no STF.“É constitucional a reserva de 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública direta e indireta.

Assim, concluímos que ainda no Brasil há desigualdades raciais e sociais entre negros e brancos em nossa sociedade que perduram até atualidade, apesar dos avanços e conquistas, muito se tem a fazer pra eliminar estas desigualdades, que são consequência de um modelo adotado na época da colonização. Também devemos respeitar a todos, e não termos preconceito de nenhuma espécie, principalmente o racismo, pois todos somos iguais.


PELO TWITTER                                                                                                                                                                                                                  


www.twitter.com/riltonmorais Hoje eu tô mais falso que pesquisa da Datafolha.

www.twitter.com/FalaSergipe Nos anos 70 iniciei minha vida etílica. Bebia Cuba Libre. Bacardi, gelo, Coca Cola e limão, uma mistura agradável. Hoje mudei a receita e bebo uma branquinha que carinhosamente chamo de Lula Livre.

www.twitter.com/georgeopassos “A população precisa fazer a sua parte e ir às urnas para mudar essa situação. A abstenção do povo só vai prestigiar os políticos corruptos. As pessoas precisam fazer essa reflexão e não deixar de votar nas eleições” - Deputado Georgeo Passos #ascom

www.twitter.com/AlanMansur Todo servidor público no exercício de sua função está sujeito a sofrer críticas públicas, mesmo que duras. Isso é normal em uma democracia e não deve ser punido.

www.twitter.com/luboiteux  O corpo de uma mulher não é de propriedade do Estado. Realizar laqueadura contra a vontade de uma mulher, vulnerável e pobre, sem dar-lhe nem direito a um advogado, é uma violência absurda. O corpo

 é nosso, nossas regras e nossa vontade é que valem.

Siga Blog Cláudio Nunes:

https://www.instagram.com/blog_claudio_nunes/

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“... Quando não consegue obter seu propósito - o de impedir a glória do próximo -, então se entristece: é a filha da inveja chamada aflição pela prosperidade do próximo.” Tomás de Aquino – Sobre o Ensino (De Magistro) & Os Sete Pecados Capitais.



VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Maria
11/06/2018 às 11:23
Esse Coren num tem jeito mesmo. Mas acho os enfermeiros deveriam fiscalizar, vê o que tá acontecendo lá dentro, sei lá. Não pode deixar um gestão se susseder por tanto tempo e não procurar saber o que tá acontecendo lá dentro.

Cláudio Nunes

Desde maio de 2006, tem um blog no Portal Infonet. Atua no jornalismo de Sergipe há mais de 15 anos, passando pela Gazeta de Sergipe, Jornal da Manhã, Diário de Aracaju, TV Sergipe e Jornal do Dia. Radialista e jornalista, em dezembro de 2006 publicou o livro "Liberdade da Expressão".
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030