Olinda (PE) - História e ladeiras
Olinda (PE) guarda em suas ladeiras, dezenas de monumentos e uma miscelânea cultural sem igual. Banhada por praias do litoral Norte de Pernambuco, Olinda situa-se a apenas 6 km do Centro da cidade do Recife e pouco mais de 500km de Aracaju.
14/07/2011  08:34


O passeio pela histórica Olinda (PE) pode começar pelo ponto mais alto da cidade, o denominado Alto da Sé, onde está a igreja de São Salvador do Mundo, popularmente conhecida como Igreja da Sé. Também chamado de Largo da Sé, é um dos loc

Mosteiro de São Bento e iluminação especial à noite. Foto: Setur/PE

ais mais visitados de Olinda e um dos pontos mais movimentados da cidade, onde se concentram turistas, vendedores, artesãos e crianças vestidas com fantasias de carnaval. De lá, avistam-se coqueiros e casarios, ao fundo, Recife enche os olhos, além do mar azul infinito.

Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, Olinda reserva um verdadeiro tour religioso e cultural por mais de 30 igrejas, templos, mosteiros e capelas de relevante interesse histórico, que atrai milhares de visitantes por ano.

O passeio pela história do Brasil, mais precisamente pelo Brasil do descobrimento e colonial, começa com a visita a Igreja da Sé, que iniciou sua construção em 1535 e foi fundada em 1540, configurando-se como uma das mais antigas do país, sendo reconstruída e ampliada no final do século XVI.

Ainda na Cidade Alta, na Ladeira de São Francisco, o Convento de São Francisco chama atenção por seu esplendor. Construído em 1585, faz parte do conjunto que contempla a igreja de Nossa Senhora das Neves e as Capelas de São Roque e Santa’Anna. É o mais antigo conjunto arquitetônico franciscano do país, sendo destruído pelos holandeses em 1630 e reconstruído no final do século XVII. Para se ter uma ideia, o Convento apresenta painéis de azulejos portugueses e seu altar é pintado de pigmentos vermelhos de sangue de boi, óleo de baleia e casca de banana verde.

Igreja da Sé e Alto da Sé - Onde se tem vista privilegiada e acontece o burburinho. Foto: Setur/PE

O Mosteiro de São Bento, junto com o Convento de São Francisco e o Largo da Sé, são localidades que não podem ficar de fora do roteiro. O Mosteiro é o segundo em homenagem a São Bento construído em terras brasileiras. Sua construção data do século XVI e possui uma característica peculiar que é a de ser o santo, ao mesmo tempo, padroeiro da Abadia e do Mosteiro.

Depois de conhecer essa joia do Brasil, descer pela Ladeira da Misericórdia  é o primeiro teste físico nas ladeiras de Olinda. Várias outras estarão por vir, mas lá embaixo não deixe de passar pelo famoso “Quatro Cantos”, no largo do Amparo - uma bifurcação onde cruzam ruas, formando quatro cantos.

Os quatro Passos – denominações de pequenas capelas construídas em 1773 com imagens da Paixão de Cristo e que só se abrem na Semana Santa – também são atrações turísticas das ruas de Olinda. Cada um deles tem uma família que, de geração em geração, faz a manutenção do pequeno espaço.

Bem pertinho dali o turista se depara com os olindenses lavando roupas em chafarizes; são as famosas bicas de Olinda. Ao ver esta cena, tem-se a impressão de que o tempo não passou. Hoje são três bicas que sobreviveram ao tempo e funcionam como lavanderias públicas e locais de retirada de água, são elas: Bica de São Pedro, construída no século XVI; Bica do Rosário, que tem o brasão de Olinda e jarros de

Mosteiro de São Bento e vista panorâmica; Foto: Setur/PE

pedras; Bica dos Quatro Cantos, construída em 1602 e era chamada de Fonte da Tabatinga.

Como toda cidade histórica, Olinda também tem sua igreja dedicada aos negros e construída por eles. Considerada um dos maiores e mais antigos conjuntos arquitetônicos construídos pelos escravos no Brasil, a Igreja do Rosário dos Homens Pretos é mais uma das belezas que compõem a história da Cidade Patrimônio. Localizado no Largo do Bonsucesso, o monumento foi erguido com o objetivo de aproximar os membros da cultura afro-descendente da religião católica. É no largo da igreja que acontecem manifestações culturais importantes em época de festa, como a saída da agremiação do Homem da Meia Noite e as celebrações da Noite dos Tambores Silenciosos.

Há ainda o Convento de Nossa Senhora da Conceição, a Igreja de Nossa Senhora da Graça (Seminário de Olinda), a igreja de Misericórdia, que fica em um mirante; igreja e mosteiro de Nossa Senhora do Monte, Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em estilo colônia renascentista e mais antiga da Ordem das Carmelitas no Brasil; igreja Nossa Senhora do Amparo, igreja da Boa Hora, de São Sebastião, Bom Jesus dos Navegantes, entre várias outras. Mas Olinda não se resume somente as igrejas e monumentos. Há boas opções de ateliês, galerias, lojas de mamulengo e muitos causos que os guias mirins contam a respeito do Homem da Meia Noite, de Mestre Salustiano, Zé Pereira, da Mulher do

O Bonde - Agremiação do carnaval pernambucano. Foto: Silvio Oliveira

Dia, do garçom que virou celebridade, Isaías Ferreira da Silva (Batata) e das Virgens de Olinda.

Se quiser conhecer a arte e o folclore de Pernambuco, o Mercado da Ribeira deve ser visitado; um antigo prédio que abrigou um mercado de escravos e que virou ponto de apresentações folclóricas e lojas de artesanatos.

Depois de visitar também o Correto da Praça da Abolição, a Casa de Alceu Valença, os sobrados mouriscos e o Aljube (cadeia para religiosos e acusados pela inquisição) a pedida é descansar do sobe e desce de ladeiras num dos restaurantes abrigados nos casarões da cidade ou até mesmo descer e procurar um deles à beira mar.

Se ainda tiver fôlego, suba novamente a Ladeira da Misericórdia e com certeza terá bastante apetite quando chegar ao Largo da Sé. Imediatamente procure um dos barzinhos da região. O turista agradecerá a Deus, ao contemplar o marzão infinito beirando o litoral pernambucano. Deixe a mente fluir e veja que por ali chegaram holandeses, portugueses e espanhóis para construir parte da história do Brasil. Um pouquinho dessa história, o turista levará em fotografias. Resta agora relaxar.

Detalhes do maracatu no rico carnaval multicultural de Pernambuco

Fotos: Silvio Oliveira

Na Bagagem

Sergipe no Jornal de Turismo Internacional 3º Milênio

Sergipe será capa da próxima edição do Jornal de Turismo Internacional, que circula em três línguas (português, espanhol, inglês) no Mercosul e alguns países da Europa. A edição deverá sair em agosto e terá matérias especiais da editora Marta Raposo e fotografias de Rosane Waltrik. As jornalistas percorreram as festas juninas de Sergipe e os pontos turísticos do interior e capital.

Sergipe no 6º Salão do Turismo

O Estado está fazendo bonito no 6º Salão do Turismo, que acontece no período de 13 a 17 de julho, em São Paulo. A comitiva de Sergipe apresentará  os principais roteiros turísticos do Estado: Os três principais roteiros turísticos de maior destaque no estado  estão expostos: a Rota do Sertão ou o Roteiro Xingó, Roteiro Litoral Sul, o Roteiro Cidades Históricas e Aracaju.

V Encontro do Projeto Destinos e Roteiros Integrados de Santa Catarina

A Ceretur e associados realizará no período de 11 a 19 de agosto o V Encontro de Parceiros do Projeto Destinos e Roteiros Integrados de Santa Catarina, que reunirá agentes de viagens, operadores e mídia especializada em famtours, workshops, palestras e capacitações. O evento acontece em Ibituba, Praia do Rosa e Garopaba, em Santa Catarina e terá como programação de visitas os roteiros das Serras Catarinenses e Litoral Norte.

Diagnóstico do turismo sergipano

A Setur/SE a Faculdade Estácio de Sá/ Fase inicia um minucioso inventário dos da oferta turística de Sergipe, para que possa criar um desenho criterioso e qualificado de todas os serviços turístico que o Estado dispõe, a exemplo de empreendimentos hoteleiros e de alimentação e bebidas, vias de acesso, atrativos turísticos e culturais, e demais quesitos cadastrados no Invtur do Ministério do Turismo. O inventário possibilitará um melhor aproveitamento da oferta turística, além de projetos, incentivo, capacitação e divulgação.

Rock in Rio e turismo

A Secretaria de Turismo da Cidade do Rio de Janeiro (Riotur) divulgou um estudo sobre o impacto econômico do Rock in Rio que prevê a chegada de 315 mil turistas na cidade e a movimentação de US$ 419 milhões (R$ 653,6 milhões) durante os sete dias de festival.

Rio de Janeiro e turismo colorido

O jornal britânico The Guardin da terça-feira (13) diz que o Rio de Janeiro tem alavancado uma serie de ações em prol do turista gay e ressalta a festa de lançamento da semana da diversidade, "uma avalanche de iniciativas amigáveis à comunidade LGBT como cursos vocacionais para travestis, projetos contra intimidação de estudantes gays e lésbicas, criação da subsecretária especial para a Diversidade e uma nova lei proibindo a discriminação nos clubes noturnos da cidade". Segundo o jornal, 25% dos turistas que chegaram a cidade no ano passado, ou 880 mil pessoas, eram gays.

Passaporte

Frankfurt – Gastronomia alemã

A cebola, a batata, o repolho, o joelho de porco, aves e principalmente os embutidos são os ingredientes essenciais na comida tipicamente alemã. Em Frankfurt a dica é conhecer as tradicionais comidinhas de rua e em cada esquina têm uma. Pode-se apreciar os spätzle (massa alemã), o salsichão com molho picante acompanhado de cerveja e as batatas com lingüiça.

O principal petisco de rua são, sem sombra de dúvida, as lingüiças de porco com molhos de todos os tipos. O chucrute, prato à base de repolho, acompanha vários outros e pode ser conferido também com embutidos.

O pretzel e o stück são tipos de pães que pode ser encontrado tanto doce como salgado e também é servido como sobremesa. Esse último, é um tipo de “sonho” brasileiro a base de recheio doce, coberto de açúcar refinado.

Culinária germânica com pratos a base de muita linguiça e porco
Linguiça de porco com molhos diversos é encontrado como churrasquinho no Brasil
Vitrine de lojas de alimentos em Frankfurt

Fotos: Silvio Oliveira

Contato: silviooliveira@infonet.com.br



Maracaípe (PE) – Cavalo-marinho e esporte aquático
Porto de Galinhas (PE) – Costa Dourada lhe espera
Caruaru (PE) - Turismo o ano todo
Caruaru (PE) - Tradição, criatividade e parceria
Caruaru (PE) – São João esculpido por Mestre Vitalino
Garanhuns - Frio, religiosidade e arte no agreste de Pernambuco
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030