Maceió (AL): mais que belas praias
Jaraguá, Centro e Farol não devem ser desprezados
14/05/2015  08:15


Vista do mirante de Santa Terezinha, com a praça que compreende a igreja e palácio do Martírios. Foto: Sílvio Oliveira.

Quando pensamos em Maceió (AL) temos a sensação de que o turista somente irá encontrar praias ensolaradas e passeios pela lagoa Mundaú. A poucos 230km de Aracaju (SE), Maceió (AL) pouco a pouco desfaz essa tradição e revela prédios conservados no centrão da cidade, além de mirantes com vista panorâmica.

Praias de Pajuçara, Sete Coqueiros, Ponta Verde, Jatiúca são alguns dos tradicionais cartões-postais da capital alagoana, carimbado por muitos turistas em viagem pelo Nordeste. Mas o que dizer da capital alagoana fora do binômio “sol e mar”? Maceió cada vez mais atrai turistas em busca da história de senhores e escravos, marechais e donos de canaviais através de construções antigas e prédios imponentes, instalados desde os bairros Jaraguá ao Centro. O bairro Farol também é um atrativo a parte para aqueles que gostam de ver a cidade panoramicamente.

O primeiro passo é iniciar a visita ao bairro Jaraguá. Ali foi outrora reduto da aristocracia alagoana, mais recente abrigou bares e boates com a revitalização do bairro e hoje se resume aos prédios e ruas seculares com escritórios e casas comerciais. Não deixe de clicar as escadarias e colunas do prédio da Associação Comercial de Alagoas, além da praça dos Leões.

Vista do mirante de São Gonçalo, ao fundo a praia da Avenida. Foto: Sílvio Oliveira

As ruas de calçamento irregular e postes que se assemelham aos do inicio do século dão um tom de preservação do passado ao bairro.
Mais a frente fica o museu Théo Brandão, instalado em um sobrado colonial, na avenida da Paz, praia da Avenida. A vista da região do porto de Alagoas é bem agradável. O museu é gratuito e conta um pouco da história, das artes e do povo alagoano.

O turista percorre a via e vira à direita pela avenida do Imperador  e sem medo de errar passará pela catedral de Maceió, além de chegar na “Praça dos Poderes”, onde se concentram o palácio dos Martírios, a igreja do mesmo nome, além do museu de arte sacra Pierre Chalita, entre outros prédios imponentes, com o que abriga o Instituto de Olhos de Alagoas. Sem sombra de dúvida, a praça é a melhor harmonização arquitetônica que o turista irá encontrar no centro da cidade.

Nos arredores da praça ficam dois mirantes que devem ser visitados: mirante de Santa Terezinha e o charmoso mirante de São Gonçalo. Os dois mirantes não ficam tão próximos, mas podem ser visitados num mesmo roteiro. Do primeiro, tem-se a visão do Centro de Maceió e os principais prédios históricos. Do segundo, avista-se o porto e parte da praia da Avenida.

Bairro Jaraguá e a praça dos Leões. Foto: Sílvio Oliveira.

Ainda no Centro há prédios que não devem ser desprezados, a exemplo do teatro Marechal Deodoro e construções circunvizinhas, do mercado público de artesanato e da catedral metropolitana de Maceió.

Dicas de viagem

  • O mercado de artesanato é aonde se pode encontrar a representação das mais belas rendas alagoana ao preço bastante acessível, já que o centro comercial não está instalado em um ponto turístico divulgado. O mercado fica no centrão de Maceió.

  • O bairro do Pontal é um ótimo local para quem quer apreciar uma bela vista da lagoa Mundaú, além de adquirir artesanatos confeccionados pelas próprias rendeiras da localidade.

  • Maceió apresenta bons restaurantes das diversas modalidades, a exemplo de comida africana (Akuaba), peruana (Wanchako), italiana (Santo Orégano, Massarela, Armazém Guimarães), além dos tradicionais restaurantes de comidinhas de frutos do mar (Massagueira). Há um restaurante de comida mineira e nordestina que atraem turistas e moradores (Divina Gula, Cuscuzeria, Bodega do Sertão).

  • Colunas do prédio histórico da Associação Comercial. Foto: Sílvio Oliveira

    No bairro Farol há uma filial do tradicional Palato que tem atraído freqüentadores ávidos por bons vinhos e a boa mesa. O supermercado também funciona como ponto de encontro da sociedade alagoana. O consumidor escolhe o vinho nas gôndolas e lá mesmo consome, acompanhado de vários pratos gourmet.

  • Para chegar à Maceió de ônibus há vários horários através da empresa Real Alagoas. Caso preferir ir de carro, o acesso é feito pela BR 101, sentido Propriá (SE), ou através do trevo de acesso à Neópolis (SE), nessa última com passagem de balsa sobre o rio São Francisco. A BR 101 alagoana está quase que totalmente duplicada.

Gastroterapia

Ripa de Costelinha de Cordeiro com molho barbecue na entrada. Foto: Sílvio Oliveira

Para quem gosta de comida mineira, uma sugestão é degustar do cardápio variado de um dos restaurantes mais tradicionais em que se refere ao assunto, localizado na Jatiúca. A entradinha de Ripa de Costelinha de Cordeiro na manteiga com molho barbecue é uma boa pedida. Os acompanhamentos servidos em cumbuquinhas de alumínio remetem às fazendas mineiras. As carnes na chapa com a tradicional farofa e couve mineira é uma opção para quem não quer errar no prato. A capital alagoana desponta no Nordeste com um bom polo gastronômico.

Na Bagagem

Amadorismo na Crôa do Gore

É cada vez maior a procura de turistas por passeios pela região do Mosqueiro, em Aracaju. À medida que cresce a procura, a profissionalização de quem oferece os serviços também deveria acompanhar, mas não é o que está acontecendo. Frequentemente turistas buscam o transporte para a Crôa do Gore e ficam insatisfeitos com a falta de compromisso. Marca-se o horário de retorno, mas os turistas tem que ficar aguardando horas sem ter nenhuma informação. E quando os barcos chegam, ficam aguardando atingir a lotação máxima. Um ponto negativo para o incremento do turismo.

Artur Bispo do Rosário em Sergipe

A vinda da exposição de mantos, roupas e objetos de Artur Bispo do Rosário para Sergipe é um ponto positivo para a nova gestão estadual de cultura. Ainda não tem data marcada, mas só o anuncio de que pela primeira vez a exposição pode acontecer no Nordeste tem atraído olhares de curiosos, pesquisadores, estudiosos e artistas.

BNT Mercosul 2015

A direção do evento anuncia que a feira de negócios da BNT Mercosul– Bolsa de Negócios Turísticos, que até então era realizada no Beto Carrero World, em Santa Catarina, será ampliada e modernizada e terá a sua 21ª edição no Centreventos Itajaí. O evento acontecerá nos dias 22 e 23 de maio.

BNTM 2015

A 24ª edição da BNTM – Brazil National Turism Mart acontecerá no período de 28 a 31 de maio, no Centro de Convenções de Fortaleza (CE) e tem o objetivo de debater estratégias para incrementar o turismo no Nordeste, promover rodadas de negócios e comercializar pacotes de viagem para agentes especializados do exterior.



Porto Real do Colégio (AL) - Índios e jesuítas
Maceió (AL) – Renda-se ao artesanato alagoano
Piranhas (AL) - Cenário de beleza no sertão
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Marcelo Almeida Alvarenga
14/05/2015 às 08:43
Bela reportagem. Adoro Maceió, e Alagoas está no meu coração, posto que minha esposa é alagoana. Vai uma dica de um local interessante em Maceió, mas pouco explorado para turistas: trata-se do Espaço Gourmet, localizado no Farol. Vista fantástica com seu mirante e excelentes restaurantes.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030