Montevidéu: 10 motivos para agendar sua próxima viagem
Montevidéu: 10 motivos para agendar sua próxima viagem
12/05/2016  07:46


Estátua equestre do General Artigas

A dica é flanar sem pressa por suas ruas. Montevidéu ou Montevideo é a maior cidade do Uruguai e capital do País. É também a sede administrativa do Mercosul. As largas avenidas, os belos palácios e parques a serem desbravados cada vez mais atraem turistas. Caminhar pele Centro e pela denominada Cidade Velha é quase que uma obrigação. Não conhecer o Mercado do Porto ou Mercado del Puerto é um sacrilégio. Dar uma esticadinha até a Casa Pueblo, já em Piriápolis, é também um ponto turístico a ser desbravado para quem quer vivenciar história, arte e um belo pôr do sol. Mude de ideia e agende Montevidéu para sua próxima viagem.

Cidade Velha (Ciudad Vieja)

Catedral de Montevidéu
Teatro Sólis

O bairro Cidade Velha é onde se concentram os principais pontos turísticos históricos da capital uruguaia. Há imponentes prédios, a exemplo do palácio Taranco, do edifício Pablo Ferrando, do palácio do Governo, do teatro Sólis, da praça da Independência, do imponente palácio Salvo, da catedral metropolitana, centros culturais, museus e cafés.

Nos diversos pontos turísticos e hotéis da cidade são distribuídos mapas que podem ser consultados para um bom tour a pé pelo charmoso e emblemático bairro de Montevidéu.

Partindo da praça da Independência, o turista poderá se localizar por toda a região, além de ser ponto de partida para outros locais que devem ser visitados. Na Cidade Velha e arredores também ficam os principais hotéis, alguns de bandeiras internacionais, além de pousadas e hostels.

Praza Independência, avenida 18 de Julho e arredores

Avenida 18 de Julho

A emblemática Plaza Independência é um ícone e símbolo de Montevidéu. A estátua do general Artigas a cavalo com o palácio Salvo ao fundo é fotografada por todos em visita à capital dos uruguaios.

Não deixe de ver o palácio Estevez, o teatro Sólis, próximo dali, a praça da Constituição com o Cabildo, a catedral de Montevideo, a Porta da Cidadela, resquício do muro que protegia Montevidéu.

A escolha é sua. Observando a estátua do general Artigas de frente do palácio do Governo, do lado direito poderá caminhar pela avenida 18 de Julho. Veja as construções da praça del Entrevero e siga até a Colluna de La Paz. Do lado esquerdo fica a Calle Sarandí, cheia de vendedores ambulantes e lojinhas. Tire muitas fotos na bela praça da Constituição.

Mercado do Porto (Mercado del Puerto), parrilla e chivitos

Parrillada
Detalhes do Mercado do Porto

Dos artesanatos, dos objetos antigos às carnes expostas em grelhas, o Mercado del Puerto é um dos símbolos de Montevidéu, que deve ser apreciado com calma.

Esse concorrido mercado erguido em 1868 com estruturas de ferro é parada obrigatória para os amantes das famosas carnes uruguaias e artesanato produzido em madeira e couro.

O local possui catorze postos de refeição que servem não só carnes bovinas, mas também frutos do mar, cujas vitrines são grandes grelhas cheias de carnes assadas à lenha, que servem desde a tradicional parrillada (assados) até pescados. Essas grelhas são uma verdadeira engenhoca que enchem os olhos dos turistas por manterem lenha embaixo delas e as carnes expostas.

Mercado del Puerto

Não deixe de apreciar a famosa bebida medio y médio (bebida doce a base de vinho branco), acompanhada da parrilla, o tradicional assado de carne, que se assemelha ao churrasco brasileiro.

O chivitos também pode ser encontrado por lá. Qualquer restaurante ou bar oferece este tipo de sanduíche composto principalmente por filé mignon, alface, tomate, ovo frito, presunto e queijo e batata frita. Eles podem variar dependendo do tipo. Claro que, sempre com mais ingredientes.

Olhe os detalhes do mercado: os ventiladores antigos dos bares, a estrutura de ferro, o relógio que funciona à base de corda, a alegria dos visitantes, as lojas de antiguidades. Os cheiros e cores diversos são uma miscelânea cultural sem igual.

Tangueria Fun Fun

Show-men
Detalhes

O famoso bar uruguaio é como se fosse uma instituição pública a ser visitada. Com mais de 120 anos de fundação, o Fun Fun é um dos botecos mais antigos de Montevidéu, atualmente passando por reformas, está localizado num casarão da Calle Soriano, 922, bem no Centro da Cidade Velha.  É daqueles lugares superturísticos, mas divertido, onde começa com o tradicional tango, com destaque do ilustre frequentador Carlos Gardel.

As paredes do bar têm recortes de jornais, além de objetos típicos. A dica é aguentar firme porque a música só começa às 22h30 com shows de tango, e nos finais de semana, os ritmos típicos da salsa uruguaia e o candombe, embalam até altas horas da madrugada.

Fortaleza Militar

A dica é reservar uma mesa com antecedência. Experimente a Uvita, um drink da casa à base de Vermute.

Vista do Museu Militar e Fortaleza General Artigas

A fortaleza fica no denominado Cerro. Por conta disso, também é denominada de Fortaleza Del Cerro. É um local que outrora funcionou um forte militar e que hoje a população aproveita para conhecer mais um pouco da história dos generais uruguaios e local de relaxamento com vista para a Playa del Nacional, Bahia del Montevideo e vista panorâmica da capital uruguaia. Caso prefira, no fim da tarde o espetáculo fica por conta do belo pôr do sol entre os muros brancos da fortaleza.

Mercado de los artesanatos

O mercado não se compara a famoso Mercado del Puerto, mas vale a pena uma visita para quem gosta de objetos, utensílios de casa de decoração fabricados em couro e madeira. Há também bancas de comidinhas. Fica instalado na Plaza Cagancha 1365, pertinho da avenida 18 de Julho.

Estádio Centenário, Parque Batlle, La Carreta

La Carreta
La Carreta

O lendário estádio de futebol uruguaio fica encrustado numa área verde com três parques ao seu redor e um complexo esportivo. O templo do futebol disponibiliza visitas guiadas para os aficionados pelo esporte, mas pertinho dele fica o monumento nacional “La Carreta”, que é parada obrigatória de turistas que visitam o estádio.

O monumento fica no Parque Batlle, considerado o pulmão verde de Montevideo, construído pelo escultor José Belloni, homenageando o antigo meio de transporte das campanhas uruguaias.

Bairro Pocitos

Bairro Moderno

Há os bairros de Pocitos e Punta Carretas, onde fica a parte moderna da cidade com prédios altos, shopping centeres, mansões, restaurantes e bares famosos. As ruas e avenidas são bem arborizadas e é considerado um dos metros quadrados mais caro da cidade.

Antigamente a aristocracia uruguaia morava no bairro do Prado. Com a expansão da cidade, os dois bairros citados acima ganharam prédios modernos e atraíram endinheirados e empreendimentos comerciais de luxo. O antigo bairro do Prado hoje recebe visita de turistas por conta dos grandes castelos e mansões literalmente abandonados. O bairro é considerado um local fantasmagórico e recebeu lendas envolvendo seus antigos moradores.

Ramblas

Ramblas
Vista da Fortaleza do Cerro

As ramblas são as avenidas que margeiam a orla marítima da cidade, possuem poucos bares, mas são bem frequentadas. A cor do mar e os ventos fortes não são tão atraentes assim, mas em alguns locais, pode-se registrar uma boa foto. Na Rambla Armenia, na Baia del Buceo, fica o Iate Clube de Montevideo

Veja como o consumo de mate é tradicional entre os uruguaios. A bomba e a cuia parecem estar enquadradas no vestuário dos nativos.
Vá até o bairro do Prado. O ar retrô deixa os visitantes meio nostálgico. Inúmeras mansões e castelos fazem da região ponto turístico, mas muitas edificações estão abandonadas e pinchadas.

Casa Pueblo – Maldonado

Hotel
Detalhes

O artista uruguaio Carlos Páez Vilaró construiu sua casa de verão numa encosta da Punta Ballena, província de Maldonado, e hoje é um dos pontos mais visitados do Uruguai. O complexo denominado de cidadela-escultura inclui museu, restaurante, galeria de arte e um hotel.

O local recebe diversas autoridades mundiais, quando passam para o balneário de Punta del Leste. Também há um clima saudosista em uma das salas, ao homenagear Carlos Miguel (filho do artista), um dos dezesseis uruguaios sobreviventes do acidente aéreo da Força Aérea Uruguaia Voo 571, que caiu nos Andes em 13 de outubro de 1972.

Baia Punta Ballena

Fotos: Sílvio Oliveira

Contato: silviooliveira@infonet.com.br

www.facebook.com.br/tonomundo



Belém (PA): 12 lugares imperdíveis na capital do Pará
Aracaju 161 anos: Dez motivos para vivenciar o Centro
Ecoturismo: lugares imperdíveis em Sergipe
Dez templos a serem visitados no Rio de Janeiro (RJ)
Dez motivos para vivenciar Maceió em seus 200 anos
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030