Tatuamunha (AL): Reserva ecológica do peixe-boi
Caminhos dos mares do norte de Alagoas – Parte 1
27/10/2016  07:24


Peixe-boi é o dono do pedaço. Foto: Nide Lins

Uma viagem de final de semana ao litoral norte de Alagoas não se resume apenas às belas praias de Japaratinga, Maragogi, São Miguel dos Milagres ou Porto de Pedras. Vai bem mais além. Por conta disso, a jornalista, blogueira e especialista em gastronomia alagoana, Nide Lins, indicou lugares pra lá de especiais na Rota Ecológica e no denominado Circuito de Charme de Alagoas. A região é rica em praias desertas, reune uma coleção de pousadas charmosas e passeios por sabores idiscutivelmente alagoana, criativo e internacional. 

O Tô no Mundo não se contentou e criou uma série de roteiros, a começar pelo encantador passeio pelo Santuário Ecológica do Peixe-Boi, no rio Tatuamunha, em Porto de Pedras.

Peixe-boi dá as boas-vindas. Foto: Silvio Oliveira

A sede do projeto Peixe-Boi fica na AL 101, pouco depois do povoado Porto de Rua, em uma localidade denominada de Tatuamunha, por conta do seu rio. É lá onde o projeto coordenado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) administra uma área de preservação ambiental do mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil: o peixe boi.

A Associação de Condutores de Turismo e Observação do Peixe-boi Marinho de Porto de Pedras é quem oferece passeios guiados para conhecer o projeto. A partir deles os turistas observam os animais em seu habitat natural, crustáceos nos mangues e outros bichos, em um local bem preservado e com boa infraestrutura.

Vida no mangue. Foto: Silvio Oliveira

O passeio começa pela sede do projeto. Logo em seguida, um grupo guiado por um especialista é conduzido até manguezais, restingas de mata atlântica e biomas rio-mar. As trilhas são pequenas e acessam a um local onde partem as pequenas jangadas.

O passeio pelo rio passa por locais em que a área verde projeta a sombra no rio escuro, produzindo belos cartões-postais da região.

Cartão-postal. Foto: Silvio Oliveira

É em um cercadinho onde os primeiros “bebês” do mamífero se apresentam como os donos do pedaço mais fotografado, mesmo que em algumas vezes eles não queiram “dar o ar da graça” para os turistas visitantes. A jangada percorre o habitat natural do dono ilustre e logo ele sobe até a camada de água para dar às boas-vindas.

O turismo de observação do peixe-boi foi ordenado desde 2009 pelo Ministério Público Federal. Não esqueça de reservar antes o passeio, pois o número de visitantes cada dia cresce e é limitado por dia. Os passeios duram em média de uma hora, a começar às 9h30 e por lei, todos devem sair do rio até, no máximo, as 16h, em embarcações que não utilizam motor. O preço, por pessoa, é de R$ 35,00.

Barqueiros levam os turistas. Foto: Silvio Oliveira

Em alguns momentos os animais chegam bem próximo das embarcações. Para se ter uma ideia, os peixes bois podem chegar a 4 metros de comprimento e pesar 800 kg, sempre movimentando a cadeia alimentar da região, nesse berçário bem preservado da natureza.

Ao final da visitação, o guia conduz para a sede onde os visitantes podem levar souvenir compradas na lojinha do projeto. Os animais de pelúcia são produzidos pelo Instituto Yandê, em São Miguel dos Milagres, e comercializados lá.

Deixando a sede do projeto, não deixe de visitar as praias próximas da região, a exemplo das que ficam no entorno de Porto de Rua, em São Miguel dos Milagres e Porto de Pedra. São elas que completam o passeio pelo litoral norte de Alagoas, tornando um destino certo para quem quer boa hospedagem, gastronomia e contato com a natureza, num pedacinho do paraíso da costa brasileira.

Rio Tatuamunha é o berço do peixe-boi. Foto: Silvio Oliveira

As praias são um novo destino a ser desbravado nas próximas semanas.

Dicas da Nide Lins

Se ficar em Japaratinga não deixe de apreciar o banquete de frutos do mar preparado na Companhia Da Lagosta. O chef Iran Cavalcante tem as melhores caipiroscas nevadas, mas para fazer jus ao nome do restaurante, é o crustáceo que reina na cozinha. Aposte na “Lagosta com Japaratinga”, grelhada na manteiga e cebola servida com macaxeira frita. Uma tradição da cidade, que começou com a mãe de Iran, dona Rosa.

Localidade onde está a sede do projeto. Foto: Silvio Oliveira

A pousada Vila de Taipa que integra o Grupo Vila (reúne o restaurante Companhia da Lagosta e mais duas pousadas) tem tudo que o hóspede precisa: ar-condicionado que não faz barulho, TV, cama king size, frigobar, além da piscina, alguns apartamentos têm hidromassagem. Pousada muito graciosa, à beira-mar, que tem a melhor vista para o mar de Japaratinga. Situada na Praia de Barreiras de Boqueirão, nº 107 – Japaratinga – Telefone: (82)3297-1271 – www.viladetaipa.com.br. Diária a partir de R$190,00 para casal, com café da manhã.

Em Porto de Pedras, a Peixada da Marinete. A casquinha tanto de aratu e de siri são temperadas com legumes e coberta por uma camada de ovo, tradição alagoana.Também invista na fritada de aratu da Marinete que é única, recheio farto coberto por generosa camada de ovos de capoeira, lindamente decorada com rodelas de tomate e pimenta-de-cheiro. Esse prato tem nos tamanhos pequeno, médio e grande tanto na versão petisco como na versão almoço (nesse caso, acompanhado de arroz, feijão caseiro maravilhoso, farofa de arroz).

Passagens por braços de rios e manguezais dão o tom do passeio. Foto: Silvio Oliveira

Em São Miguel dos Milagres, na pousada Origami, pense na Caldeirada de Frutos do Mar, receita inspirada no livro Delicias da Cozinha Alagoana, das Irmãs Rocha, que ganhou uma nova versão dos chefs Serginho Jucá e Felipe Lacet. A tradição do Origami é seguida por Marcos Toshio Suzuki, que escolheu Alagoas para viver e empreender com cinco chalés cercados de verde, horta orgânica, e o mar bem próximo.

O café da Pousada Origami não tem hora, das 7h30 às 12h é possível saborear frutas colhidas no sitio, como pitangas, amoras, mamão, melão, melancia... E o serviço é personalizado, cada apartamento tem direito ao seu café, colocado à mesa na hora que o hóspede chega. O pão caseiro é de pedir bis, geléias frescas produzidas com frutas da horta, bolinhos que mudam de sabor todo dia, cuscuz, macaxeira, tapioca e ovo do jeito que a gente diz como gosta (porque tem lugares que só tem ovo mexidão). E, se pedir água de coco não vem no copo, vem no próprio coco natural. Café nota mil.

Os preços da diária são praticados a partir de R$ 560,00 para casal, com café da manhã (preço de baixa temporada). Preço do restaurante de R$ 22,00 à R$ 65,00. Aceita cartão.  Restaurante é aberto ao público com reservas. Endereço: Praia do Toque, São Miguel dos Milagres, litoral Norte de Alagoas/ Telefone: (82)99963-2223/  http://pousadaorigami.com.br/ email: bemvindo@pousadaorigami.com.br

Pousada Origami. Foto: Nide Lins

A Praia de Barreiras de Boqueirão, em Japaratinga, é predileta dos alagoanos e turistas. Calma, bonita, água morna, tem até quem pegue onda e surfe, como é o caso do pernambucano Frederico da Cunha Araújo, o popular Fred, dono da Pousada Doze Cabanas, onde o luxo é a assistir à natureza e ouvir o barulhinho do mar.

Na Pousada Doze Cabanas, a diária é a partir R$ 250,00 com café da manhã e jantar pra casal.Não tem TV e nem piscina - Rua da Praia, s/n – Barreiras do Boqueirão – Japaratinga – Telefone: 82 3297.1338 – www.pousadadozecabanas.com.br

Doze Cabanas é cercada de verde. Quem chega por lá, não para de olhar a frondosa árvore de fruta-pão, na tentativa de ver se está na época de saborear seus frutos, com manteiga, no café da manhã. Recomendado.

Gastronomia

Caldeirada de Frutos do Mar da Pousada Origami, em São Miguel dos Milagres. Foto: Nide Lins

Alagoas tem um litoral abençoado por Deus e bonito por natureza. E dele os alagoanos retiram o que há de melhor para a base da cozinha alagoana: os frutos do mar. Camarão bar das Ostras, Lagosta Japaratinga, Caudeirada entre vários outros pratos são encontrados facilmente no litoral norte do Estado. Lá também conceituados chefes aportaram e restaurantes estrelados podem servir dos mais populares aos mais requintados paladares. A lagosta é a rainha da temporada e tem até festival para homenageá-la em Maragogi (AL). Vale a pena conferir esse pedacinho do paraíso e passear por seus sabores. Al Mare...

Curta: www.facebook.com.br/tonomundo



MATERIAS RELACIONADAS
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Thiago Dias
27/10/2016 às 20:39
Ponha uns preços de diárias para quebrados, como eu. kkk

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030