Santiago: Vibrante e hospitaleira
Quatro pontos principais como partida para várias atrações
28/09/2017  08:38


Plaza de las Armas, um dos pontos principais

Ares de tranquilidade, sistema de transporte que funciona, boa gastronomia fazem da capital do Chile, Santiago, um bom atrativo para os brasileiros que gostam de grandes metrópoles com pontos turísticos emoldurados pela hospitalidade do povo chileno. Sem sombra de dúvidas, os denominados cerros ou montes são lugares em Santiago que não devem ser desprezados. Passear pelo bairro Bela Vista, pelo Centro Antigo, percorrer a Costanera Norte e seus parques deverão ser considerados quando se visita à capital de todos os chilenos.

Sétima cidade mais populosa com 5,5 milhões de habitantes, uma das maiores econômicas da América Latina, Santiago localizasse-se dentro de um gigantesco vale desenhado pela Cordilheira dos Andes. Vibrantemente jovial, a capital mantém um poder de vislumbrar até mesmo os mais exigentes turistas brasileiros. Num misto de charme europeu com sotaque latino, a cidade certamente oferece do antigo ao moderno, dos parques cheios de jovens às adegas e pontos turísticos bem estruturados a paisagens que vão desde o litoral, a 100km partindo dela, a estação de esquis, distante 60km.

Cerro Santa Lucía é imperdível

Santiago encanta por seus museus resguardando a colonização espanhola, sem esquecer dos montes privilegiados para contemplar a simpatia, e porque também não a beleza da cidade? Bueno paseo!

Cerro Santa Lucía

Para quem gosta de passeios entre edifícios tombados pelo patrimônio nacional, complexos imponentes e cheios de histórias para contar, a dica é iniciá-lo logo cedo, no Cerro Santa Lucía (onde se situa a Estação Santa Lucía do Metro de Santiago).

O morro foi utilizado como fortaleza nos primeiros tempos de colonização espanhola e sua modernização e urbanização aconteceu em 1872 e 1874, quando foi intendente da cidade Benjamín Mackenna, em comemoração à República.

Vista do Cerro Santa Lucía

Ver os chilenos chegarem ao trabalho no centro da cidade do alto do monte de 69m é bem interessante quando se tem ao seu favor os primeiros raios do sol e imponentes construções arquitetônicas, a exemplo da Terrazza del Netuno, do Castelo Hidalgo, além de mirantes e jardins, da estátua do Índio Caupolican, um guerreiro da tribo Mapuche, da capela em estilo neogótico construída para ser o mausoléu de Benjamin Vicuña Mackenna, o grande idealizador do Cerro Santa Lucia. A capela está fechada desde que ficou danificada no terremoto de 2010, mas mesmo assim não tira o brilho do Cerro ao começar esta agradável surpresa chamada Santiago.

Vista do Cerro Santa Lucía

Ao descer do Cerro, não deixe de visitar a Iglesia de la Merced, na rua Merced, considerada uma das igrejas mais imponentes da capital e que se valoriza com presença da segunda imagem católica mais antiga do país, a Virgen de la Merced, trazida para o Chile em 1548.

Percorra a rua Agustinas e veja como o centro da cidade funciona num ritmo acelerado de cidade grande, com prédios imponentes, igrejas a serem descobertas ao ritmo do turista e comidinhas expostas em carrinhos, a exemplo do suco de huesillos, composto pela calda de pêssego com grãos de trigo.

Plazas de la Constitucion e Ciudadania

Bem próximo a Agustinas ficam as praças de La Constitucion e de La Ciudadania, compostas por prédios ministeriais imponentes e pelo Palácio de La Moneda, sede da presidência chilena, que foi bombardeado em 1973 pelas forças golpistas de Pinochet. Mais à frente fica a estátua do ex-presidente deposto Salvador Allende, que se revela como um importante ponto para os chilenos e sempre se mantem com flores naturais e muita admiração por quem passa, erguida vizinho ao palácio que ele cometeu suicídio. Para outros, o melhor do lugar é a troca da guarda do La Moneda, que ocorre dia sim, dia não, às 10h.

Palácio de La Moneda

Percorrendo até mais adiante, chega-se a Plaza de Armas ou Praça Maior, com o imponente Congresso Nacional, o Museu de Arte Pré-Colombiana, a Catedral Metropolitana, o Palácio da Justiça e Correio Central, o Quartel dos Bombeiros, o Museu Histórico Nacional e a Municipalidade de Santiago.

A Catedral Metropolitana de Santiago merece uma visita mais detalhada por formar um conjunto arquitetônico com o Palácio Arcebispal, este sendo o quinto templo a ser construído no local e um dos patrimônios nacionais do Centro. Além de sua arquitetura belíssima e muito bem conservada, há diversos tesouros históricos por lá, como restos das principais figuras eclesiásticas do Chile e personagens nacionais como o político Diego Portales, considerado o organizador da República, além de um importante acervo de arte sacra.

Mercado Municipal de Santiago

Mercado Municipal de Santiago

Seguindo a Calle Puentes, chega-se ao emblemático Mercado Municipal de Santiago. Vale a pena conhecer o dia a dia dos santiaguinos e as diversas barracas de frutos do mar. Os inúmeros garçons dos coloridos restaurantes assediam o paladar dos turistas, mas vale a dica: tente não deixar ser vencido pelos belos frutos do mar expostos em vitrines dos restaurantes e procure um outro local para degustar das delícias chilenas. O mercado é bom para visitar, mas não vale a pena o custo/ benefício. Os pratos são simples e pouco elaborados com um valor agregado por ser consumido em um ponto turístico da cidade. Em outros restaurantes fora do mercado, come-se bem melhor.

V

Mercado Municipal de Santiago

izinho ao mercado central fica a Casa da Cultura Estacion Mapocho e mais adiante, já indo em direção ao bairro Bela Vista, o Museu de Belas Artes. Aproveite para apreciar na avenida Costanera Norte ás aguas raras do rio Mapocho, suas pontes e parques. Na ponte e rua Pio Nono entre a esquerda e siga até o funicular que acessará mais um ponto turístico da cidade: o Cerro San Cristóbal. Antes de chegar lá veja a quantidade de bares, restaurantes e tabernas do bairro Bela Vista. O bairro é garantia de diversão para vários bolsos, gostos e atitutes.

Cerro San Cristóbal

Suba de funicular até o Cerro San Cristóbal partindo da estação Pio. São quatro paradas opcionais: a primeira no zoológico, a segunda na estação de são Cristóbal, a terceira no mirador e a quarta na última estação de descida para o Costanera Center.  A segunda e principal se tem a vista mais bonita para a parte moderna de Santiago (com as montanhas ao fundo). O funicular funciona de 3ª a domingo das 10h às 20h; 2ª das 13h às 20h. Desça de teleférico bem pertinho do Costanera Mall, uma das maiores torres da América Latina lá funcionando um shopping e vários escritórios comerciais com mais de 65 andares e que se sobrepõe na linha do horizonte da cidade e da Cordilheira.

Cerro San Cristóbal

A parte histórica de Santiago dá passagem para o moderno no emaranhado de prédios e arranha-céus cobertos por vidros que refletem o pôr do sol da cordilheira em Las Condes e Providencia. A noite chega e a gastronomia chilena pede passagem com uma boa degustação de vinho.

Dicas de viagem

  • O centro histórico de Santiago pode ser feito a pé. É a melhor opção para ver em detalhes a arquitetura de uma cidade construída pelo reinado espanhol. É tranquilo e por todas os quarteirões há um ponto a ser visto.

  • A melhor opção para se conhecer a parte moderna é optar quando for conhecer o Cerro San Cristoban. O funicular sobe até a zoológico, com parada opcional, e depois continua até o primeiro mirador. O turista pode optar por subir e descer de funicular ou subir neste transporte e descer na última estação já bem próximo do edifício Costanera.

  • Catedral de Santiago é outro ponto imperdível

    Santiago é a Meca de quem gosta de vinhos a um bom custo/benefício, mas fique atento se quiser adquirir garrafas para trazer para o Brasil. Nem sempre o que autoriza a empresa aérea e o que diz a legislação internacional de transporte aéreo. Não se pode levar garrafas acima de 100ml em mãos. O viajante terá que despachar os vinhos junto com a bagagem.

  • Basílica de La Merced

    Não deixe de visitar o Cerro Santa Lucia e a Catedral de Santiago. Dois pontos turísticos imperdíveis.

  • Santiago também é ponto de partida para vários outros roteiros, a exemplo do parque Farellones, de Vale Nevado, de San José del Maipo, de Vinã del Mar e Valparaíso, de vinícolas, entre outros passeios. A dica é consultar um agente de viagem. O Tô no Mundo recomenda a Destino Chile, que fica na Calle Agustinas, nº ou http://destinochile.com.br/. O telefone é do WhatsApp do João é 56 9 6232 8321.

  • Para quem prefere ficar próximos dos pontos turísticos e depender menos do transporte, a dica é se hospedar nas imediações do centro antigo e da Providência. Hotéis mais luxuosos e modernos se concentram em Las Condes e próximos do shopping Constanera.

Caranguejo chileno (centolas) é atração
Frutos do Mar do Pacífico

Pisco Sour é a caipirinha do chileno
Huecillos - Uma mistura de calda pêssego com trigo

Gastroterapia

O mercado municipal é bom para conhecer os frutos do mar que dominam a culinária chilena na capital. Os crustáceos, moluscos e afins são vendidos em barraquinhas multicoloridas e expostos nos restaurantes em vitrines. A dica é correr do assédio dos garçons do mercado e degustar de um bom vinho chileno acompanhado de pescados, salmão, trutas, vieiras, polvo ou anéis de lula em pratos diversificados nos restaurantes dos bairros Lastaria e Bela Vista. A culinária chilena é diversifica em seus paladares, mas não deixe de apreciar dos frutos que o Pacífico lhe rendeu.



MATERIAS RELACIONADAS
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030