Valparaíso e Vinã del mar: Joias do Pacífico
Patrimônio, praia e gastronomia
05/10/2017  08:18


Armada do Chile em Valparaíso é atração turística

Geralmente os brasileiros em visita à Santiago, no Chile, fazem um bate e volta à Vinã del Mar e Valparaíso, cidades vizinhas que ficam a 120km da capital. Para quem quer ter a noção geral das cidades, o roteiro é o suficiente, mas Valparaíso e Vinã têm muito a ser desbravado do que somente um turno ou um city tour geral.

Vinã é praia, modernidade, cassino, jardins e eventos. Valparaíso é história, patrimônio cultural e a se debruçar sobre um pouco da vida do Nobel de Literatura (1971), Pablo Neruda. Duas cidades que se emanam na gastronomia e nos pontos turísticos para o bem dos que lá visitam. O Tô no Mundo conferiu em um bate e volta que ficou com gosto de retornar.

Geralmente os tours guiados pelas duas cidades começam por Vinã del Mar, no turno da manhã, e Valparaíso, no turno da tarde. Valparaíso é uma das cidades mais antigas do Chile e possui uma área histórica considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco (2003), que vale a pena uma visita mais detalhada. Cidade portuária fundada em 1.544 pelo espanhol Pedro de Valdívia, atualmente possui cerca de 300 mil habitantes (IBGE 2014) e um singular patrimônio cultural emoldurado pelo porto de Valparaíso, um dos principais do Chile.

Porto é um dos mais importantes

Uma de suas características mais marcantes é a geografia repleta de morros à beira mar e prédios históricos imponentes, castigados em sua estrutura pelo tempo e intempéries naturais. A denominada “Joia do Pacífico”, como também é conhecida a cidade, é sede do Poder Legislativo da nação e casa da Armada Chilena, um prédio que fica na praça Soltomayor e que vale a pena uma foto à parte.

O prédio da Armada Chilena em estilo neoclássico francês data de 1831 com cinco pisos e vários compartimentos com adornos em madeira e ferro. Primeiramente, serviu para abrigar a Aduana. Com a construção da nova sede fiscal, o prédio passou a abrigar a Intendência do Chile e os Correios. Hoje funciona somente a chefia da Armada do Chile, preservando o patrimônio.

Docas comerciais e calçadões em Val

Cerros - A poder público e a população de Valparaíso souberam usufruir da sua geografia particular de uma baía cercada por mais de 42 morros, a exemplo do Baron, Mariposa, Cerro Alegre, Cerro Concepción, e fez das casinhas um emaranhado multicor, chamando atenção no horizonte cortado pelo mar do Pacífico. Nestas colinas estão bairros, enquanto no mar está localizado um dos mais importantes portos, que entrecorta a baía com contêineres e embarcações.

Mirante em Valparaíso

Em um deles funciona um funicular patrimônio nacional de mais de 200 anos que leva moradores e turistas a um mirador de arquitetura vitoriana, curtida em ferro inglês. De lá, tem-se uma vista privilegiada do porto e de construções antigas em estilos francês, alemão e inglês. A feirinha de artesanato chileno faz também a festa dos visitantes.

Na região central, não deixe de percorrer as docas do porto e os centros comerciais que giram em torno dele, com barraquinhas que vendem guloseimas chilenas e artesanatos locais, esperando os turistas e, principalmente, a temporada de cruzeiros trazendo turistas de todo o mundo.
Não deixe de visitar também o mirante do Museu La Sebastiana, a casa onde o poeta Pablo Neruda viveu por alguns tempos, o Museu de História Natural, a Galeria Municipal de Arte, entre outros.

Construções francesas é história

Viña del Mar

Viña del Mar é considerada a “Ciudad Jardín” por conta dos seus parques, praças e áreas verdes, mas por ficar à beira do mar do Pacífico, atrai turistas do mundo inteiro devido a suas belas praias, mesmo que sejam somente para olhá-las, por conta da sua fria água que gira em torno de 12° a 16°.  A cidade possui uma boa infraestrutra hoteleira, com hotéis de bandeiras internacionais e estrelados restaurantes que servem, principalmente, os frutos do Pacífico.

La Sebastiana, uma das casas de Neruda

Um sistema de metro liga Vinã del Mar e Valparaíso e é por isso que as duas cidades são quase que únicas, se não fossem as diferenças das belas praias de uma e os prédios históricos de outra.

A praia de Reñaca é uma das mais visitadas em Vinã, mas também devem ser consideradas as Salinas e Concón. Outras atrações são o Jardim Botánico Nacional, conhecido como Parque Metropolitano de Valparaíso; a Quinta Vergara, onde acontece o Festival de la Canción; o Reloj de flores , localizada em frente Caleta Abarca , na estrada que liga a área com Valparaíso e Muelle Vergara, com vista para a Baía de Valparaíso.

Viña del Mar também é famosa por seus eventos culturais, como o Festival Internacional de la Canción, realizada todos os anos durante a última semana de fevereiro.

Relógio de Flores dá boas-vindas em Vinã

Na cidade há ainda muitos museus, incluindo o museu Al Aire Libre de Artes Visuales; o teatro Municipal de Viña del Mar; o museu Fonk , com coleções de povos nativos como Rapanui , Mapuche e Diaguitas Atacameños, além de uma área com amostras de animais e insetos chilenos e um Moar legitimo da Ilha da Páscoa ; entre outros .

O Palácio Presidencial de Cerro Castillo é outra das atrações e corresponde à residência para descansar dos Presidentes da República na Cidade Cassino.

Prédios e hotéis de luxo em Vinã

Da mesma forma como Valparaíso é famosa por suas festas de Ano Novo, também em Viña del Mar tem um show com fogos de artifício na baía, que se estende até Concón. Será que o passeio de um dia é suficiente? O Tô no Mundo acredita que não.

Dicas de viagem

  • O clima de Viña del Mar é mediterrânico com influência oceânica, com verões quentes e invernos chuvosos. A temperatura média é de 15 ° C e na presença de corrente de Humboldt provoca uma queda da temperatura ao longo do ano. Mesmo com a presença do sol, as águas de suas praias continuam frias, mas não que impeça do turista curtir um bom dia de lazer em suas arreias.

  • A temperatura média anual é de 13 ° C e a precipitação concentram-se durante o inverno, onde os ventos fortes trazem frio, proporcionando uma agradável sensação de cidade europeia em temporada de friagem.

  • Cidade Jardim 

    Em temporada de cruzeiros, período de dezembro a fevereiro, as praias de Vinã ficam lotadas. No período do ano novo, as duas cidades também recebem muitos turistas que desejam ver a queima de fogos ilustrar o Mar do Pacífico.

  • Há bons restaurantes à beira-mar com vista para o Pacífico, em Renãca. Se preferir pagar com cartão de crédito, consulte antes os estabelecimentos credenciados, pois na localidade, mesmo com a presença de muitos turistas estrangeiros, há dificuldades de aceitação de algumas bandeiras.

  • Renãca em Vinã del Mar

    O Tô no Mundo recomenda a Destino Chile, uma agência de brasileiros para brasileiros que fica na Calle Agustinas, no Centro de Santiago. O endereço eletrônico é http://destinochile.com.br/ ou whatsApp do João, 56 9 6232 832.

Gastroterapia

Os ingredientes da cozinha dos países à beira do Pacífico não poderiam ser diferentes: vieiras, lula, polvo, mexilhões, caranguejos, entre outros crustáceos e moluscos. A variedade de pescados e o salmão chileno também são ingredientes indispensáveis para quem quer conhecer a culinária chilena. Como outros países andinos, o refogados em temperos, com a pimenta ají e ervas estão presentes. Não deixe também de apreciar uma boa carne bovina que deriva da culinária crioula. O lomo ou o filet são alguns cortes bem apreciados e para não perder o costume, o Kings Crab (Centolla), considerado um dos maiores caranguejos do mundo, é bem apreciado na culinária chilena.

Calcadões e jardins

Foto: Silvio Oliveira

Lomo Terra e Mar é combinação perfeita
Avistagem de aves e leão-marinho em Vinã
Kings Crab salteado na salsa é estrela

Siga-nos: @tonomundo (facebook)

silviooliveiratonomundo (instagram)



MATERIAS RELACIONADAS
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030