Caruaru (PE) – São João esculpido por Mestre Vitalino
O São João de Caruaru (PE) homenageia este ano seu artista maior: Mestre Vitalino. O forró já está “comendo no centro” e os dez arraiais distribuídos pela “Capital do Forró” aguardam os visitantes com muita cultura e diversão. Salve Mestre Vitalino!
11/06/2009  07:35


Dez arraiais distribuídos por pólos, cidades cenográficas e comidas gigantes estão fazendo a festa dos visitantes de Caruaru (PE), situada a 134 km de Recife e a 404 km de Aracaju. A festa já começou e encerra no dia 10 de julho, transformando a “Capital do Forró” numa grande miscelânea cultural nordestina.

 

Em todos os pólos da cidade, bem como em pontos estratégicos e turísticos houve uma múltipla intervenção urbana, criando réplicas dos bonecos de Vitalino, em médias e grandes dimensões. Caruaru está povoada de cultura, beleza e tradição. O barro, que levou o nome da cidade para o mundo inteiro, está em destaque mais do que nunca. Réplicas de peças estão presentes em toda decoração, esculpindo Mestre Vitalino no São João de Caruaru.

 

A cidade tem fama de realizar um dos melhores festejos juninos do país e a cada ano a festa ganha mais estrutura e inova para levar aos visitantes o melhor da cultura popular. A cada noite de festa são mais de 150 mil pessoas, num investimento de mais de R$ 6 milhões, prova disso é a grandiosidade das suas comidas expostas para quem quiser comê-las como os maiores cuscuz, pamonha e pé-de-moleque do mundo e também a maior fogueira, entre as cidades que festejam os santos juninos, com 12 m de altura.

 

Esse ano os caruaruenses estão de sorriso largo, pois as festividades além de movimentar a economia local, também destacam os mestres locais e os artistas que beberam inspiração na fonte do saudoso Luiz Gonzaga. Por conta disso, o período de festa termina no dia 10 de julho, data em que coincide com o nascimento do ilustre mestre do barro, Vitalino, principal homenageado do evento.

 

Para trazer de volta a tradição de raiz da música nordestina, a prefeitura local investiu alto no entretenimento. Entre as atrações distribuídas nos denominados pólos de animação, além de palhoças de quadrilhas e pólos multiculturais e confirmadas estão: Elba Ramalho, Fagner, Gilberto Gil, Zé Ramalho, Alceu Valença, Dominguinhos, Nando Cordel, Falamansa, Petrúcio Amorim, Santanna, Flávio José, Alcymar Monteiro, Geraldinho Lins, Frank Aguiar, Jorge de Altinho, Novinho da Paraíba, Limão com Mel, Mastruz com Leite, além de outras de 40 representatividades da música regional.

 

Todos unidos por um mesmo objetivo: mostrar o que o São João de Caruaru tem de melhor. As apresentações são gratuitas e começam a partir das 20h, no Parque de Eventos Luiz “Lua” Gonzaga.

 

Curiosidade

 

Vitalino Pereira dos Santos nasceu no dia 10 de julho de 1909, no Sítio Campos, em Caruaru (PE). Filho de lavradores, iniciou-se com apenas seis anos na arte do artesanato de barro. Como toda criança, fazia bichinhos — boi, cavalo, bode — com as sobras do barro usado por sua mãe, que era louceira, designação dadas às mulheres que faziam utensílios domésticos de barro. Vitalino passou da “loiça” de brincadeira para a cerâmica figurativa com a peça Caçador de Onça — um gato maracajá trepado numa árvore, acuado por um cachorro, e o caçador fazendo pontaria — que era vendida na Feira de Caruaru.

 

Dono de um grande talento musical, Vitalino aprendeu a tocar pífano e, com apenas 15 anos, montou sua própria banda, a Zabumba Vitalino. Inspirado no folclore nordestino universalizou, com um estilo figurativo e a sua marca pessoal, o cotidiano do homem sertanejo. As suas obras registram o cenário rural e também o urbano, a exemplo de cortejos nupciais, enterro no carro de boi e na rede, boi transportando cana, vaquejada, vaqueiros e lobisomens, além de muitas peças de Lampião e Maria Bonita, entre tantas outras.

 

 A organização social do sertão também aparece na sua obra através da representação da família solidária, como agricultores e retirantes. Há também esculturas urbanas de profissionais e uma série “Vitalino ceramista”, um auto-retrato que contem as peças: Vitalino cavando barro, Vitalino trabalhando, Vitalino queimando a “loiça”, Vitalino e Manuel carregando a “loiça”. O Mestre do Barro executava também ex-votos, segundo depoimentos dos seus contemporâneos Zé Caboclo e Zé Rodrigues.

 

Dicas de Viagem

 

Caruaru não é só festejos juninos. A representação de símbolos nordestinos está presente em todos os cantos da cidade. Vale a pena conferir:

 

Feira de Caruaru

 

A maior e mais famosa feira popular do País nasceu junto com a cidade. Localizada no Parque 18 de Maio, a feira funciona as quartas e aos sábados. Na terça ela já começa a ser montada, com a chegada dos primeiros sertanejos e brejeiros, com seus produtos para vender. Centenas de barracas coloridas dão o tom de mais de dois quilômetros das ruas da cidade.

 

Feira do Artesanato

 

O turista confere, na hora, a produção dos trabalhos artesanais. Seu funcionamento é das 8h às 17h e tem todos os tipos de artes manuais nas diversas matérias-primas.

 

Feira da Sulanca

 

É famosa por mais de 10 mil barracas de roupas produzidas por confecções locais para revenda. Em média, 40 mil pessoas circulam na feira. Seu funcionamento é inusitado. A feira só abre às terças. Por volta das 3h da manhã ela começa a ser montada e às 5h começa a funcionar.

 

Feira Livre

 

Flores, panelas, calçados, roupas, raízes e ervas. Até a Feira do Troca-Troca  encontra-se de tudo, onde é possível trocar aves por discos, bicicletas por porcos e por aí vai.

 

Alto do Moura

 

Comunidade de artista eleita pela a UNESCO como o maior Centro de Artes Figurativas das Américas. Próximo ao centro de Caruaru, o Alto do Moura concentra mais de 1.000 artesãos, que transformaram suas casas em ateliês. Atualmente, as peças produzidas pelo Alto do Moura ultrapassam os oceanos, mostrando o povo e a cultura brasileira.

 

Casa Museu Mestre Vitalino

 

Local no Alto do Moura que retrata a vida e obra do grande ceramista, desde a própria casa, em tijolos crus, até seus objetos pessoais e familiares. As visitas acontecem de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

 

Casa Museu Mestre Galdino

 

Também fica no Alto do Moura. Lá estão as peças do ceramista e poeta Galdino. Há exemplares originais de poesias, fotografias e textos sobre a vida e obra do artista. As visitas acontecem de terça a sábado, das 8h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h.

 

Morro do Bom Jesus

 

Com 630 metros de altura, é o ponto mais alto da cidade e oferece um vista belíssima de Caruaru. Aproveite também para visitar as capelinhas do morro e subir pela escadaria decorada com as estações da Via Sacra.

 

Como chegar

 

O aeroporto Oscar Laranjeiras passa por reformar e somente recebe voos de pequeno porte. Há empresas que partem de Aracaju, do Terminal Rodoviário Governador Rolemberg Leite, ao preço que varia de R$ 56 a R$ 70. A partir do Recife a dica é percorrer a BR-232. A partir do Estado de Sergipe segue pela BR 101 até Alagoas e depois, pela BR 232. A empresa Caruaruense disponibiliza onibus de uma em uma hora de Recife para a Capital do Forró.

 

Fotos: Secretaria de Comunicação de Caruaru

 

Na Bagagem

 

ü       A rede de hotéis internacional Accor expande seus negócios no Brasil e constrói em Caruru (PE) o primeiro hotel de bandeira internacional da cidade: o Ibis.

 

ü       Gramado (RS) se prepara para a temporada de festival que começa em junho e só termina em dezembro com o tradicional “Natal Luz”. Dentre os eventos destacam-se o Festival de Turismo, de Cinema e das Hortênsias.

 

ü       A partir do 38ª semana de gravidez, a gestante não pode fazer viagens aéreas a não ser acompanhada dos respectivos médicos responsáveis. Até a 36ª semana de gravidez a viagem aérea não oferece riscos ao feto ou à gestante, desde que a gestação não apresente complicações.

 

ü       Segundo dados do IBGE, 54% dos moradores de Brasília (DF) vieram de outras regiões do país, transformando a cidade numa miscelânea cultural.

 

ü       Bataclan, em Ilhéus (BA), continua atraindo grande número de visitantes. A história dos personagens jorgeamadianos povoa a mente dos brasileiros e estrangeiros que visitam o bar mais famoso do litoral sul baiano.

 

ü       Tiroteio em um resort do México provocou mais uma vez um tiro certeiro no turismo do país, depois da gripe suína. Espera-se recuperação urgente.

 

ü       Forró Caju 2009 já está com um hotsite na ativa através do endereço www.aracaju.se.gov.br/forrocaju.

 

ü  Turise Operadora homenageada durante o evento Estrelas de 2009 Iberostar. A premiação, realizada em nível nacional no último fim de semana na Praia do Forte, é o reconhecimento pelos serviços prestados e a parceria a operadora e o resort.

 

 

 Passaporte

 

Continuamos com uma singela homenagem ao Ano da França no Brasil, iniciado em 22 de abril de 2009. Na foto, o Gran Palais, entre as avenidas Champs Elysees e W. Churchill. Em estilo Art Nouveaux, sua imponente fachada de pedra e o teto de vidro é visto em diversos pontos da cidade.

 

Foto: Silvio Oliveira



VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030