Olinda (PE) - Miscelânia cultural, história e diversão
Olinda (PE) guarda em suas ladeiras, dezenas de monumentos e uma miscelânea cultural sem igual. O centro histórico foi declarado, em 1980, Monumento Nacional pelo Congresso Nacional, e em 1982, reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.
06/08/2009  07:31


Banhada por praias do litoral norte de Pernambuco, Olinda situa-se a apenas 6 km do centro do Recife e pouco mais de 500km de Aracaju. A cidade reserva um verdadeiro tour religioso e cultural por mais de 30 igrejas, templos, mosteiros e capelas de relevante interesse histórico, que atrai milhares de visitantes por ano.

O passeio pela história do Brasil, mais precisamente pelo Brasil do descobrimento e colonial, pode começar pelo ponto mais alto da cidade, o denominado Alto da Sé, onde está a igreja de São Salvador do Mundo, popularmente conhecida como Igreja da Sé. Sua construção iniciou em 1535, sendo fundada em 1540, configurando-se como uma das mais antigas do país, sendo reconstruída e ampliada no final do século XVI.

Também chamado de Largo da Sé, é um dos locais mais visitados de Olinda e um dos pontos mais movimentados da cidade, onde se concentram turistas, vendedores, artesãos e crianças vestidas com fantasias de carnaval. De lá, coqueiros e casarios são avistados, ao fundo, Recife enche os olhos, além do mar azul infinito.

 

Ainda na Cidade Alta, na Ladeira de São Francisco, o Convento de São Francisco chama atenção por seu esplendor. Construído em 1585, faz parte do conjunto que contempla a igreja de Nossa Senhora das Neves e as Capelas de São Roque e Santa’Anna. É o mais antigo conjunto arquitetônico franciscano do país, sendo destruído pelos holandeses em 1630 e reconstruído no final do século XVII. Para se ter uma ideia, o Convento apresenta painéis de azulejos portugueses e seu altar é pintado de pigmentos vermelhos de sangue de boi, óleo de baleia e casca de banana verde.

 

O Mosteiro de São Bento, junto com o Convento de São Francisco e o Largo da Sé, são localidades que não podem ficar de fora do roteiro. O Mosteiro é o segundo em homenagem a São Bento construído em terras brasileiras. Sua construção data do século XVI e possui uma característica peculiar que é a de ser o santo, ao mesmo tempo, padroeiro da Abadia e do Mosteiro. A sacristia conventual, elaborada com talhas douradas, espelhos de cristais e painéis, é considerada a mais rica dentre as igrejas de Olinda. Suas portas são almofadadas em alto-relevo e emolduradas em pedra.

 

Depois de conhecer essa joia do Brasil, descer pela Ladeira da Misericórdia  é o primeiro teste físico nas ladeiras de Olinda. Várias outras estarão por vir, mas lá embaixo não deixe de passar pelo famoso “Quatro Cantos”, no largo do Amparo, lembrado por artistas pernambucanos, como Alceu Valença. É uma bifurcação onde cruzam ruas, formando quatro cantos. Por lá passam troças e agremiações na época de carnaval.

 

Os quatro Passos – denominações de pequenas capelas construídas em 1773 com imagens da Paixão de Cristo e que só se abrem na Semana Santa – também são atrações turísticas das ruas de Olinda. Cada um deles tem uma família que, de geração em geração, faz a manutenção do pequeno espaço. Não é difícil encontrá-los fazendo o roteiro turístico a pé, mas se se deparar com os olindenses lavando roupas em chafarizes; são as famosas bicas de Olinda. Ao ver esta cena, tem-se a impressão de que o tempo não passou. As bicas de Olinda são também admiradas por todos os turistas que resolvem visitá-las. Não estão tão conservadas como as igrejas, mas vale a pena conhecê-las. Hoje são três bicas que sobreviveram ao tempo e funcionam como lavanderias públicas e locais de retirada de água, são elas: Bica de São Pedro, construída no século XVI; Bica do Rosário, que tem o brasão de Olinda e jarros de pedras; Bica dos Quatro Cantos, construída em 1602 e era chamada de Fonte da Tabatinga.

 

Como toda cidade histórica, Olinda também tem sua igreja dedicada aos negros e construída por eles. Considerada um dos maiores e mais antigos conjuntos arquitetônicos construídos pelos escravos no Brasil, a Igreja do Rosário dos Homens Pretos é mais uma das belezas que compõem a história da Cidade Patrimônio. Localizado no Largo do Bonsucesso, o monumento foi erguido com o objetivo de aproximar os membros da cultura afro-descendente da religião católica. É no largo da igreja que acontecem manifestações culturais importantes em época de festa, como a saída da agremiação do Homem da Meia Noite e as celebrações da Noite dos Tambores Silenciosos.

 

Há ainda o Convento de Nossa Senhora da Conceição, a Igreja de Nossa Senhora da Graça (Seminário de Olinda), a igreja de Misericórdia, que fica em um mirante; igreja e mosteiro de Nossa Senhora do Monte, Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em estilo colônia renascentista e mais antiga da Ordem das Carmelitas no Brasil; igreja Nossa Senhora do Amparo, igreja da Boa Hora, de São Sebastião, Bom Jesus dos Navegantes, entre várias outras. Mas Olinda não se resume somente as igrejas e monumentos. Há boas opções de ateliês, galerias, lojas de mamulengo e muitos causos que os guias mirins contam a respeito do Homem da Meia Noite, de Mestre Salustiano, Zé Pereira, da Mulher do Dia, do garçom que virou celebridade, Isaías Ferreira da Silva (Batata) e das Virgens de Olinda. 

 

Se quiser conhecer a arte e o folclore de Pernambuco, o Mercado da Ribeira deve ser visitado; um antigo prédio que abrigou um mercado de escravos e que virou ponto de apresentações folclóricas e lojas de artesanatos.

 

Depois de visitar também o Correto da Praça da Abolição, a Casa de Alceu Valença, os sobrados mouriscos e o Aljube (cadeia para religiosos e acusados pela inquisição) a pedida é descansar do sobe e desce de ladeiras num dos restaurantes abrigados nos casarões da cidade ou até mesmo descer e procurar um deles à beira mar. Se ainda tiver fôlego, suba novamente a Ladeira da Misericórdia e com certeza terá bastante apetite quando chegar ao Largo da Sé. Imediatamente procure um dos barzinhos da região. A vista irá agradecer ao contemplar o marzão infinito beirando o litoral pernambucano. Deixe a mente fluir e veja que por ali chegaram holandeses, portugueses e espanhóis para construir parte da história do Brasil. Um pouquinho dessa história ficou registrado nas fotografias. Resta agora relaxar.

 

Curiosidade

 

Anualmente milhares de foliões chegam de todas as partes para desfrutar da beleza do carnaval que acontece dia e noite nas estreitas e ladeirosas ruas da cidade tombada pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. 
Uma das marcas do carnaval olindense são os bonecos gigantes que arrastam milhares de foliões ao som do frevo. Além deles, mais de 600 agremiações, registradas oficialmente, alegram a cidade durante o carnaval. A irreverência, criatividade e alegria tornaram o carnaval de Olinda um dos mais famosos do mundo.

 

Como Chegar

 

Olinda fica na Grande Recife. Para se chegar até lá é necessário viajar pouco mais de 500km partindo de Aracaju, pela BR 101 no sentido Alagoas. Passa-se a Ponta da Integração Nacional, em Propriá, na divisa dos estados de SE e AL. Segue-se ainda pela BR 101 em terras alagoanas e pernambucanas. No trecho Palmares (PE) Cabo de Santo Augustinho (PE) a rodovia passa por duplicação até chegar ao Recife.

 

Também há uma outra opção pelo litoral, passando pela balsa de Neopolis (SE) e Penedo (AL), passando por dentro de Maceió. O percurso é mais demorado, porém, bem mais agradável. Ao chegar em Recife, a cidade está bem sinalizada e deve lhe levar até a cidade de Olinda.

 

Fotos: Prefeitura Municipal de Olinda

 

 

Na Bagagem

 

 

ü  As Cataratas do Iguaçu, no Paraná, estão entre as 28 finalistas das “Sete Novas Maravilhas Naturais do Mundo”. A Associação Brasileira das Agências de Viagens está convocando todas as seccionais do país para uma reunião que acontecerá em Foz do Iguaçu (PR), nos dias 20 a 23 de agosto. No final do encontro é esperado o apoio de todas as Abav’s do país.

ü  A empresa aérea Gol implementa o Voe Fácil. Os clientes agora podem comprar passagens aéreas em agências de viagens utilizando o cartão como forma de pagamento. O Voe Fácil, que dispensa a necessidade de possuir cartão de crédito, permite parcelar o bilhete em até 36 vezes fixas, com uma parcela mínima de R$ 15.  As propostas estão dispostas no site da empresa.

ü  O Ministério do Turismo começa a se aproximar das operadoras de cruzeiros para disponibilizar navios hoteleiros e suprir a deficiência de hospedagem nas cidades sedes da Copa do Mundo 2014.

 

ü  O famoso hotel Glória, no Rio de Janeiro, reabrirá suas portas com todo o glamour de outras épocas em 2011, depois de uma reforma que custa R$ 158 milhões.

 

ü  Ricardo Stuncker estréia exposição no Centro Cultural Oduvaldo Viana Filho, no Flamengo, Rio de Janeiro. Fotógrafo oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva há seis anos, Stuckert não se restringiu a registrar apenas os compromissos protocolares. Na individual Milhões de Lulas” ele exibe oitenta trabalhos com flagrantes descontraídos dos dias de folga e de diferentes manifestações de populares no contato direto com o chefe do Executivo.

 

 

Passaporte

 

Ano da França no Brasil

 

Não confunda o Arc do Triomphe com o Arc do Triomphe do Carrosel. O primeiro, é o marco mais famoso do mundo e fica na Place Charles de Gaulle e foi construído em 1806. O segundo (foto), fica no Jardins das Tuileries, já na praça do Museu do Louvre e foi construído por Napoleão também em 1806 como entrada do antigo Palacio das Tuileries.

 

Foto: Silvio Oliveira



Caruaru (PE) - Tradição, criatividade e parceria
Caruaru (PE) – São João esculpido por Mestre Vitalino
Garanhuns - Frio, religiosidade e arte no agreste de Pernambuco
VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Silvio Oliveira

Jornalista, especialista em Gestão da Comunicação e responsável pela fan page Tô no Mundo. Escreve sobre Turismo para o Portal Infonet desde 2009. Atuou em jornais, a exemplo do Correio de Sergipe e cadernos especiais do Cinform, além do Portal F5 News. Passou por Assessorias de Comunicação e Agências de Notícias do Governo de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe/ Projeto Mar de Sergipe e Alagoas e Prefeitura de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030