Webmail
Blogs


Compartilhar: 
26/04/2012 - 16:47
Zé Peixe será velado na Capitania dos Portos
Sepultamento acontecerá no cemitério Santa Isabel
Zé Peixe será sepultado no cemitério Santa Isabel (Fotos: Peter John)

O prático José Martins Ribeiro Nunes, mais conhecido como Zé Peixe, que faleceu no início da tarde desta quinta-feira, 26, vai ser velado após as 20h na Capitania dos Portos. A informação é de sua irmã, Rita Shunk, que também informou que Zé Peixe será sepultado nesta sexta-feira, 27, no cemitério Santa Isabel em horário ainda a definir.

Ainda de acordo com Rita, Zé Peixe faleceu antes mesmo de chegar ao hospital. “Ele passou mal após o almoço, e foi levado por meu filho, Robert Shunk, ao pronto-socorro, porém não resistiu e faleceu no caminho”, informou a irmã de Zé Peixe, que ainda disse que a provável causa da morte foi uma parada cardíaca, e que a confirmação sairá após a realização de uma perícia.

História

Zé Peixe em diversos momentos de sua história

Zé Peixe faleceu aos 85 anos, e era um homem que, mesmo depois de aposentar-se, não conseguia se desvencilhar da sua profissão de prático. Ele era tão apaixonado pela profissão, que se destacava em seu trabalho, chegando a nadar em uma distância de até 13 km em alto mar. E foi por atos de humildade e coragem que Zé Peixe firmou seu nome do Estado e foi tema de diversas entrevistas em sua homenagem.

Capitania

A Capitania dos Portos enviou ao Portal Infonet uma nota sofre o falecimento de Zé Peixe. Segue abaixo:

A Capitania dos Portos de Sergipe lamenta informar o falecimento do Prático José Martins Ribeiro Nunes. Ao longo de cerca de seis décadas, esse sergipano de vida simples, passou a maior parte do tempo na água, seja exercendo sua atividade de prático, pescando ou cuidado dos seus barcos. Por várias ocasiões esteve presente em salvamentos de vida humana no mar como no incidente com três remadores potiguares, que lhe rendeu uma homenagem pública na cidade de Natal e medalha de honra ao mérito, no salvamento de dois marinheiros do Rebocador Guarani, que tinham caído ao mar durante uma tempestade e na condução do Rebocador Mercury que se encontrava em chamas em alto mar, vindo das plataformas, até um ponto seguro onde a tripulação pode saltar e nadar para a praia.

Seus feitos heroicos, seu vigor físico (trabalhou até os 82 anos), sua maneira peculiar de trabalhar e seu modo simples de viver lhe conferiu fama internacional, que passou a ser chamado pelos estrangeiros de “Joe Fish”, sendo um dos práticos mais conhecidos do Planeta.

A Capitania dos Portos de Sergipe fará uma última homenagem a esse genuíno herói sergipano, recebendo e velando o seu corpo na Praça dos Heróis, localizada dentro da Capitania dos Portos de Sergipe, inaugurada por ocasião de seu aniversário de 85 anos. O sepultamento está previsto para o final da tarde de amanhã.

Por Monique Garcez e Janaina de Oliveira

* A matéria foi modificada às 18h31 para a inserção da nota da Capitania dos Portos.

Compartilhar: 
Comentários (12)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
cacau
26/04/2012 às 23:42
A terra, a água e o ar lhe foram leves. Uma simples travessia... homem que prestou inestimáveis serviços, desde a terra onde viveu para o mundo.
montes
27/04/2012 às 04:24
Conheci o nosso Zé aina quando ele morava na Atalaia Nova. Com ele aprendi a nadar, a enfrentar o medo de atravessar o rio Sergipe e até ir buscar navios em alto mar, como o Aroldo Bastos e outros. Ele não era, apenas, um homem que entendia do mar, era e é, um ser que entendia da VIDA. VÁ COM DEUS MEU AMIGO, CONTINUE A NAVEGAR, AGORA, POR ENTRE AS ESTRELAS.
Eduardo
26/04/2012 às 23:41
Ficava impressionado como ele nadava em mar aberto,uma verdadeira aula de técnica de natação e oceanografia.Vá com Deus Zé Peixe.
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados