Webmail
Blogs


Compartilhar: 
14/11/2008 - 14:49
PIB percapita de Sergipe é o maior do NE
Mesmo assim, o Estado aparece na 21º posição no ranking brasileiro

Evento foi realizado no auditório do Pronese
O Produto Interno Bruto(PIB) de Sergipe em 2006 foi de R$ 15,126 bilhões. O Estado aparece na 21ª colocação no ranking brasileiro e com o maior PIB percapita da região Nordeste(R$ 7.560,16). No Brasil, o valor do Produto Interno Bruto é de R$ 2,4 trilhões.

As estatísticas foram divulgadas na manhã desta sexta-feira, 14, durante a apresentação do resultado das Contas Regionais e do Produto Interno Bruto de Sergipe 2003-2006, por representantes da Secretaria de Estado do Planejamento(Seplan) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas(IBGE), em Sergipe.

Os dados foram apresentados pelo superintendente de Estudos e Pesquisas da Seplan, Marcos Vinícius Castaneda. Segundo ele, o PIB percapita cresceu 10,8%. “O PIB percapita, ou seja, a divisão dos R$ 15,126 bilhões pela população projetada pelo IBGE, ficou em R$ 7.560,16. A  do Nordeste ficou em R$ 6.029,47 e o do Brasil, em R$ 12.688,28”, explica Castaneda acrescentando que Sergipe cresceu um pouco menos do que a média do Nordeste, mas mantém um crescimento atenuado.

Ele enfatizou que dos setores produtivos no Estado de Sergipe, a maior participação se dá no de serviços, com 63,7%. O setor da indústria ficou em 31,4% e o setor agropecuário, em 4,9% de tudo o que foi produzido, sendo que a participação pública na economia do estado foi de 24,5%. 

 

Antonio Marinho:" A tendência é de crescimento"
Crise

O superintendente adjunto da Seplan, Guilherme Rebouças, mostrou o que os dados apontam em relação ao futuro, destacando a crise internacional. “Em primeiro lugar, a crise pode chegar pela via do petróleo. Há alguns anos, o preço do barril ultrapassa os 100 dólares. Hoje está em 80 dólares. É evidente que a crise terá impacto, chegará a Sergipe, mas certamente a dinâmica econômica aponta que esses efeitos serão atenuados”, acredita.

IBGE

Para o superintendente do IBGE em Sergipe, Antônio Marinho, a tendência é de continuidade do crescimento. “Não obstante a toda a conjuntura, nós temos uma expectativa positiva, porque a tendência é de crescimento. Temos aí uma crise internacional e mesmo com esses dados sendo de 2006, nós temos consistência”, afirmou ressaltando a dedicação dos coletores de dados do IBGE.

Por Aldaci de Souza

Compartilhar: 
Comentários (0)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados