Webmail

Luíz Antônio Barreto

Jornalista, historiador e diretor do Instituto Tobias Barreto e ex-secretário de Estado da Cultura. Escreve para o Portal Infonet todos os sábados.

Compartilhar: 
23/03/2012 - 11:42
O centenário de Machado de Souza
Sergipe é rico de biografias de homens e mulheres que ...

Sergipe é rico de biografias de homens e mulheres que dedicaram as suas vidas ao serviço dos seus semelhantes, tomando profissões que realçaram a solidariedade. Médicos e professores foram, em grande número, aqueles que desbravaram o interior sergipano, deitando raízes que ainda hoje podem ser identificadas, saudosamente, como lembranças dos tempos idos. Não há quem guarde, de experiência própria, a gratidão e o afeto a tantos médicos e professores que marcaram a vida comunitária, tanto na Capital, como e principalmente no interior, onde a prestação de serviços essenciais é, ainda hoje, retardatária. Um terceiro agente desses contatos, o padre, também tem seu quinhão de reconhecimento e de aplauso, pela constante presença, como orientador espiritual. O sentimento da população,
frente a cada médico, cada professor e cada padre é, sempre, de gratidão.

José Machado de Souza, nascido em Aracaju há exatos 100 anos (nasceu em 22 de janeiro de 1912), é uma dessas referências que a população sergipana não esquece, mas, ao contrário, guarda no coração, como um tributo de agradecimento pela sua dedicação . As crianças sergipanas, notadamente as de Aracaju, tiveram um médico humanista, dedicado, que se tornou num exemplo e uma referência na história da Medicina em Sergipe. Machado de Souza tornou-se um símbolo, citado, procurado, como uma palavra confortadora nas horas angustiantes da doença. Grande médico, formado em 1934, dedicou-se pela vida inteira, a socorrer a infância desamparada, doente, carente de socorro e de amor. Seu nome correu a cidade, estava na boca das mães, como um alívio para o sofrimento humano. Voz forte, mão firme, dominando a ciência e atualizado os modos de curar, Machado de Souza foi, em vida, uma unanimidade, que permanece depois de sua morte (março de 1997), como um exemplo a ser seguido.

José Machado de Souza não viveu apenas como médico. Atuou com alguns dos seus colegas para viabilizar a criação da Faculdade de Medicina, concorrendo para a fundação da Universidade Federal de Sergipe, instalada no velho Hospital de Cirurgia, central de debates médicos, responsável pelas conquistas e vitórias que marcam a trajetória da obra de Augusto Leite e seus colaboradores. Machado de Souza estava atento ao esforço por conquistar uma mais atualizada ciência e dotar os equipamentos de saúde das condições adequadas à prestação dos serviços. No campo da Medicina, portanto, Machado de Souza cumpriu também com uma colaboração qualificada, que avoluma o seu currículo de médico e de mestre. Os profissionais da área da saúde têm, ainda hoje, 15 anos depois de sua morte, respeito e veneração pelo homem e pelo cidadão, pelo clínico e pelo articulador, como se viu na solenidade promovida pela Academia Sergipana de Medicina e outras entidades.

Em 1954, José Machado de Souza aceitou compor a chapa da União Democrática Nacional – UDN -, para o Governo do Estado. Ele foi o candidato a Vice-governador, e seu amigo e correligionário Leandro Maciel o candidato a Governador. Vitoriosos, unidos, quebraram a hegemonia da coligação PSD-PR, vitoriosa desde a redemocratização de 1946, sob a liderança de Francisco Leite Neto. José Machado de Souza desdobrou-se para não deixar de atender à clientela e sforçou-se para levar o Governo a promover melhoramentos na precária rede de atendimento médico. A experiência não pareceu convincente ao homem acostumado com o contato direto com as mães e os pais das crianças ao seu cuidado. Nunca mais ele compôs chapas e disputou eleições. Voltou-se, com toda ênfase, à clínica, construindo uma imagem imortal de competência e dedicação, como se fosse, como disse Manoel Cabral Machado, “um sacerdote da infância sergipana.”É esta, ainda hoje, a sensação deixada pela biografia de pediatra.

Quando seu amigo Augusto Franco chegou ao Governo do Estado, em 1979, José Machado de Souza foi convidado a ser o Secretário de Estado da Saúde. Simples como sempre foi, aceitou o convite e imprimiu no Governo um ritmo e inspirou uma disposição que mereceram aplausos de todos os sergipanos, independentemente da opção partidária. O que se viu foi o estilo firme, decidido, rápido, na montagem de uma estrutura melhor, capaz de cumprir com seus objetivos e suas obrigações. A presença de Machado de Souza no Governo foi um momento grandioso, que elevou a responsabilidade da SES, na ampliação da capacidade prestadora da máquina pública, à população desejosa e esperançosa de bons governantes. O nome de José Machado de Souza vai, com certeza, ecoar pelo tempo afora, como um símbolo sergipano de competência e responsabilidade. Um livreto, organizado por Lúcio Prado Dias, guardará para o futuro as demonstrações de apreço pela biografia de José Machado de Souza.

VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG


Compartilhar: 
Comentários (2)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
Adilson Santana dos Santos
23/03/2012 às 17:17
É importante salientar como persomgens e lembrar dedicatória que o sergipano Jose Machado é mencionado dentre tantos profissionais que almeja e almejaram sua profissão.São tantos que o meu municipio teve(Tomar do Geru) um profissional de brilhante carreira Dr. Luis também in memóriam.Pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, que prstou relevantíssimo trabalho.Então caro amigo,É de indicação relembrar de pessoas assim digamos desse porte.
tania rabelo lucas
29/03/2012 às 23:07
Obrigada, Luiz Antonio Barreto, por voce existir e lembrar atraves da sua coluna, pessoas que fizeram o progresso do nosso Estado, jamais devemos esquecer o meu padrinho DR.JOSE MACHADO DE SOUZA. Muito bom, o seu artigo. Moro no Recife, há vinte e quatro anos, mas não esqueço o meu Aracaju/SE.
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados