Makro: laudo do Bombeiros será prorrogado
Nesta sexta, 10, completam 30 dias do incêndio no Makro
09/02/2017  14:07

Incêndio que destruiu Makro de Aracaju ocorreu no dia 10 de janeiro (Fotos: Portal Infonet)

Chefe da Perícia do Corpo de Bombeiros de Sergipe, Antenora Lins

Nesta sexta, 10, completam 30 dias do incêndio ocorrido no Makro e o Corpo de Bombeiros Militares de Sergipe (CBMSE) ainda não concluiu o laudo que apura as causas do sinistro. Segundo a chefe da Sessão de Perícias do CBMSE, tenente Antenora Lins,  será pedida a prorrogação do prazo para entrega do laudo por causa do tempo resposta das análises dos equipamentos envolvidos na investigação.

“A instituição tem um prazo de 30 dias para isso, a contar da data que o pedido foi feito, e não, a contar do dia que ocorreu o incêndio. E esse prazo, se necessário, também pode ser prorrogado, que é o que vai acontecer no caso da perícia do Makro”, explica, ao ressaltar que a maior dificuldade que o CBMSE tem no processo de realização das perícias é com o baixo efetivo de peritos.

Ela inforna que o correto seria o CBMSE realizar perícias em todos os incêndios ocorridos em residências, empresas, etc, no Estado, independentemente de haver uma solicitação da parte do proprietário do imóvel, o que não acontece devido ao número insuficiente de efetivos. “A perícia serve para retroalimentar os ciclos dos Bombeiros. Ou seja, se a guarnição fez o combate eficiente, informar a descoberta da causa e exigir mudança de preventivos, pois trabalhamos muito nos preventivos”, diz a tenente Antenora Lins.

Outros incêndios

Além do incêndio ocorrido no Makro, o Corpo de Bombeiros também está apurando as causas dos incêndios ocorridos recentemente em duas fábricas de colchões (uma delas localizada no Porto Dantas) e numa churrascaria situada na Praça de Eventos da Orla de Atalaia. “Ainda não temos previsão para a entrega do resultado dessas análises”, informa a chefe de perícias.

Concurso

Antenora Linz informa que somente o aumento do efetivo de bombeiros e peritos, por meio da realização de um concurso público, pode tornar os projetos do Corpo de Bombeiros de Sergipe mais eficazes.

De acordo com ela, o CBMSE conta com dez peritos atuantes, número que até poderia ser suficiente para atender a demanda de todo Estado, caso eles não acumulassem outras funções dentro da instituição.

“Se tivéssemos 30 oficiais exclusivos para perícia seria muito bom”, afirma, ao ressaltar que com relação aos equipamentos para o atendimento das demandas, o Corpo de Bombeiros de Sergipe está bem estruturado.

Por Moema Lopes

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Edson Rodrigues
09/02/2017 às 21:09
E UMA PIADA ESSE CORPO DE BOMBERIROS DE SERGIPE, TEM 10 PERITOS E NÃO DA CONTA DOS LAUDOS, É POUCO É? AGORA ELA FALA COMO SERGIPE TIVESSE UM INCENDIO TODO O DIA, QUANDO NÃO TEM INCENDIO ELES BOMBEIROS FAZEM O QUE? NÃO FAZ VISTORIAS NAS EMPRESAS, E FINALMENTE FAZ O QUE?, OS POLICIAIS MILITARES TRABALHAM MUITO MAIS QUE ESSES BOMBEIROS MILITAR, AQUI NÃO TEM ENCHENTES, INCENDIO UM EM CADA ANO, NÃO TEM CATASTROFE, O QUE OS BOMBEIROS DE SERGIPE TEM TANTO TRABALHO ASSIM.?
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030