Mulher recusa sexo e é agredida pelo marido
Agressor usou uma pá para espancar a vítima dentro de casa
20/03/2017  16:38
Acusado é autuado na Delegacia Plantonista (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Uma mulher se recusou a manter relações sexuais e acabou sendo agredida pelo próprio companheiro, crime ocorrido na manhã do domingo, 19, na Barra dos Coqueiros. Recusando a prática de relações sexuais, a vítima foi acusada de possuir “amantes” e acabou agredida fisicamente. O acusado foi detido, autuado em flagrante por violência doméstica e lesão corporal.

De acordo com informações da polícia, a mulher, com 50 anos de idade, começou a ser assediada por volta das 6h dentro da própria residência, onde o casal se encontrava. Quando ela se recusou a manter relações sexuais, foi acusada de manter relação extraconjugal com outros homens. O companheiro puxou os cabelos da vítima, aplicou socos e se armou com uma pá, atingindo-a em diferentes partes do corpo.

Conforme o boletim de ocorrência, a mulher apresentou lesões no braço esquerdo e na cabeça e escoriações na face. Depois de espancá-la, o agressor trancou a vítima em um dos cômodos da casa para evitar que ela o denunciasse à polícia. O acusado só liberou a vítima quando percebeu o sangramento e a orientou a buscar assistência em um Posto de Saúde. Quando a vítima recebia atendimento, policiais militares chegaram ao local e constataram que ela teria sido espancada pelo companheiro.

A vítima acabou revelando que o companheiro costuma ser violento quando ingere bebidas alcoólicas e que já tinha sofrido agressões físicas em outros momentos.

por Cássia Santana

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Thiago Dias
21/03/2017 às 18:37
Aí você seria presa por homicídio ou tentativa de. Quem já se viu responder tapa com óleo quente na cara, ainda mais sem permitir que a vítima de defenda? Agora, esse cabra aí merecia tomar uma surra das boas. #TaliãoJá
Nosieg
21/03/2017 às 08:22
Se eu fosse mulher e um cabra que diz que é macho me desse um tapa, seria o primeiro e o último. Esperava ele dormir e tacava uma panela de olho quente nas fuças dele, nunca mais ele ia bater em mulher. Não quer mais conviver com a mulher desgraçado vá viver a sua vida.
Ela
21/03/2017 às 07:46
Esse homem casou e achou que tinha uma propriedade. Mas se enganou.Mulheres, faça um escandalo! Não tenha medo de denunciar.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030