Makro: laudo não define causa do incêndio
Fogo teve início na câmara de resfriamento do supermercado
23/03/2017  10:19
Fogo teve início na câmara de resfriamento do supermercado (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O laudo pericial do Corpo de Bombeiros para investigar as causas do incêndio que atingiu o supermercado Makro foi concluído. A causa, porém, não foi identificada. De acordo com o major Carlos Alves, da assessoria de comunicação do CBM, o grande poder de destruição do fogo prejudicou o laudo. O incêndio teve origem na câmara de resfriamento, um setor onde não há sistema de filmagem.

O assessor ressalta que a o setor de informática do CBM colaborou com o caso avaliando os outros locais onde haviam câmeras, mas na zona apontada como a de origem do incêndio, não foi possível estudar as imagens do momento do acidente.

O Makro informou que os equipamentos de segurança, conforme já esclarecido junto ao Corpo de Bombeiros e ao Ministério Público, não estavam vencidos e que a Brigada de Incêndio, após auxiliar na saída de clientes e funcionários, evitando que houvessem vítimas, fez uso do sistema de hidrante e reserva técnica para resfriar o tanque de diesel e o cilindro de GLP localizados nos fundos e lado da loja.  Ainda de acordo com o Makro, o bom funcionamento desse sistema de hidrantes, bem como a reserva técnica, impediu que o tanque e cilindro GLP fossem afetados pelas chamas.

Quanto a ausência de câmaras no local apontado como zona de origem do incêndio, o Makro disse que usualmente, as câmeras de monitoramento são instaladas em locais de maior trânsito de pessoas e mercadorias.

O Makro explicou também que está realizando estudos e que o objetivo é reconstruir a loja ainda em 2017 após a obtenção das respectivas autorizações dos órgãos municipais. 

Relembre

O incêndio foi iniciado no dia 10 de janeiro deste ano e se alastrou rapidamente. Ninguém ficou ferido, porém, dias após o ocorrido, moradores da avenida Tancredo Neves, onde o supermercado fica localizado ainda sentiam os efeitos da fumaça.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Sergipe, coronel Eduardo Pereira, afirmou durante coletiva de imprensa, realizada no dia 11 de janeiro, que o Atestado de Regularidade do supermercado Makro estava vencido. O documento tem exigências de seguranças, inclusive no quesito de combate a sinistros. Na ocasião, a rede Makro Atacadista se pronunciou por meio de nota, afirmando que no momento, a preocupação seria com a segurança dos funcionários, clientes e comunidade vizinha.

Por Jéssica França

A matéria foi alterada para acréscimo de informações enviadas pelo Makro. 

MATERIAS RELACIONADAS
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030