Caso afogamento:delegado pretende ouvir duas testemunhas
O caso está sendo apurado pelo delegado Kássio Viana
17/05/2018  16:16

A jovem morreu afogada dia 28 de abril (Foto: Corpo de Bombeiros)

O Delegado Kássio Viana ainda não concluiu as investigações sobre a morte da estudante de fisioterapia, Kathellen Aila de Jesus, 19. A jovem foi vítima de afogamento no dia 28 de abril, depois de descer de uma embarcação sem combustível no rio Vaza- Barris, na região do Mosqueiro.

Até o momento, já foram ouvidos o piloto da embarcação, dois passageiros, a mãe de Kathellen Aila, Edinízia Bastos, além da marinha.

O delegado busca agora ouvir duas pessoas que deram socorro à vítima.

Por Aisla Vasconcelos

MATERIAS RELACIONADAS
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030