ASBT cogita possibilidade de suspender Pré-Caju
Empresários buscam parceria e governador fala em dificuldades
11/11/2014  15:21
Pré-Caju: alegria ameaçada pela crise (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Pré-Caju está ameaçado. Em reunião com o governador Jackson Barreto (PMDB) nesta terça-feira, 11, os empresários Fabiano Oliveira e Lourival Oliveira, representantes da Associação Sergipana de Blocos de Trio (ASBT), deixaram claro que a prévia carnavalesca só ocorrerá em 2015 se houver parcerias que possam garantir a continuidade da festa privada.

O governador recebeu os empresários pela manhã no Palácio de Despachos e revelou que, diante da crise econômica enfrentada pelo Estado, não se sentiria à vontade para falar sobre o apoio do Governo a uma festa privada. No encontro, o governador deixou claro que compreendia os pontos positivos da festa sobre a economia e para o turismo de Sergipe e enalteceu que estudaria alternativas para encontrar um meio que possa garantir a realização da festa, prevista para acontecer entre os dias 23 a 25 de janeiro do próximo ano.

Os empresários também demonstraram compreensão, mas deixaram claro que a festa só acontecerá se encontrar parceria pública. Não ocorrendo apoio do Estado, os empresários entendem que a melhor forma seria recuar, em 2015, deixando de realizar a prévia carnavalesca, para voltar mais fortalecidos em 2016.

Procurados pelo Portal Infonet, os empresários não quiseram mais se pronunciar, apesar das declarações de Lourival Oliveira feitas a emissoras de rádio falando sobre as dificuldades financeiras que a ASBT enfrenta, dos problemas jurídicos a partir da obrigação de devolver recursos ao Governo Federal e a possibilidade da festa não ser realizada no próximo ano.

A assessoria de imprensa da ASBT informou que os empresários só pretendem se manifestar depois da reunião que o grupo pretende ter com o prefeito João Alves Filho (DEM). Segundo a assessoria, a reunião está marcada para a próxima quinta-feira, dia 13.

A assessoria de imprensa da ASBT ligou para o Portal Infonet para informar que a entidade está pleiteando apoio logístico do Estado.

A matéria foi alterada às 16h15 para acrescentar informações da ASBT

Por Cássia Santana 

Governador diz que País vive momento de dificuldades
MPF pede que ASBT devolva R$ 6,3 mi aos cofres públicos
ASBT: Justiça determina suspensão, fechamento e bloqueio
ASBT descarta extinção do Pré-Caju a partir de 2015
TCU condena ASBT a devolver dinheiro público
Presidente da ASBT fala sobre preparativos para Pré-Caju
Artistas vão ao MPF protocolar denúncia contra a ASBT
ASBT cancela propaganda do Pré-Caju fora de Sergipe
ASBT agradece apoio do governo ao Pré-Caju
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
José Alberto Barreto
12/11/2014 às 08:11
Vamos raciocinar pessoal? A festa é realmente privada? Ao adentrar na avenida e curtir na pipoca você paga algo? Eu já curti o precaju muitas vezes na pipoca e não paguei um real. Esse argumento de que a festa é privada não cabe. Privada seria se qualquer pessoa pagasse para entrar na avenida. Agora vamos pensar no cordeiro, no ambulante, na costureira? Tem gente que leva comida pra casa com as vendas na festa.
Marcelo da Silva Andrade
12/11/2014 às 07:58
Moro próximo a Avenida do Pré-Caju e aquela área vira um caos. Não pode ser tudo em nome da diversão. Todo Pré-Caju é a mesma coisa, diversão, bebida, droga, morte, estupro, violência, Aids..... E ainda têm coragem de dar o nome de FESTA. A revolta dos organizadores é que se não houver o Pré-Caju 2015, seus bolsos estarão menos cheios. Peço a Deus que faça acabar esta festa do tudo pode da nossa Cidade Aracaju. Sergipe tem outros atrativos que podem projetar o nome da nossa Cidade.
APARECIDA SOUZA
12/11/2014 às 07:46
ESSA FESTA TEM CARÁTER ESTRITAMENTE PRIVADO, DEVEM BUSCAR PATROCINIO COM AS EMPRESAS PRIVADAS, "O GOVERNO NÃO PODE E NÃO DEVE AJUDAR", ALÉM DA VENDA DOS TAIS ABADAS, AS FÁBRICAS DE BEBIDAS SÃO OS PATROCINADORES, QUANTO A SEGURANÇA EXTERNA E OS TRABALHOS DE PREVENÇAO, CABE ANÁLISE. VAMOS PONDERAR, E DAR PRIORIDADE AO QUE REALMENTE É NECESSÁRIO. "O POVO SERGIPANO PRECISA DE PAZ E ATENÇÃO QUANTO AS REAIS NECESSIDADES".
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030