Sindijus apresenta alternativa de corte no Judiciário
Sindicato critica tribunal e defende fim de privilégios
19/10/2015  09:52
TJ: extinção para cortar gastos (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe (Sindijus) vai apresentar alternativa de corte de gastos à presidência do Tribunal de Justiça para evitar a extinção de nove distritos de comarcas do interior do estado. A medida já foi aprovada pelo TJ de Sergipe, que já começou o planejamento para, paulatinamente, colocá-la em prática.

Mas o Sindijus entende que o Poder Judiciário sergipano possui outras alternativas que vão proporcionar maior contenção de despesas. O coordenador de relações institucionais do sindicato, Plínio Pugliese, informou que a diretoria do sindicato já iniciou o levantamento, que poderá ser concluído ainda esta semana. As sugestões, quando o levantamento foi concluído, serão enviadas para a apreciação do TJ.

Apesar de não ter concluído, o Sindijus já encontrou duas sugestões: uma delas seria o corte dos salários altos pagos a pessoas que ocupam cargos em comissão no judiciário e também o fim do auxílio moradia pago à maioria dos juízes. Cada magistrado recebe mensalmente, segundo o sindicato, R$ 4.377,00 a título de auxílio moradia. O corte deste benefício poderá proporcionar uma economia anual de R$ 7 milhões, segundo os cálculos do sindicato.

Prejuízo

A diretoria do sindicato, que já analisou a medida em assembleia geral da categoria, entende que a extinção dos distritos trará pelo menos duas consequências danosas: dificuldades para a população no acesso aos serviços prestados pela justiça e também prejuízos para os servidores lotados nestes distritos que serão obrigados a mudar de endereço.

Mas o Tribunal de Justiça não comunga com a tese do sindicato quanto aos prejuízos e não se posiciona quanto às alternativas dos sindicalistas para os cortes de despesas. Quanto às sugestões, a assessoria informou que o tribunal só se manifestará quando receber e analisar o documento do sindicato.

Já quanto aos prejuízos para a população e aos servidores, a assessoria informa que o tribunal fez estudo que indicam que os nove distritos que serão extintos apresentam movimento anual de cerca de 300 processos e que todos eles ficam bem próximo à comarca à qual estão vinculados.

A assessoria informa que os servidores serão remanejados para as sedes das comarcas, sem acarretar grandes prejuízos, conforme frisou, em função da pequena distância. A assessoria informa que estes servidores já recebem gratificação de interiorização para exercer a atividade no interior do estado.

Por Cássia Santana

Tribunal de Justiça vai desativar nove fóruns em SE
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
ana cristina araujo
19/10/2015 às 13:06
Tribunal de Injustiças. Está claro que esses cortes são para continuar bancando os autos salários dessa elite do serviço público. Nós vivemos uma Monarquia nesses órgãos, infelizmente apoiada pela maioria da população que fecha os olhos por não entender que quem paga a conta somos nós trabalhadores comuns. E ainda tem quem justifique que eles estudaram, como se os outros cursos não tivessem nenhum valor. Sabemos muito bem para que estudaram.
colombo silva melo
19/10/2015 às 11:20
Existem mais de 150 pessoas ganhando mais de 40 mil reais por mês no TJ de Sergipe. A folha de pagamentos custa quase 30 milhões de reais mensais. Vencimentos acima de 80 mil reais por mês são comuns. Há oficiais de justiça e escrivães ganhando mais de 40 mil reais, juízes e desembargadores ganhando mais que o chefe da Suprema Côrte dos EUA. Somos um estado pobre, de um país pobre. E mesmo que os serviços prestados fossem excelentes (são péssimos!), não valeriam tanto.
SERGIO
19/10/2015 às 10:59
PARA COMEÇAR DEVERIA FECHAR AS PORTAS DESSE TAL DE SINDICATO, QUE NADA FAZ, O QUE SABEM FAZER É FESTINHA DE FUNDO DE QUINTAL, UM TRANSTORNO PARA QUEM MORA NO CENTRO, PROXIMO A ESSE LIXO, ESSA BADERNA DE GENTINHA, BARULHO DOS INFERNOS QUE VAI ATÉ AS 4:00 HORAS E AGORA PERGUNTO CADÊ A JUSTIÇA??? ONDE ESTA A DISCIPLINA, O RESPEITO AO CIDADÃO QUE TEM DIREITO AO SILÊNCIO, DESCANSO E PAGA SEUS IMPORTOS, INCLUSIVE O SALÁRIO DESSES BADERNEIROS. PORRA DE SINDICATO DE NADA.
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030