Sintese ocupa prédio da Seplag e promete fazer vigília
Sintese recorrerá na justiça contra a ilegalidade da greve
22/05/2012  11:21

Sintese realiza mais uma reunião (Foto: Portal Infonet)

Os professores da rede estadual realizaram assembleia na manhã de terça-feira, 22, e decidiram ocupar o prédio da Secretaria do Estado de Planejamento (Seplag). Os professores permanecem em vigília na Seplag até abertura do processo de negociação com a categoria. A greve já dura 35 dias e os professores prometem continuar paralisados até o Governo apresentar uma proposta e aceitar negociar com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese).

“Quase 100% das escolas estaduais aderiram à greve, mas algumas ainda estão funcionando. Os professores contratados estão trabalhando de forma problemática por causa do medo da rescisão contratual”, explica diretor de base do Sintese, Roberto Silva dos Santos.


Ao todo são 12 mil professores da rede estadual que reivindicam pela revisão do piso e pagamento do reajuste de 22,22%. “Temos uma lei federal do piso que garante o reajuste, mas parece que o Governo que vai conceder por vontade própria”, argumenta a professora Eliana Melo.

Professora Eliana Melo está preocupada com situação dos alunos

O Sintese tem até a próxima quarta-feira para justificar os motivos da greve a justiça. “Fomos notificados quanto a ilegalidade da greve, mas os nossos advogados já estão na fase final para apresentar os nossos motivos. Estamos abertos a negociação, o Governo que não quer nos receber”, afirma Roberto.

Ainda de acordo com Sintese, a reunião marcada para a última terça-feira, 15, na Secretaria do Estado da Fazenda (Sefaz) foi cancelada sem nenhuma justificativa. “Os procuradores realizaram um dia de mobilização e já foram recebidos duas vezes para negociação. Já o síntese está aberto a negociação e até o momento nenhum sinal de proposta“, questiona Roberto.

Secom

A  assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) que a greve depende da decisão judicial. Ainda ressaltou que o Governo não tem como pagar o reajuste a todos os professores.

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Luana
23/05/2012 às 12:59
A educação nunca foi valorizada por ninguém. Os pais, ao invés de apoiarem a luta dos professores criticam e reclamam. Esses mesmos pais, a maioria, estão preocupados somente em colocar seus filhos na escola para ficar livres deles, não tem nenhum compromisso com a educação. Tem muitos professores que não ensinam nada, como tem muitos que estão sim preocupados e dedicados a sua profissão.Então, galera, não generalize.
ALGUÉM
23/05/2012 às 10:50
Essa PROFESSORA não é Professora, burrinha, não sabe escrever e nem sabe o que está escrevendo, vai estudar tapadinha.
CÉSAR MATOS
23/05/2012 às 00:00
PAIS/ALUNOS,percebo q reinvidicam a volta dos prof.È sinal q sabem a importância do prof para a(s) vida(s) de vcs. APLAUSOS A VCS!PAIS, pq vc todo mês paga a conta de água?respondo:É LEI;ALUNO, pq vc tem direito a escola gratuita? Resp. É LEI. PAIS/ALUNOS, esse ano um piso salarial de 22,22% de reaj a todo prof do BRASIL, É LEI. Mas seu gov não paga.PROF, PAIS E ALUNOS CUMPREM LEIS.VAMOS ENTÃO COBRAR DE QUEM NÃO CUMPRE AS LEIS.OU SÃO VCS OS ERRADOS SÓ PQ "ANDAM CERTINHOS", DENTRO DA LEI??
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030