Atheneu é fechado para reforma, mas falta recurso
Alunos foram transferidos para outra escola em julho de 2015
16/02/2017  07:18
O Colégio Atheneu foi fechado para reforma em julho de 2015 (Fotos: Portal Infonet)

Escola Normal foi adequada para receber os 1013 alunos do Atheneu Sergipanse

Daniel Lemos diz que mesmo com esse problema o Atheneu funciona em tempo integral e os resultados dos alunos são positivos

Desde julho de 2015 que os 1013 alunos do Colégio Estadual Atheneu Sergipense foram transferidos para o prédio da Escola Normal para que fossem iniciadas as obras de adequação do Atheneu ao programa Escola em Tempo Integral e até o momento a reforma não foi iniciada. Quem passa pelo Atheneu Sergipense, que tem 146 anos de fundação, encontra um cenário parecido com o de uma escola abandonada.

“O desejo dos alunos é de estarem na sua escola. É uma questão de identidade dos estudantes, mas aqui, eles estão bem alocados, a estrutura da Escola Normal foi adequada para recebe-los”, explica o diretor do Colégio Atheneu Sergipense, Daniel Lemos, ao ressaltar que eles esperavam que a reforma fosse iniciada logo a após a transferência dos alunos para o prédio de outra unidade escolar.

No entanto, não foi o que aconteceu. Mesmo assim, ele afirma que compreende a situação, já que os recursos para a realização das obras, na ordem de R$ 7.5 milhões, estão sendo enviados pelo governo federal. “As mudanças feitas pelo governo Federal no Ministério da Educação atrasaram a liberação da verba. Já temos o projeto de reforma do Atheneu todo pronto, o que falta é o dinheiro”, explica.

Resultados positivos

Daniel Lemos, informa, ainda, que o Programa Escola em Tempo Integral foi implementado no Colégio Atheneu Sergipense no ano de 2007 e que mesmo com a transferência do corpo discente para a Escola Normal ocorrida em 2015, não houve prejuízo no desenvolvimento e aprendizagem dos estudantes.

“Esse programa é uma realidade vitoriosa no Brasil todo, pois as escolas onde ele foi implementado estão apresentando os melhores índices na Educação. Aqui no Atheneu tivemos 130 alunos aprovados no Sisu [Sistema de Seleção Unificada]”, disse Daniel Lemos. Ele ressalta o resultado da aluna do 3° ano, Júlia Prado, que foi aprovada em primeiro lugar na Universidade de São Paulo (USP), no curso de Enfermagem.

Isso sem contar com os resultados de alunos do Atheneu Sergipense na Universidade Federal de Sergipe (UFS). “Um aluno nosso ficou em primeiro lugar em Engenharia Civil e outro em quatro lugar em Medicina na Universidade Federal de Sergipe. São alunos de uma escola pública e conseguiram esses resultados, graças ao programa de ensino integral”, diz.

Daniel Lemos ressalta que a relação ensino e aprendizagem, alunos e professores, está funcionando, o que falta mesmo é melhorar a estrutura do colégio. A assessoria de comunicação da Secretaria Estadual da Educação (SEED), informa que o projeto de reforma do Colégio Atheneu está pronto, inclusive o secretário da SEED, Jorge carvalho, está nesta quarta, 15, em Brasília para tentar resolver a liberação do recurso para a realização da obra. 

Por Moema Lopes

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
rasec
16/02/2017 às 13:34
A reporter MOEMA/INFONET deveria entrevistar os alunos e professores e não o "diretor-porta-voz" de Jorge Carvalho.
Cesar
16/02/2017 às 14:49
Concordo. Saber o que pensam os alunos e professores. Porque tirar os alunos se não havia nem dinheiro e prazo para iniciar as obras? Não seria melhor aguardar estar tudo encaminhado para então transferir os alunos?
Beto Andrade
16/02/2017 às 16:13
Na minha opinião, o colégio Atheneu não existi mais. Fechado há anos, para uma reforma que não começa nunca. Os alunos divididos em dois outros colégios. O que existi é um prédio abandonado pelo governo.
Rosangela
16/02/2017 às 12:41
Daqui há uns 10 anos acaba a reforma, tudo nesse Estado é assim , fecharam aqui o retorno da Av. Acrisio Cruz em frente ao Luiz Cunha dizendo que entraria em reforma tem mais o menos 20 dias até hoje ninguém vê um homem trabalhando , eles vão embromar até não lembrarem mais que existiu um retorno ali.
Cardoso de Almeida
16/02/2017 às 07:46
cont. 3. pois os filhos dos políticos e empresários, não estudam no lixo. Mudem as práticas de luta e revisem o aparato, sindicato, vocês envelheceram e precisam rever "manias" velhas. Aos jovens estudantes, a força que vocês precisam é levarem aos seus pais, pois a família fortalecida, consciente que seus filhos estão indo ao lixo, é, sem dúvida uma força extrema que assusta a todos os poderes.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030