Historiador sergipano lança livro sobre internatos
A obra é resultado da tese de doutorado do autor
12/08/2017  08:23
A obra é resultado da tese de doutorado do autor

O professor e pesquisador Joaquim Tavares da Conceição lança no próximo dia 23, às 18h, no Museu da Gente Sergipana, o livro “Internar para Educar”. A obra é resultado da tese de doutorado do autor, na qual ele aborda as práticas educativas e culturais utilizadas nessas instituições no Brasil no período de 1840 a 1950. 

Joaquim Tavares da Conceição é graduado em História e mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe, doutor em História pela Universidade Federal da Bahia, professor da Pós-Graduação em Educação da UFS e também docente do Colégio de Aplicação. O livro “Internar para Educar” está sendo lançado pela Editora do Diário Oficial de Sergipe (Edise).

O internato já foi uma das opções preferidas pelas elites brasileiras para a educação formal de seus herdeiros. A pedagogia do internato era vista como ampla e completa, capaz de preparar integralmente os jovens. Pelo alto custo, em geral, somente os filhos de famílias ricas tinham acesso a essa forma de escolarização. Nesses colégios, além das aulas, os estudantes participavam de atividades culturais, esportivas, recebiam orientações religiosas e eram submetidos a uma rígida disciplina. Acreditava-se que, assim, estariam sendo educados futuros líderes. Mas também havia críticas a esse regime escolar: a medicina, por exemplo, discutia a higiene física e moral dos internatos, no auge do higienismo no Brasil. Padrões sociais e de comportamento eram defendidos em nome da saúde.

Joaquim Tavares lançará a obra no Museu da Gente Sergipana

Esses e outros aspectos da temática são apresentados na obra com sensibilidade e rigor que são peculiares ao experiente historiador Joaquim Tavares da Conceição. O autor dedica também um capítulo aos internatos sergipanos, reconstituindo práticas e valores presentes nessas instituições. Na produção da pesquisa, que se insere na História da Educação do Brasil, e em especial de Sergipe, o autor utilizou fontes como: relatórios, teses de doutorado, almanaques, revistas, livros de viajantes, romances, fotografias e anúncios na imprensa.

A Editora do Diário Oficial de Sergipe (Edise) segue fomentando a produção e circulação de obras literárias. Somente este ano publicou mais de 10 novos títulos. O incentivo da Edise a autores sergipanos é destacado por Joaquim Tavares: “Com a publicação de livros, especialmente resultante de contribuições de autores sergipanos, a Editora do Diário Oficial de Sergipe (Edise), órgão da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), consolida-se como espaço importante para a divulgação e desenvolvimento científico, cultural e literário do estado. O livro Internar para Educar é resultado do compromisso e financiamento do Governo do Estado de Sergipe, por meio da Segrase/Edise, para a impressão e divulgação de pesquisas acadêmicas desenvolvidas em instituições sergipanas”.

Fonte e fotos: Divulgação

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030