Jovem Senador: comissão avalia redações de estudantes
Uma Comissão Técnica fez a correção das 25 redações
13/09/2017  15:19
Uma Comissão Técnica fez a correção das 25 redações (Foto: Eugênio Barreto)

Os alunos da rede estadual de ensino que participaram da seleção para o Programa Jovem Senador em breve saberão quem será o selecionado. Na manhã desta quarta-feira, 13, uma Comissão Técnica de Avaliação fez a correção das 25 redações enviadas pelas escolas, que já haviam feito uma seleção prévia.

A correção foi feita na sede da Seed, por uma comissão composta de cinco professores de escolas da rede estadual que não possuem alunos participando da seleção. De acordo com a coordenadora estadual do Programa Jovem Senador, Nádia Cardoso, todas as regiões do estado foram contempladas nessas 25 redações.

O tema proposto foi “Brasil Plural: Para falar de intolerância”, e os estudantes escreveram com o auxílio de professores orientadores, que deram subsídios para que eles pudessem redigir os seus textos.

“Hoje sairão daqui três finalistas estaduais que irão participar da seleção nacional. Cada estado terá um representante, que acompanhado do professor, participará da semana legislativa no Senado Federal, em Brasília, no período de 27 de novembro a 2 de dezembro. Os alunos irão apresentar uma Intenção Legislativa, participarão de comissões e irão ao plenário apresentar seus projetos”, disse Nádia Cardoso.

A escola do aluno primeiro colocado nacional receberá uma homenagem no primeiro dia da semana legislativa, juntamente com o secretário de educação de seu estado, o coordenador pedagógico da escola, o professor orientador e o aluno.

Todas as 27 redações finalistas serão publicadas em um livro intitulado Compilação das Redações Vencedoras do Concurso de Redação do Senado Federal, que será distribuído à todas as escolas estaduais.

O resultado final com os primeiros colocados de cada estado será divulgado no dia 13 de outubro no site do Senado Federal.

Jovem Senador

Todos os anos o Senado premia 27 estudantes de até 19 anos que cursam o ensino médio em escola pública estadual ou do Distrito Federal, um de cada unidade da Federação, e seus professores orientadores.

Eles ganham a experiência de conhecer Brasília e o processo de criação das leis no país, além de atuar como jovens senadores e discutir propostas que podem virar leis de verdade. A seleção é feita por meio de concurso de redação.

No ano passado, Sergipe foi representado pela aluna Katellen Lorrany Carvalho Mendonça, do Colégio Estadual Marcolino Cruz Santos, de Macambira.


Fonte: SEED

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030