Sancionada a Lei de Fixação do efetivo da PM
Texto estabele o quantitativo de vagas para praças e oficiais
07/04/2014  21:55
Jackson sanciona lei que garante promoção de até mil PMs (Foto: Marcelle Cristinne/ASN)

Após aprovar o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores, Jackson Barreto sancionou a Lei de Fixação do efetivo da Polícia Militar. O texto reorganiza o quadro da Instituição, estabelecendo o quantitativo de vagas para cada uma das patentes militares: praças e oficiais.

“Essa sanção reorganiza o quadro da Polícia Militar, estabelecendo o quantitativo de oficiais e praças - de soldado até sargento -, abrindo a possibilidade de promoção para até mil militares, entre soldados, sargentos e oficiais. A Lei também atende uma reivindicação da categoria”, afirma o secretário de Estado da Fazenda, Jeferson Passos.

O governador Jackson Barreto destacou que a sanção é um ato histórico para a Corporação. “Este é um fato histórico porque as promoções estavam travadas, em todas as patentes, sem a fixação dessa Lei. Essa foi uma reivindicação da Polícia, que através do seu comando e do governador do Estado, conseguiu a aprovação”, declara.

A Lei de Fixação do efetivo da Polícia Militar faz parte da política estadual de reconhecimento e de valorização dos servidores da Segurança Pública de Sergipe. Em março, o Governo autorizou a realização do concurso público para peritos criminalísticos, médicos e odontólogos e agentes de necropsia e papiloscopista. Inicialmente serão ofertadas 34 vagas - 18 para nível médio e 16 para nível superior.

Para a maioria dos cargos é a primeira vez que o governo realiza concurso. Os salários, com adicional de periculosidade, variam de R$ 2,3 mil a R$ 5,7 mil. As provas objetivas serão aplicadas em 25 de maio. A iniciativa integra o programa federal "Brasil Mais Seguro".

Em fevereiro, foi realizado o concurso da Polícia Militar para admissão de 600 novos soldados para a Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), 540 para o sexo masculino e 60 para o sexo feminino. O último concurso para a PM havia sido realizado em 2005. Os 600 novos soldados representam um acréscimo de 12,81% ao efetivo da Corporação.

Com informações da ASN

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
glauber
08/04/2014 às 21:00
Sr. governador eu sou praça da pmse e o sancionamento dessa LOB discriminatoria, onde somente resolve o problema do oficialato pm! eu e minha casa votaremos, no dia 03.10.14, em Eduardo Amorin. Já diz o ditado: Quem ri por ultimo ri melhor, vamos as eleições!
JOSE JUNIOR DOS SANTOS
08/04/2014 às 08:43
E ISSO MESMO "Texto estabele o quantitativo de vagas para praças e oficiais" OU SERA ISSO "Texto estabelece o quantitativo de vagas para praças e oficiais" tenha santa paciência, com tantos erros.
eudaqui
08/04/2014 às 07:28
Nem 600,nem 6000 nem 60.000 novos militares irão resolver o problema da segurança,todo mundo sabe que o problema está nas leis e não nas ruas,ou seja,as leis estimulam a pratica de crimes,não adianta prender e logo soltar,as policias investigam e prendem,as leis soltam,temos 2 caminhos.Ou acaba as policias ou mudas as leis,pois essa falta de união bera milhões de empregos,mas,estamos pagando com as nossas vidas.....
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030