Deotap investiga excessos na Prefeitura de Aracaju
Denúncia foi oficializada pelo suplente de vereador
22/12/2016  12:07
Acácia mostra documentos entregues à delegada na Deotap (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

O suplente de vereador Acácio Cardoso (PSDB) deu um novo rumo às denúncias que envolvem a suposta proposta de suborno que ele teria recebido na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para aprovar o reajuste da tarifa dos transportes públicos da região metropolitana. Acácio Cardoso exerceu mandato de vereador por pouco tempo, substituindo um dos parlamentares afastados por decisão judicial por envolvimento em suposto esquema para desviar as verbas indenizatórias pagas pela Câmara Municipal de Aracaju.

Nesta quinta-feira, 22, em depoimento prestado à delegada Danielle Garcia, no Departamento de Crime contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), o suplente de vereador entregou documentos que revelam, na ótica do próprio denunciante, gastos excessivos em duas secretarias municipais. “Estas duas secretarias não tiveram crise, são secretarias que tiveram abundância de dinheiro e, coincidentemente, um secretário se elege vereador com campanha milionária e o outro secretário elege um filho vereador de Aracaju”, destacou Acácio Cardoso. “Vejo isso como muito coincidência e que deve ser investigado”, observou o suplente de vereador.

O suplente de vereador informou que entregou à delegada Danielle Garcia documentos que comprovam contratos sem licitação em valores altíssimos e “gastos absurdos e desnecessários” nas duas pastas. Segundo Acácio Cardoso, a Secretaria Municipal de Comunicação gastou R$ 74 milhões nos quatro anos de gestão, destes R$ 28 milhões consumidos no exercício de R$ 2015.

Articulação

Na Secretaria de Articulação Política, conforme Acácio Cardoso, foram gastos quase R$ 7 milhões durante a gestão. “Foi um dinheiro gasto com aluguel de carro, aluguel do prédio e folha de pagamento”, observou Cardoso. “Nesta secretaria, não houve nenhum empenho. Estes R$ 7 milhões seriam muito melhor investidos na Saúde e na Educação, tanto que pedi a extinção desta Secretaria”, disse.

O suplente de vereador confirmou a suposta tentativa de suborno, no valor de R$ 50 mil, para aprovação do reajuste da passagem de ônibus na região metropolitana e garantiu que estará contribuindo com a investigação. E justificou que não daria maiores detalhes sobre os envolvidos para não atrapalhar o trabalho da Deotap.

O Portal Infonet tentou ouvir a delegada Danielle Garcia. Por meio de um dos servidores da Deotap, a delegada informou que não se manifestaria a respeito das denúncias e que iria analisar toda a documentação apresentada pelo suplente de vereador.

O Portal Infonet tentou ouvir o secretário Carlos Batalha e também o vereador eleito Juvêncio Oliveira, mas não obteve êxito. Os telefones chamaram, mas nenhum deles atendeu à ligação. E, na Secretaria Municipal de Comunicação, um dos assessores informou que não havia, no momento, pessoas que pudessem dar as respostas. A equipe de reportagem também tentou contato por e-mail, mas até o momento não houve resposta. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

MATERIAS RELACIONADAS
Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Ruan dias
23/12/2016 às 06:56
E os funcionários da saúde sem receber, depois fiquem reclamando que estão morrendo na porta de hospitais, povo tem o que merece !
Ruan dias
23/12/2016 às 06:55
E os funcionários da saúde sem receber, depois fiquem reclamando que estão morrendo na porta de hospitais, povo tem o que merece !
Ruan dias
23/12/2016 às 06:55
E os funcionários da saúde sem receber, depois fiquem reclamando que estão morrendo na porta de hospitais, povo tem o que merece !
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030