Servidores pedem apoio de deputados contra venda da Deso
Um dos argumentos é rentabilidade da empresa
23/02/2017  15:08
Comissão formada por servidores da Deso tenta impedir privatização da empresa (Foto: Alese)

Uma comissão formada por servidores da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), esteve na manhã desta quinta-feira, 23 na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), com a finalidade de buscar apoio dos deputados estaduais, no sentido de evitar a privatização da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), por parte do Governo Federal. Os servidores enfatizaram que a estatal é uma empresa rentável e que ao longo dos anos vem trazendo grandes benefícios para os sergipanos.

“Essa comissão representando os empregados da Deso veio pedir apoio à Assembleia, aos deputados e mostrar os dados positivos da empresa, que é auto-sustentável e tem uma função social muito importante”, ressalta a advogada concursada da Companhia de Saneamento de Sergipe, Fabíola Medeiros acrescentando que a empresa fornece 90% de água tratada para todo o estado, além de 40% da rede de esgoto para a capital sergipana, devendo atingir em dois anos, cerca de 80%.

A advogada informou que a Deso é a primeira companhia da Região Nordeste em termos de atendimento e rede de água. “Aracaju é um exemplo em que os moradores podem observar as equipes trabalhando na implantação da rede de esgotos. A ideia da formação dessa comissão é auxiliar o Sindicato dos Servidores da Companhia de Saneamento de Sergipe, visitando os gabinetes de todos os deputados para trazer dados operacionais e comerciais mostrando que o Governo do Estado não coloca nada para o custeio, ou seja, todos os custos operacionais são pagos com a nossa receita”, destaca.

Estiagem

Na oportunidade, a advogada lembrou a seca que vem atingindo todo o Estado de Sergipe. “Estamos passando por um período crítico de estiagem e não é uma empresa privada que vai fabricar água, pois dependemos de chuvas, de rios. Outra coisa, aqui em Sergipe, apesar de termos deficiência de água em algumas localidades por causa da crise hídrica, a exemplo do sertão, ninguém fala de rodízio como vem sendo noticiado pela imprensa nacional em Pernambuco e no Distrito Federal. A empresa consegue sim levar uma qualidade de oferta de água para a população sergipana ”, alerta Fabíola Medeiros.

Ranking

Entre os dados apresentados aos parlamentares, está o ranking das 100 empresas mais reclamadas no Procon Estadual de Sergipe, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Justiça e de Defesa ao Consumidor (Sejuc). “Os dados mostram a Deso ocupando a trigésima posição, numa demonstração de que grande parte da população sergipana está satisfeita com os serviços prestados pela empresa”, conclui.

Deso

O Portal Infonet entrou em contato com a Deso. A assessoria de Comunicação informou que a instituição ainda não tem um posicionamento oficial sobre o tema.

Fonte: Alese

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030