Eloy: ‘ninguém será execrado sem conclusão de inquérito'
Cúpula da SSP não tem data para divulgar resultado da Babel
19/04/2017  10:16
João Batista e João Eloy: momento da transmissão do cargo (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

Os delegados João Eloy e Katarina Feitoza, empossados na manhã desta quarta-feira, 19, respectivamente como secretário da Segurança Pública e delegada geral da Polícia Civil, não pretendem fazer mudanças no Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deotap), garantem a manutenção da delegada Danielle Garcia no comando daquele departamento da SSP e prometem dar continuidade às investigações que envolvem suposto esquema de desvio de recursos públicos.

Mas o secretário João Eloy foi enfático em garantir que as informações sobre as investigações serão mantidas em absoluto sigilo, sob o argumento de que a divulgação pode gerar execração pública antes da conclusão dos procedimentos. “Não tenho motivo para mexer em Danielle Garcia, mas digo: na minha gestão, ninguém vai ser execrado antes da conclusão de um inquérito. Tem que se concluir o inquérito para depois passar para a imprensa. Qualquer delegado só pode passar informação para a imprensa quando o inquérito for concluído”, avisou o secretário empossado.

O secretário João Eloy e a delegada Katarina Feitoza pretendem reunir a cúpula do Deotap para tomar conhecimento sobre os procedimentos e encaminhamentos em todos dos inquéritos policiais instaurados e prometem conceder entrevista coletiva para divulgar o resultado da Operação Babel, que investiga supostas irregularidades nos contratos da Prefeitura de Aracaju com empresas privadas para a realização da coleta de lixo e limpeza da cidade, que culminou com a prisão do empresário Antonio Torres Neto, o sócio da empresa Torre Empreendimentos.

A delegada Katarina Feitosa não divulgou data para a coletiva, que foi adiada em dois momentos. A coletiva para apresentar os resultados desta investigação estava marcada inicialmente para a terça-feira, dia 18, foi transferida para esta quarta-feira, 19, e acabou cancelada devido à mudança no comando da SSP, com a posse dos novos secretário e delegada geral.

Por Cássia Santana 

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Júlio César Freitas Góes
20/04/2017 às 08:14
Só para lembrar: O caso daquele rapaz que assaltava na Orla de Atalaia armado de fuzil e pistolas numa caminhonete, armas e veículo da SSP, o que aconteceu? Nada. Nada vai acontecer nessa investigação. E para o Antonio Torres ser solto e os demais envolvidos não serem investigados é só dizer que é "ENTEADO" de ALGUÉM". Quem?
Yargo Mendes
20/04/2017 às 08:38
De João Alves?
Dias
20/04/2017 às 10:17
JACKSON BARRETO DEU UM CC A ELE, PARA VER SE ELE DEIXAVA A VIDA DE BANDIDO. MAS COMO TEVE QUE RETROAGIR, DEVE ESTÁ FAZENDO ASSALTOS ENCAPUZADO POR AÍ. ESSE YAGO MENDES, OU É BANDIDO, OU APAIXONADO POR BANDIDOS
Josivaldo Dias dos Santos
20/04/2017 às 06:38
A questão não foi essa João Eloy, ninguém é tonto!!! Se o político não quiser ser execrado é simples, simpåes : é só trabalhar direito!!! Mas a questão principal secretário foi o trabalho bem feito da gestão anterior, foi isso!!! Mexeu c "peixe grande"...
Indignada
19/04/2017 às 20:43
Vergonha Sergipe!!!
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030