Servidores públicos podem deflagrar nova greve em junho
Trabalhadores querem diálogo com o Governo
18/05/2017  10:18
Araújo: "Vai ser a maior greve geral do estado" (Foto: Portal Infonet)

Servidores públicos do Estado se reuniram nesta quinta-feira, 18, na sede do Sindicato dos Bancários para retomar pautas acerca ligadas às remunerações. Os trabalhadores desejam diálogo com o Governo para discutir reposições inflacionárias e pagamento dos salários dentro do mês trabalhado. Caso as pautas não sejam atendidas, uma nova greve pode ser deflagrada ainda na primeira semana de junho.

"Vai ser a maior greve geral do estado", falou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Sergipe (Sintrase), Diego Araújo. Ele explica que os salários dos servidores estaduais não é reajustado desde 2012 e está com defasagem de 31%. “Ou seja, no final do mês, a gente deixa de receber um terço de nossa remuneração”. O pagamento dentro do mês trabalhado também foi assunto abordado pelos trabalhadores.

“Ou o Governo de Jackson Barreto senta e negocia com todas as categorias e repõe essas perdas ou todas as categorias do serviço público desse estado vão parar para mostrar a nossa indignação”, expõe Araújo.

Sindicatos irão protocolar documento para tentar reunião com o Governo

Augusto Couto, presidente do Sintasa informou que um documento deve ser protocolado ainda hoje solicitando uma reunião para discutir as pautas pleiteadas pelos servidores. “Esperamos que o Governo atenda. Se não atender, estamos com aceno dos sindicatos para fazer a assembleia unificada e partir para a greve por tempo indeterminado”, expõe.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado, o governador chegou hoje de viagem e, por isso, ainda não há posição acerca das pautas dos sindicatos. O Portal Infonet permanece à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br ou do telefone (79) 2106-8000.

Por Jéssica França

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Ruan dias
19/05/2017 às 07:57
Lembram-se quando o Lula e a Dilma foram pegos em gravação autorizada pela justiça tramando para blindá-lo com foro privilegiado? Na época o STF anulou a prova dizendo que se tratava de uma presidenta da república. Será que o tratamento será o mesmo com relação ao Temer? Ou será que existem 2 pesos e 2 medidas?
Ruan dias
18/05/2017 às 15:37
Caos do pt !
Rcontábil
18/05/2017 às 14:30
Idiotas!
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030