MPE: duas famílias recebiam da PMA sem trabalhar
Fantasmas eram lotados em pasta comandada por Juvêncio
26/02/2018  15:11
Juvêncio: informações a João Alves (Foto: Alberto Dutra/Arquivo CMA)

Duas famílias ligadas ao DEM que recebiam gordos salários da Prefeitura de Aracaju sem trabalhar durante a gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM) estão sendo investigadas pelo Ministério Público Estadual (MPE). Os integrantes destas famílias exerciam cargos comissionados na Secretaria Municipal de Articulação Política e Relações Institucionais (Seapri), pasta comandada à época pelo vereador Juvêncio Oliveira (DEM).

O vereador Juvêncio Oliveira prestou depoimento no MPE na sexta-feira da semana passada, 16, e admitiu que havia estas famílias lotadas na Seapri. Informou que, ao tomar conhecimento das nomeações e ausência das pessoas ao posto de trabalho, fez comunicado oficial ao ex-prefeito João Alves Filho, que teria reagido dizendo que aquelas nomeações seriam uma “acomodação orçamentária”.

A denúncia acabou revelada nos desdobramentos de uma outra investigação, que culminou com ação de improbidade administrativa movida pelo próprio MPE contra o ex-servidor Valdson Quirino Santos, acusado de desviar recursos públicos em montante de quase R$ 322 mil da Seapri. Após as investigações policiais e o consequente processo judicial por improbidade administrativa, Valdson Quirino decidiu colaborar e denunciou os servidores fantasmas existentes na Seapri durante a gestão do vereador Juvêncio Oliveira.

Nesta segunda-feira, 26, dez pessoas estavam agendadas para prestar depoimento. Mas nem todas compareceram à sede do MPE. Não houve tempo hábil para as respectivas intimações. As investigações estão sendo conduzidas pelos promotores Jarbas Adelino e Luciana Duarte, da Promotoria Especialização do Patrimônio Público.

O Portal Infonet tentou falar com Juvêncio Oliveira. A assessoria informou que o parlamentar não estaria concedendo entrevistas, atendendo orientação dos advogados. E assegurou que o parlamentar, quando prestou depoimento no MPE, fez os esclarecimentos necessários.

Por Cássia Santana 

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
ana
27/02/2018 às 09:34
Nomes? Quem são essas pessoas? A sociedade precisa saber.
Clecio Barroso
27/02/2018 às 08:33
Interessante como muita gente, mas muita gente mesmo só odeia um lado, e dizem que determinado lado só tem ladrão. Acompanhando essa operação, fica explicado que a corrupção não é esquerda nem direita! ACORDEM!!
souza
26/02/2018 às 15:52
omo vocês acham que políticos, nesse caso vereadores, ganham eleições? Teve dinheiro se elege! Nesse caso dinheiro público no ralo! Espero que todos sejam presos, inclusive os políticos citados, como também devolvam o dinheiro surrupiado!
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030