Kitty avalia ir à Justiça contra nomes para CPIs
Os membros do partido Rede ficaram como suplentes nas CPIs
13/03/2018  19:40
Os membros do partido Rede ficaram como suplentes nas CPIs (Foto: César de Oliveira)

Após a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) definir os nomes dos vereadores que irão compor as CPIs do Lixo e Saúde, a vereadora Kitty Lima (Rede) avalia a possibilidade de recorrer à Justiça contra a decisão da mesa diretora. De acordo com a parlamentar, o vazamento da lista com os nomes pela imprensa dias antes da divulgação oficial e o parâmetro de proporcionalidade para definição dos integrantes das CPIs são alguns pontos que estão sendo avaliados pela sua assessoria jurídica.

“O que eu questiono são alguns pontos na escolha dos nomes que compõem as CPIs do Lixo e da Saúde. Já pedi à minha assessoria jurídica para analisar se a divulgação antecipada dos nomes pode inviabilizar a definição dos membros a também a possibilidade de recorrermos à Justiça para pedir que a proporcionalidade seja respeitada”, explicou Kitty.

O questionamento acerca do parâmetro de proporcionalidade ocorre uma vez que o Partido Rede possui dois vereadores na CMA, o que obrigaria a Casa a colocá-los como membros titulares das comissões.

“Sobre isso, questionamos o fato de alguns partidos que só têm um representante na câmara ocupar vaga de titular nas comissões, como aconteceu, por exemplo, com o PSDB. O vereador Manoel Marcos, que é do partido, ocupa vaga de titular na CPI do Lixo, enquanto o Partido Rede possui dois vereadores como suplentes em ambas as comissões. Cadê o princípio de proporcionalidade?”, questiona Kitty.

A liderança do partido Rede havia encaminhado antecipadamente um ofício à CMA requerendo a participação da vereadora Kitty Lima como titular na CPI da Saúde e o vereador Américo de Deus na CPI do Lixo, porém ambos foram alocados como suplentes e em comissões opostas às requeridas.

A parlamentar aponta ainda outra grave falha na composição das CPIs. “Os vereadores que estão citados nas investigações são membros titulares das comissões, o que foge totalmente do conceito de imparcialidade necessária aos integrantes das CPIs que irão avaliar as supostas irregularidades. São pontos que a gente questiona e que precisam ser esclarecidos, principalmente acerca da forma como foi feita a escolha dos membros dessas comissões”, disse Kitty.

Fonte: Assessoria de imprensa

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
cesar
13/03/2018 às 23:13
tem razão , assim como disse o vereador cabo Amintas, como pode ¨raposas tomar conta de ovelhas¨ isso é mangar da cara da população que o elegeu-os
Eduardo
14/03/2018 às 08:18
Mas essa é a cara da "cidade da qualidade de vida" do Sr. Prefeito Edvaldo Nogueira, que na verdade é uma nojeira e sujeira que querem varrer para debaixo do tapete por esses vereadores que são pau mandados do prefeito, que foram escolhidos para "compor a CPI do lixo". Torço pra ver apurado a fundo qual a ligação que tem o Sr. prefeito e a empresa Torre, principalmente às vésperas das eleições.
CAD
13/03/2018 às 22:19
Essa Kitty tá ficando uma chata!
Rafael
14/03/2018 às 10:37
Chata por cobrar lisura num processo importante?? putz...fala serio rapaz...ao invés de reclamar faça algo para que esses larápios não riam de nossa cara....ela está mais que certa, não há imparcialidade na criação dessa CPI...não votei em kitty, votei em lucas aribé e tenho certeza que os dois fazem um ótimo trabalho na câmara, defendendo realmente os anseios da população de Aracaju.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030