Caça-Fantasmas: MP denuncia seis pessoas
João Alves, Machado e Marlene foram denunciados novamente
13/04/2018  19:36
MPE fez nova denúncia (Foto: arquivo Portal Infonet)

O Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE/SE) divulgou nesta sexta-feira, 13, que ajuizou uma nova denúncia no âmbito da Operação Caça-Fantasmas, apontando mais seis supostos servidores fantasmas, que eram lotados no gabinete do ex-vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado.

De acordo com o MPE, os gestores responsáveis pelas nomeações, o ex-prefeito João Alves Filho, o ex-vice-prefeito José Carlos Machado e a ex-secretária de Governo, Marlene Calumby, foram denunciados novamente. A denúncia também envolve os nomes de seis pessoas, acusadas de terem sido funcionários ‘fantasmas’.

O advogado Cristiano Cabral, que faz a defesa de João Alves Filho, informou que o ex-prefeito ainda não foi citado para que se pronuncie oficialmente sobre o caso. O advogado revelou que após a citação, irá avaliar o processo e fazer a manifestação.

O Portal Infonet também conversou com o ex-vice prefeito José Carlos Machado, que também informou não ter sido notificado da nova denúncia.  Machado garantiu que vai se manifestar logo após ter aos autos.

Tentamos contato com a defesa de Marlene Calumby, mas sem sucesso. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do telefone (79) 2106 8000.

Caça-Fantasmas

A operação Caça-Fantasmas investiga a contratação de servidores fantasmas na gestão de João Alves Filho na Prefeitura de Aracaju.  38 pessoas já haviam sido denunciadas, entre elas, o ex-prefeito João Alves Filho (DEM), o ex-vice José Carlos Machado (PSDB), a ex-secretária de Governo Marlene Alves Calumby e o  ex-vereador Agamenon Sobral (PP).

por Verlane Estácio

com informações do MPE

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Socialista de Shopping
14/04/2018 às 09:52
eu testemunho diariamente na UFS funcionários que param seus carros, descem do carro (deixam na rua), colocam suas impressões digitais no aparelho de ponto e, depois saem. Retornam na hora de colocar a digital para registrar a saída.
ADILSON SIQUEIRA CARVALHO
14/04/2018 às 08:54
Que bom que o Ministério Público esta apurando, mais está faltando verificar os funcionários que vão trabalhar e não cumpre o seu horário de trabalho, aqueles que dizem que vão trabalha mais nem chegam na sua repartição, aque que ganham para trabalhar 08hs e não trabalho, etc...
Comentarista
13/04/2018 às 21:33
Esses aí n podem alegar q não estudaram, q não sabiam o que estavam fazendo, q são vitimas da sociedade capitalista, não podem... e tá cheio de cc mandraque por aí, cheio...
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030