Servidores de Carira protestam por melhorias salariais
Os servidores recebem salário base de R$ 510
16/04/2018  17:04
Ato ocorreu na manhã desta segunda-feira, 16 (Foto: CUT)

‘Servidor na rua, prefeito a culpa é sua!’, as palavras repetidas pela população e servidores públicos de Carira deram o tom do protesto realizado na manhã desta segunda-feira, dia 16 de abril, pelas ruas da cidade. O protesto organizado pelo SINDSPUC (Sindicato dos Servidores Públicos de Carira), filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), cobrou salário digno e valorização para os servidores públicos concursados do município que desde 2010 recebem o salário base de R$ 510.

O presidente do SINDSPUC, Valtenilson Santos Silva, o Zominha, afirmou que há 10 anos a população de Carira não vê um protesto com esta dimensão. Além dos servidores públicos, militantes do MST que dialogavam com a população da feira sobre a prisão sem provas contra o ex-presidente Lula se somaram ao ato público. “Recebemos a informação de que nesta semana o prefeito vai entrar em contato conosco. Depois deste diálogo, pretendemos convocar uma assembleia para definir os próximos passos da luta junto aos servidores. O ato de hoje foi um sucesso, aproximadamente 200 pessoas participaram do protesto, agradecemos o apoio da CUT e da FETAM (Federação do Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Sergipe)”.

O presidente da CUT/SE, Rubens Marques, o professor Dudu, participou do protesto em Carira. “O povo que estava nas calçadas, na feira, se juntou e fizemos um belo ato. O movimento só é forte quando ele consegue dialogar com a população. A CUT pautou a questão local, dos servidores, e também esclareceu o povo sobre a prisão de Lula e a crise econômica que está impactando na vida dos trabalhadores. Tudo isso é fruto de um golpe, não é por acaso e os trabalhadores precisam estar atentos, com o olhar crítico para as próximas eleições que se aproximam”.

Prefeituira 

O prefeito Arodoaldo Chagas (PSC) informou que o município não tem fôlego econômico para aumentar o salário base de todos os servidores do município, mas garantiu que o município está amparado por decisões judiciais que consideram o pagamento de vantagens para complementar o valor do salário mínimo. A gestão, segundo enfatizou, não inclui como vantagem para efeitos de cálculo para o salário mínimo, o que proporciona aos servidores um valor da remuneração maior ao valor do salário mínimo. 

Para o prefeito, os servidores estão em "queda de braço" devido ao tratamento que a prefeitura está dando aos professores, corrigindo o piso salarial do magistério que estava congelado desde o ano de 2015. "Já pagamos 2015 e vamos pagar 2016. Mas os servidores têm que entender que a receita para o pagamento dos professores é uma e a receita para pagamento dos demais servidores é outra", destacou. O prefeito garante que já conversou com os servidores e explicou todos os problemas que a gestão enfrenta devido à escassez de recursos.

Com informações do Sindicato dos Servidores Públicos de Carira e da Central Única dos Trabalhadores

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Socialista de Shopping
16/04/2018 às 20:59
fazemos opções na vida. quando optamos por ser funcionários públicos optamos por ficar dependentes da arrecadação, da competência administrativa e honestidade dos políticos. O risco é pequeno mas a coisa toda pode dar errado. Por outro lado, vocês poderiam ter optado por ser empreendedores, quem sabe ter se mudado para regiões mais prosperas do país. Infelizmente somos penalizados por nossas opções.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030