PMA recorrerá de decisões de gratuidade e meia-passagem
Executivo alega inconstitucionalidade dos projetos
17/05/2018  15:49
Nova legislação de gratuidade levanta questionamento para demais municípios do Sistema Integrado de Transporte Público (foto: Arquivo Portal Infonet)

A Prefeitura de Aracaju, através da Procuradoria Geral do Município, irá recorrer à Justiça para contestar a derrubada de vetos pela Câmara Municipal de Aracaju. A lei de gratuidade da tarifa para pessoas acima de 60 anos e o Projeto de Lei que dá direito a meia-passagem no transporte público aos domingos e feriados serão dois dos projetos questionados judicialmente. O prefeito Edvaldo Nogueira já havia adiantado essa decisão ao Portal Infonet no último dia 10 alegando inconstitucionalidade dos projetos em questão. 

O Executivo Municipal tentou vetar os dois projetos de autoria de Seu Marcos (PHS), mas os vereadores derrubaram os vetos, obrigando a formalizá-los como lei. Agora, uma das polêmicas passa a ser, como as empresas de ônibus devem trabalhar, já que a legislação foi aprovada somente para a capital e o Sistema de Transporte Público é integrado com as demais cidades da Grande Aracaju. 

Ao ser questionada sobre o assunto, a assessoria de comunicação do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp) informa que aguarda a comunicação e orientações do órgão gestor, no caso a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). “As empresas de ônibus devem ser notificadas de como devem proceder a partir da publicação da lei”, explica. Já a assessoria da SMTT voltou a informar a inconstitucionalidade das leis e a intenção do município de revogá-las através das ações.

O Setransp já ingressou com uma ação judicial de inconstitucionalidade contra a Lei que estabelece gratuidade para as pessoas acima de 60 anos, em função da ausência da indicação de fonte de custeio, conforme determina a Lei Orgânica do Município e a Lei Federal - que asseguram que o passageiro não seja onerado com a criação de novas gratuidades. O Setransp estuda ingressar ação contra a lei que determina a meia-passagem no transporte coletivo de Aracaju aos domingos e feriados. 

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Aracaju ficou de enviar os demais projetos que serão acionados judicialmente.

por Raquel Almeida

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Ruan dias
17/05/2018 às 17:26
Sou mais o teme!
Marcelo Almeida Alvarenga
17/05/2018 às 16:31
Então, boa parte das capitais brasileiras estão indo contra a Constituição ? Espera aí Edvaldo, votei em você no 2º turno, mas nem por isso sou obrigado a concordar. Aceite a decisão soberana da Câmara. Curitiba, por exemplo, tem passagem a R$ 1,00 aos domingos, Recife tem meia passagem aos domingos e isenção para maiores de 60 anos. Detalhe: o vice-prefeito da capital pernambucana é de seu partido(Luciano Siqueira). Nem seu correligionário Isac concorda com seus vetos. Abre o olho!!!
Sidnei Santos Costa
17/05/2018 às 19:53
Concordo com você, Marcelo! Esta história dos órgãos da Prefeitura dizer que pessoas vão ter "gratuidade", é mentira! Se fosse 0800, aí sim seria gratuidade. Mas se as pessoas vão pagar a metade do valor, como dizem que é gratuidade? Hipócritas! Eu também votei em Edvaldo, mas me arrrependo. Peguei adesivos, bandeiras e santinhos dele no comitê, fiz corpo a corpo, nas redes divulguei vídeos da campanha dele (tudo isso de graça por acreditar nele). Mas em 2020, vou lutar para tirar ele do cargo.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030