Informação sobre saúde de Passos inicia confusão na CMA
Amintas e Passos quase foram às vias de fato
14/06/2018  13:37
Confusão na CMA começou após informação de que o secretário passou mal (Foto: Portal Infonet)

A confusão na Câmara de Vereadores de Aracaju começou ainda no plenário. Com a iminência da audiência pública do secretário da Fazenda Jefferson Passos sobre a prestação de contas da Prefeitura de Aracaju do último quadrimestre, houve a expectativa de apresentação do balanço financeiro do período.

No entanto, após o fim do pequeno expediente, quando o secretário deveria aparecer, uma inquietação foi provocada pela ausência de Passos. A sessão estava sendo presidida por Thiaguinho Batalha (PMB), e era cobrada dele alguma explicação.

Em dado momento, Vinícius Porto (DEM) contou que Jeferson estava na Casa para fazer a prestação de contas, mas que havia passado mal e ido embora. A informação gerou desconfiança ainda naquele momento, com alguns vereadores, inclusive Cabo Amintas (PTB) questionando sua veracidade.

Entre as discussões, Amintas decidiu ir à sala de comissões para ver se, de fato, Passos havia ido embora. Em um vídeo filmado pela assessoria de Comunicação do vereador, é possível ver que o secretário ainda estava presente na Câmara, inclusive conversando com o presidente Nitinho Vitale (PSD) e o líder do prefeito, Antônio Bittencourt (PC do B). Após algumas provocações mais ríspidas Passos se levanta e ambos tentam partir para a briga, sendo separados por Bittencourt.

“Ele sabia que na comissão de Finanças não tinha vereadores da oposição, que poderiam questionar alguma coisa. Queriam fazer a prestação de contas às escondidas na sala de comissões, que não cabe ninguém. Dizem que é audiência pública e o povo não consegue participar. Subimos para verificar, porque a informação que um vereador trouxe foi que ele passou mal e foi a um hospital. Como ser humano, quis prestar minha solidariedade. [...] Estranho que não chamaram o médico do parlamento, tampouco o vereador Dr. Gonzaga, que também é médico. Ele veio com agressões pessoais, vamos a uma delegacia prestar BO. Infelizmente essa gestão de Edvaldo Nogueira (PC do B) só entende uma língua: a da Justiça. Não respeitam o parlamento e com a conivência do presidente da Casa. Vamos nos reunir com o jurídico e vamos tomar as medidas legais”, disparou Cabo Amintas.

A vereadora Kitty Lima (Rede) demonstrou decepção com o episódio. “Primeiro isso é um atestado de que essa Casa não se dá ao respeito. Fizemos um acordo para haver a prestação de contas, pedi explicação sobre esse empréstimo de mais R$9 milhões... Aí vem a surpresa: o presidente e o líder com ele, nem tiveram a consideração de dar uma justificativa, temos uma mesa diretora que nunca está presente. O presidente em exercício, Thiaguinho, não sabia se ia ter ou não. Ficamos aqui com cara de besta. Vamos nos reunir para ver as atitudes que podemos tomar. Isso não pode ficar assim. Isso aqui acabou”.

O presidente Nitinho Vitale (PSD) tentou minimizar o ocorrido. “Isso é discurso da oposição. O secretário veio, passou mal, e estava dando um tempo para fazer. Se não tivesse a intenção para fazer a sessão, não estaria aqui. Infelizmente alguns vereadores de oposição se sentiram agredidos. Vejo com muita tranquilidade. Amintas se sentiu no direito de dizer o que queria a Jeferson, que se estabelecia do problema de pressão. Ele fez esse tumulto, faz essa política, mas temos que respeitar. Não respeitou o momento difícil de saúde que passava o secretário. A gente fica até triste com essa situação, isso não cabe no parlamento municipal”.

Durante todo o momento em que esteve na Câmara de Vereadores, nossa equipe não conseguiu falar com Jeferson Passos, que estava na sala de comissões, com entrada permitida apenas de parlamentares. Caso queira se manifestar sobre o ocorrido, poderá entrar em contato com o Portal Infonet pelo telefone 2106-8000 e e-mail jornalismo@infonet.com.br.

A Prefeitura de Aracaju informou que só irá se manifestar após o secretário Jeferson Passos se recuperar do problema de sáude.

Por Victor Siqueira 

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
joao carlos de carvalho
14/06/2018 às 20:07
Quero que a populacao grave tudo que acontece nos quatro anos, porque 80% do vereadores não tem condições de está naquela casa, não sejam beSta, não vendam seus votos e cada eleições nos mostramos a eles que nossa revolta e no voto. Mas aquelembre que aceita tudo isso, continué votando mas venha reclamar.
Brasil corruPTo
14/06/2018 às 16:17
Querem mais provas que existe algo de muito podre nessa administração, do que essa palhaçada, promovida pelos palhaços Presidente da Câmara, pelo também palhaço líder do prefeito, Bitencourt, e o palhaço mor, Jeferson Passos? A mando do dono do circo, o Sr. Prefeito? VERGONHOSO O QUE ESTÁ ACONTECENDO NA CÂMARA DE ARACAJU.
João Júnior
14/06/2018 às 15:34
É uma vergonha esses vereadores já marcados por tantos casos semelhantes a esse... Nitinho, Vinícius Porto e Cia Ltda se sentem o dono dessa casa, mangam da cara do povo, fazem manobras esdrúxulas, mas são sempre reeleitos, o povo tem o que merece.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030