Estado é obrigado a capacitar condutores do Samu
Motoristas do Samu suspendem greve anunciada por sindicato
25/04/2012  14:06

Euza Missano acompanha deficiência no Samu (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

Em audiência pública realizada no Ministério Público Estadual (MPE), a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) assumiu o compromisso de promover curso de capacitação com carga horária de 50 horas teóricas para condutores de ambulância que atendem ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta assinado no MPE, o curso de capacitação será oferecido a todos os condutores de ambulâncias e motolâncias e terá início no mês de junho deste ano com prazo de encerramento previsto para o mês de novembro deste ano.

A audiência pública foi conduzida pela promotora de justiça Euza Missão, da Promotoria dos Direitos à Saúde, da qual participaram representantes da FHS, do Sest/Senat, do Sindicato dos Condutores de Ambulâncias do Estado de Sergipe e do Sindicato 192, dos servidores do Samu.

Suspensão da greve

Na audiência, o presidente do Sindicato dos Condutores de Ambulâncias, Adilson Melo Ferreira, anunciou a decisão dos motoristas em suspender a greve da categoria por ele anunciada. A greve aconteceria a partir do dia 2 maio.

O presidente do sindicato explicou que a categoria decidiu suspender a greve devido à atitude do secretário Antonio Carlos Guimarães, da Saúde, que mostrou interesse em abrir os canais de negociação. O presidente do sindicato informa que haverá uma audiência entre representantes do sindicato e o secretário no dia 2 de maio.

Os  motoristas de ambulância reivindicam salários na proporção de 60% da remuneração paga aos enfermeiros, isonomia da carga horária de 24 horas semanais e que estas alterações sejam registradas em acordo na mesa de negociação. “Há motoristas que possuem carga horária de 24 horas e outros que trabalham 36h, exercendo a mesma atividade, na mesma ambulância, em horários diferentes. Isto é uma injustiça”, considera o presidente do sindicato.

Apesar de anunciar, no primeiro momento, que a reunião aconteceria com o secretário Antonio Carlos Guimarães, o presidente do sindicato, Adilson Melo, ligou para a redação do Portal Infonet para retificar a informação. Ele diz que a reunião acontecerá com representantes da Fundação Hospitalar de Sergipe e não com o secretário da saúde.

*A matéria foi alterada às 15h55 para fazer a retificação solicitada pelo presidente do sindicato.

Por Cássia Santana

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
ALEX
26/04/2012 às 17:35
Prezada amiga Ana, voce acha que o governo e os gestores da saude estao preocupados com a saude publica do nosso estado? Estao preocupados é com seus cargos comissionados e com as eleicoes de 2012 e 2014. Prova disso esta tambem no oncologia do HUSE, passe por lá um dia e verás a humilhacao que aquelas pessoas portadores de uma doença grave sofrem. A saude publica do nosso estado é tao excelente que Deda viajou para o Sirio Libanês para se tratar (tudo pago com nosso dinheiro).
Condutor
26/04/2012 às 12:36
Veja porque um condutor merece reconhecimento: 1. É responsável em se deslocar, junto com a equipe até o acidente; 2. Ajuda nos primeiros socorros; 3. Leva a equipe, junto com o paciente, tendo que prezar e zelar pela segurança de todos, principalmente a sua; 4. ajudar na transferência do paciente até o hospital de internação; 5. trazer a equipe (que geralmente vem descansando, dormindo) para a base de origem. E porque toda a desvalorização ao condutor? Ele é o oxigênio da equipe!
ALEX
26/04/2012 às 10:22
Amigo Carlos, pra responder a sua dúvida pode ligar pra mim, estarei a inteira disposição. 9959-0301
Novidades
Anúncio
Classificados
Anuncie Grátis
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030