Webmail
Blogs


Compartilhar: 
24/04/2012 - 16:10
Suplente apresenta projeto de energia do lixo
Laurinho destaca que energia será gerada a partir do lixo

Laurinho está confiante em projeto (Foto: André Moreira/AAN)

O trabalho do empresário Lauro Antônio, no Senado Federal, tem continuidade com a apresentação do “Projeto de Geração de Energia a partir do Lixo”. O evento, destinado a gestores, acontecerá no próximo dia 26 às 9h45 no Salão de Convenções Oviedo Teixeira no Hotel Fazenda Boa Luz.

Segundo o suplente de senador, em 2010, após 21 anos de tramitação no Congresso Nacional, o então presidente Lula sancionou a Lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e, com isso, o país passou a ter um marco regulatório para o setor, tendo como alguns dos principais objetivos a destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos. "Hoje, temos uma reciclagem importante no Brasil, é destaque ainda a promoção da inclusão social e a intensificação de ações e educação ambiental", informou Laurinho.

Segundo Laurinho, a apresentação do programa é de responsabilidade do Centroprojekt do Brasil, uma empresa de base sólida que é formada por sócios estrangeiros, realiza projetos de pequena escala no setor de tratamento de água, esgoto e efluentes, além de desenvolver atividades na área de controle de poluição do ar. “Nossos esforços objetivam a construção de uma companhia forte, reconhecida entre os clientes e concorrentes, assim como a crescente posição de mercado da empresa na América Latina”, informa Vladimír Kudela, presidente do Grupo Centroprojekt.

"Atualmente, existem mais de quatro mil usinas aplicando essa tecnologia em diversos países em todo o mundo. Entre os benefícios, a implantação de unidades dessas usinas em municípios brasileiros trará um maior aproveitamento do potencial energético alternativo", completou Laurinho.

O suplente de senador destaca que dados da Associação Brasileira de Empresas Públicas de Resíduos Especiais informam que no Brasil são produzidos 64 milhões de toneladas por ano de detritos sólidos domésticos, 2,9 milhões de toneladas por ano de detritos industriais tóxicos e 1,5 milhões de toneladas por ano de detritos vindos de serviço de saúde. "Só vejo uma maneira efetiva com a qual podemos tratar a destinação de resíduos sólidos urbanos, que é a conversão desses resíduos em energia. Para se ter uma ideia, cada tonelada de detrito doméstico pode gerar energia para substituir um barril e meio de petróleo", informou Laurinho.

Tecnologia a favor do meio ambiente

O suplente de senador informa que uma das novidades do projeto é a geração de energia limpa a partir da incineração do lixo. Aplicada inicialmente em países desenvolvidos, essa tecnologia já começa a ser utilizada no Brasil, tanto por prefeituras, hospitais, como por indústrias. Outra tecnologia inovadora, segundo o suplente de senador, é a aplicação do ultrassom no tratamento de esgoto. “As tecnologias estão cada vez mais se aperfeiçoando, permitindo uma maior utilização dos recursos naturais sem agredir o meio ambiente”, disse o suplente senador.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Compartilhar: 
Comentários (0)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados