Webmail
Blogs


Compartilhar: 
07/04/2014 - 21:55
Sancionada a Lei de Fixação do efetivo da PM
Texto estabele o quantitativo de vagas para praças e oficiais
Jackson sanciona lei que garante promoção de até mil PMs (Foto: Marcelle Cristinne/ASN)

Após aprovar o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores, Jackson Barreto sancionou a Lei de Fixação do efetivo da Polícia Militar. O texto reorganiza o quadro da Instituição, estabelecendo o quantitativo de vagas para cada uma das patentes militares: praças e oficiais.

“Essa sanção reorganiza o quadro da Polícia Militar, estabelecendo o quantitativo de oficiais e praças - de soldado até sargento -, abrindo a possibilidade de promoção para até mil militares, entre soldados, sargentos e oficiais. A Lei também atende uma reivindicação da categoria”, afirma o secretário de Estado da Fazenda, Jeferson Passos.

O governador Jackson Barreto destacou que a sanção é um ato histórico para a Corporação. “Este é um fato histórico porque as promoções estavam travadas, em todas as patentes, sem a fixação dessa Lei. Essa foi uma reivindicação da Polícia, que através do seu comando e do governador do Estado, conseguiu a aprovação”, declara.

A Lei de Fixação do efetivo da Polícia Militar faz parte da política estadual de reconhecimento e de valorização dos servidores da Segurança Pública de Sergipe. Em março, o Governo autorizou a realização do concurso público para peritos criminalísticos, médicos e odontólogos e agentes de necropsia e papiloscopista. Inicialmente serão ofertadas 34 vagas - 18 para nível médio e 16 para nível superior.

Para a maioria dos cargos é a primeira vez que o governo realiza concurso. Os salários, com adicional de periculosidade, variam de R$ 2,3 mil a R$ 5,7 mil. As provas objetivas serão aplicadas em 25 de maio. A iniciativa integra o programa federal "Brasil Mais Seguro".

Em fevereiro, foi realizado o concurso da Polícia Militar para admissão de 600 novos soldados para a Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), 540 para o sexo masculino e 60 para o sexo feminino. O último concurso para a PM havia sido realizado em 2005. Os 600 novos soldados representam um acréscimo de 12,81% ao efetivo da Corporação.

Com informações da ASN

Compartilhar: 
Comentários (4)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
Enrique Daniel Figueredo
07/04/2014 às 22:18
Tudo conversa para boi dormir. Sabe quando vai ser cumprida essa lei? NUNCA!
JOSE JUNIOR DOS SANTOS
08/04/2014 às 08:43
E ISSO MESMO "Texto estabele o quantitativo de vagas para praças e oficiais" OU SERA ISSO "Texto estabelece o quantitativo de vagas para praças e oficiais" tenha santa paciência, com tantos erros.
eudaqui
08/04/2014 às 07:28
Nem 600,nem 6000 nem 60.000 novos militares irão resolver o problema da segurança,todo mundo sabe que o problema está nas leis e não nas ruas,ou seja,as leis estimulam a pratica de crimes,não adianta prender e logo soltar,as policias investigam e prendem,as leis soltam,temos 2 caminhos.Ou acaba as policias ou mudas as leis,pois essa falta de união bera milhões de empregos,mas,estamos pagando com as nossas vidas.....
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados