Webmail
Blogs


Compartilhar: 
14/05/2012 - 20:09
SMS dá início à Semana Nacional da Luta Antimanicomial
Data é celebrada oficialmente no dia 18 de maio
Cortejo e bazar deram início ao evento (Fotos: Arquivo Portal Infonet)

Um cortejo no centro da cidade na tarde desta segunda-feira, 14, deu início às comemorações da Semana Nacional da Luta Antimanicomial, data celebrada no dia 18 de maio. Realizado pela Rede de Atenção Psicossocial (REAPS) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o evento pretende divulgar os serviços de saúde mental, debater sobre a loucura e desmitificá-la enquanto algo incapacitante.

A coordenadora da rede de atenção psicossocial da SMS, Karine Cunha, explica que o evento faz parte do movimento engajado em uma luta pela reforma psiquiátrica. “Profissionais, usuários com transtorno mental e seus familiares terão oportunidade de divulgar e lutar pela implantação de uma nova lógica de cuidados com os pacientes. Agimos no sentido de garantir um tratamento baseado na política de inclusão, onde os pacientes têm o direito conviver socialmente. Algo que é distante da realidade nos manicômios”, conta.

Coordenadora do REAPS, Karine Cunha

Segundo a coordenadora, os pacientes atendidos pela rede municipal dispõem de estruturas de seis Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e quatro residências terapêuticas. “Também contamos com a Urgência Psiquiátrica que funciona no Hospital São José e ainda outras seis Unidades de Saúde com referência em saúde mental. Estes locais são fundamentais no processo de assistência dos pacientes. Somos referência nacional no atendimento e lutamos para que as pessoas com transtornos mentais não sejam afastadas do vínculo social e familiar”, destaca.

Atendimento

Apresentações artísticas e um bazar também marcaram a comemoração. Entre os produtos expostos, artesanato, camisetas, bijuterias e diversos outros artigos produzidos pelos pacientes em oficinas terapêuticas ofertadas nos CAPS. Entre as oficinas oferecidas estão tapeçaria, biscuit, reciclagem, bijuteria, costura, arranjos florais, pintura em tecido, teatro e serigrafia.

Gildenes Nascimento é filha de uma paciente atendida pelos CAPS

A pedagoga Gildenes Nascimento filha de uma senhora que utiliza o serviço do CAPS há 10 anos aprova a ideia do evento. “Assim como eu, é preciso que outras pessoas conheçam os serviços oferecidos pela prefeitura. Além de tratar os pacientes de uma forma mais humana, estes centros evitam a acumulação nos manicômios. Sem falar nas oficinas e atividades que distraem os usuários e confortam familiares”, comenta.

Programação

Dia 17/5 - Oficinas
Local: Centro de Criatividades
9 h - Penteado Afro / Reciclagem / Sachês Perfumados
10h30 - Chaveiros / Tiaras e Potes /  Feltro
12h - Apresentações (poesias, músicas, etc)
14 h - Atividade Física / Patchwork / Artesanato Hippie / Cangas e Sabonetes
15h30 - Customização de Caixas / Penteado Afro

Dia 18/5 - Seminário
Local: Centro de Criatividades
8h - Mesa de abertura
Mesa: Saúde Mental e Arte na Rede de Atenção Psicossocial de Aracaju
Apresentação de trabalhos científicos
14h - Apresentações Artísticas:
Grupo da Melhor Idade
Vida de Arthur Bispo - Caps Liberdade
Grupo Superação - Caps Arthur

Por Verlane Estácio e Aldaci de Souza

Aracaju celebra a Semana Nacional da Luta Antimanicomial
Compartilhar: 
Comentários (0)
Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam o pensamento deste portal.
Atendimento ao Cliente 24 horas: (79) 2106-8000
Política de privacidade
Expediente
Anuncie no Portal
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José
Aracaju-SE, CEP 49015-030
Todos os direitos reservados