Distritão é malandragem
11/08/2017



O Distritão, que garante a eleição dos mais votados, foi a saída encontrada pelos caras pálidas da Câmara Federal para se reelegerem mais facilmente, preservar o foro privilegiado e as mordomias do poder. Está certíssimo o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) quando afirma que o tal formato eleitoral sugerido só beneficia os atuais parlamentares, pois sendo mais conhecidos entram na campanha com larga vantagem sobre os novos candidatos. O fato de serem eleitos os mais votados serve para iludir a população, porém, na verdade, o Distritão objetiva manter tudo como está para ver como é que fica. Ou seja, o contribuinte vai disponibilizar mais de R$ 3 bilhões para custear a eleição de um bando de picaretas, interessados unicamente em se locupletar.



Vacas magras



O governador Jackson Barreto (PMDB) pediu compreensão do Ministério Público para o atraso do repasse de recursos obrigatórios. Antes, JB já havia feito o mesmo apelo aos Judiciário e Legislativo. A forte crise econômica tem impedido o Executivo de repassar, a cada dia 20, o duodécimo aos demais poderes, ao PME e ao Tribunal de Contas. Que perrengue!



Donos da terra



O Incra reconheceu três terras de comunidades quilombolas em Sergipe: a Comunidade Remanescente de Quilombo Desterro, com 124 hectares, em Indiaroba; a Comunidade Remanescente de Quilombo Forte, com 1,4 mil hectares, no município de Cumbe; e a Comunidade Remanescente de Quilombo Catuabo, com 886 hectares, em Frei Paulo. As comunidades quilombolas são grupos étnicos, constituídos de população negra rural ou urbana e descendentes de ex-escravos.



Visita vermelha



E quem desembarcou em Aracaju foi a dirigente nacional do PCdoB, Nádia Campeão. Veio participar, amanhã, do encontro organizado pelo comitê estadual do partido visando discutir a resolução política para o próximo Congresso Nacional da legenda. Ex-vice-prefeita de São Paulo, Nádia será recebida hoje pelos comunistas Edvaldo Nogueira e padre Inaldo, respectivamente, prefeitos de Aracaju e Socorro.



Abre mão



Não passa pela cabeça dos petistas a indicação de candidato próprio ao governo de Sergipe. Pelo menos é o que garante o médico Gilberto Santos, amicíssimo do presidente do PT, Rogério Carvalho. Veja o que o doutor postou nas redes sociais: “Se Rogério e o PT dizem e reiteram a candidatura dele a senador, onde reside a insistência em apontá-lo como candidato a governador?”. Então, tá!



Eleição futura



Eleita ontem, a nova Mesa Diretora da Câmara de Aracaju só vai tomar posse em 1º de janeiro de 2019, ou seja, daqui a de 16 meses. Reeleito, o atual presidente Josenito Vitale, o “Nitinho” (PSD), explicou que a antecipação do pleito ocorreu para garantir a execução de projetos importantes, como a construção da futura sede do Legislativo. Ah, bom!



Título da discórdia



Não só poucos os sergipanos contra a entrega, pela Universidade Federal de Sergipe, do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula da Silva (PT). Um desses opositores é o juiz de direito Sérgio Lucas. Segundo ele, na conjuntura atual, a homenagem da UFS ao líder petista “é um menoscabo às regras de civilidade. É um tomar partido institucional contra a própria Justiça, em pleno estado democrático de direito”. Misericórdia!



Velhinhos torturados



Não convidem para a mesma procissão religiosa o governador Jackson Barreto (PMDB) e os aposentados do estado. Os velhinhos e velhinhas estão por aqui com o governo, que tem atrasado em quase um mês o pagamento das aposentadorias e pensões. Julho passado, começa a ser pago amanhã (12) e só termina no distante dia 23. Por que torturar desta forma quem tanto contribuiu com Sergipe? Cala-te boca!



Água a baixo



Do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, ao defender que o ajuste das contas públicas tem que ser feito nas despesas: “As indústrias de produção e de serviços foram as principais vítimas de um morticínio econômico causado por mal feitos, que acabaram por jogar o bebê fora, junto com a água suja”. Faz sentido!



Na terrinha



Quem está em Sergipe é o presidente do Incra, Leonardo Góes. Veio entregar títulos de propriedade de terra a assentados e anunciar investimentos no valor de R$ 2 milhões. O distinto também visitará assentamentos em Japaratuba, Itaporanga e Estância. Leonardo é convidado do deputado federal André Moura (PSC), líder deste governo temerário no Congresso.



Jeitinho brasileiro



O consumo colaborativo vem crescendo ultimamente. Segundo pesquisa do SPC Brasil, 40% dos brasileiros já trocaram a hospedagem em hotel por casas de terceiros. As caronas para o trabalho ou a escola (39%), o aluguel de roupas (31%) e o de bicicletas (17%) são as outras formas de consumo compartilhado mais buscadas pela população. A vantagem desse comportamento social é a economia de dinheiro (47% dos entrevistados) e evitar o desperdício (46%).



Recorte de jornal















Publicado no jornal A Estância, em 16 de setembro de 1956



























Resumo dos jornais