Votação do IPTU é adiada após solicitação de empresários
13/09/2017













Projeto foi debatido com secretário na semana passada no plenário da CMA (Foto: arquivo Portal Infonet) 


A votação do projeto intitulado de ‘Revogação do IPTU’, prevista para acontecer nesta semana na Câmara Municipal de Aracaju, só ocorrerá na semana que vem. Representantes do setor produtivo, a maioria empresários, foram até a Casa Parlamentar solicitar o adiamento para que pudessem analisar com mais cuidado as mudanças propostas no projeto do Poder Executivo Municipal. Os vereadores entraram em consenso e decidiram colocar o projeto em pauta somente na semana que vem.



A principal alegação dos empresários, segundo os líderes das bancadas, é de que na próxima sexta-feira, 15, haverá uma reunião entre a classe empresarial e o prefeito de Aracaju. “Eles estão vendo dificuldade no projeto, aumento dos tributos, tudo aquilo que nós já dizíamos. Um aumento disfarçado de revogação. A reunião será para discutir uma maneira de retirar ou modificar o projeto para não onerar o setor produtivo”, afirmou o líder da oposição, o vereador Elber Batalha (PSB).



O líder da situação, o professor Antônio Bittencourt (PC do B) lembrou que esse é um dos direitos dos empresários. “Nós acatamos [o adiamento] sem nenhum problema. O segmento é importante e que tem todo direito e legitimidade para apreciar um projeto que diz respeito a toda população”, afirmou.



O projeto foi o precursor de argumentos divergentes na Casa desde quando apresentado pelo prefeito de Aracaju. Na quarta-feira passada, 6, o secretário de Finanças do Município, Jeferson Passos, chegou a participar de uma audiência para esclarecer o projeto de revogação do IPTU para os vereadores, e foi bastante questionado pela oposição. O secretário, no entanto, rebateu, afirmando que os 30% dado pelo antigo gestor municipal foi revogado.



Por Ícaro Novaes