Diabetes: doença pode levar à perda da visão
14/11/2017














É necessário que o paciente conheça a doença (Foto: Arquivo Portal Infonet)
















De acordo com o oftalmologista, nos olhos, o diabetes afeta principalmente a retina, que leva a Retinopatia Diabética (Foto: Portal Infonet)















Segundo a jornalista Adriana Menezes, é necessário que as pessoas que possuem a doença busquem conhecê-la (Foto: Facebook pessoal)




Doença crônica que atinge vários órgãos do corpo, o diabetes também pode afetar os olhos e se não cuidado, pode levar a perda da visão. No Dia Mundial do Diabetes celebrado hoje, 14, o Oftalmologista Dr. Fábio Moraes alerta para os riscos da doença que atinge os vasos sanguíneos e nervos do corpo.



De acordo com o oftalmologista, nos olhos, o diabetes afeta principalmente a retina, que leva a Retinopatia Diabética. A doença que causa deformidades na parede dos vasos sanguíneos, hemorragias, inchaço na retina, podem ocasionar até na perda da visão por completo. Segundo ele, o diabetes afeta a visão a médio prazo, por isso é necessário que os pacientes estejam sempre realizando exames. “O diabetes é uma das principais causas de cegueira. Quando atendemos um paciente com a doença, recomendamos que além de tratar a visão, é necessário que ele controle o diabetes”, explica.



Os exames, segundo o especialista, devem ser feitos anualmente, mas caso seja detectado alguma alteração, o paciente é encaminhado a uma rotina de exames mais específicas. Já os tratamentos, variam desde tomografias até as cirurgias.  “O tratamento mais moderno é o quimioterápico ocular, que apesar do nome, não tem ligação com o câncer. São aplicados antiangiogênicos no olho que irão absorver as hemorragias e diminuir o grau de hiperpermeabilidade dos vasos sanguíneos”, afirma.



Apesar do avanço da medicina nos últimos anos, o Oftalmologista lamenta que os tratamentos ainda não estão disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Ainda é uma briga nossa tentar que esse tratamento a base de aplicações seja coberto [pelo SUS]. Ele é muito eficaz em termo de recuperação, porém é muito custoso”, declara.



Controle do diabetes



Conforme o especialista, o paciente que mantém um bom controle da doença, terá menores chances de desenvolver a Retinopatia Diabética. “O tratamento diabético não é só com o oftalmologista ou com o endocrinologista, envolve uma atuação multidisciplinar, com nutricionistas e outros especialistas. Se o paciente fizer um controle adequado do diabetes, o olho vai ser mais poupado”, explica.



Há oito anos com a doença, a jornalista Adriana Menezes explica que realiza exames periódicos a cada três meses, e uma vez ao ano passa pelo oftalmologista. Segundo ela, é necessário que as pessoas que possuem a doença busquem conhecê-la. “É preciso se cuidar, procurar um médico especialista na área, praticar atividades físicas e ler bastante sobre o diabetes. Quanto mais você conhece a doença, mais você saberá como proceder e assim viver mais e com qualidade de vida”, pensa.



Por Yago de Andrade e Raquel Almeida