O Touro Ferdinando
03/01/2018















(Ferdinand). EUA, 2017. Direção de Carlos Saldanha. Roteiro de Robert L. Baird, Tim Federle, Brad Copeland, baseado em livro de Munro Leaf, ilustrado por Robert Lawson. Direção de Fotografia: Renato Falcão. Edição de Harry Hitney. Música de John Powell.  Produção de Bruce Anderson, John Davis, Lori Forte, Lisa Maria Stetler. Livre, 108m. Cia. Produtora: 20th Century Fox Animation e Blue Sky Studios Production. Distr. Noso Cinemas: 20tth Century Fox.



Gênero – Animação



Sinopse – A animação conta a história de um touro gigante com um grande coração. Depois de ser confundido com um animal perigoso, ele é capturado e arrancado de sua casa. Determinado ao voltar para sua família, ele se une a uma equipe de desajustados na aventura final. Situado na Espanha, Ferdinand prova que você não pode julgar ninguém pela sua aparência.



Apreciação – A primeira vez que o touro Ferdinand apareceu no cinema foi há 80 anos atrás, num curta-metragem produzido por Walt Disney e que ganhou o Oscar de melhor animação daquela ano. Mais recentemente, ele esteve presente em vários longas-metragens produzidos por Hollywood e que fizeram razoável sucesso nos cinemas. O retorno de Ferdinand agora, num filme só para ele, pode candidatar ao amável e forte Touro ao prêmio Oscar de melhor animação em longa-metragem. O livro do americano Munro Leaf, lançado em 1936, foi  proibido na Alemanha e na Espanha, por causa do seu tom pacifista. Na Espanha ficou proibido até pouco depois da morte do ditador Francisco Franco, na década de 1970. O diretor Carlos Saldanha é brasileiro e embora filme com regularidade em Hollywood, nunca dirigiu um filme por aqui, apesar do êxito de obras como ‘A Era do Gelo”.



Fique de Olho – Na trilha sonora do eficiente John Powell.