GACC presta BO contra loja por uso indevido do seu nome
13/01/2018













Instituição afirmou que vai adotar providências cabíveis (Foto: Arquivo Portal Infonet/GACC)


O Grupo de Apoio a Criança com Câncer (GACC) prestou boletim de ocorrência contra as lojas da Le Biscuit dos shoppings de Aracaju, na noite desta sexta-feira, 12, após constatar que os funcionários desses estabelecimentos estavam pedindo doações para a Instituição, condicionadas a desconto no valor da compra de produtos da loja. O problema em questão é que o GACC em Sergipe não tem parceria com as lojas, portanto, nunca recebeu essas doações. 



A situação foi percebida por uma doadora do GACC, que chegou a acionar a Polícia Militar e o Procon de Aracaju nesta sexta-feira. A loja foi autuada em flagrante pelo órgão Municipal por propaganda enganosa. Em um trecho da nota divulgada, o GACC repudiou a ação da loja e disse que vai adotar as providências cabíveis. “Em nenhum momento (o GACC) foi informado de qualquer ação promovida por esta rede de lojas que atua em Sergipe e nunca recebeu nenhum centavo. O GACC como instituição séria, comprometida com a lealdade, transparência e competência, repudia tal ação e está tomando as providências cabíveis que o caso exige”, pontua.



Também por meio de nota, a assessoria de imprensa da rede Le Biscuit se manifestou. A loja categorizou o caso como ‘um equívoco’ no que tange o nome da Instituição, já que em Sergipe, a rede diz apoiar, através do Instituto Ronald Mcdonald, a Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos). “O repasse para o GRAAC ocorre nos Estados da Bahia e de Pernambuco. Afirmamos que a informação compartilhada via colaborador Le biscuit é equivocada e sentimos muito pelo ocorrido”, completou em nota.



Por Ícaro Novaes