Sergipe conquista Campeonato Sergipano de 2018
14/04/2018













(Fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)


O Club Sportivo Sergipe é o campeão sergipano de 2018. Na segunda partida da decisão com o Itabaiana neste sábado, 14, no estádio Lourival Baptista, o Colorado conseguiu segurar o 0 a 0 e, com a vantagem do empate, faturou o 35º título de sua história.



Na campanha, o Sergipe disputou 16 partidas, venceu 9, empatou cinco e perdeu duas – e ficou com saldo positivo de 15 gols. Com o título, o alvirrubro está garantido na fase de grupos da Copa do Nordeste, na Copa do Brasil e na Série D de 2019.



O jogo



A vantagem do empate era do Sergipe, mas o equilíbrio demonstrado por ambas as equipes nas últimas partidas deu à final feições de decisão em jogo único. Logo aos quatro minutos, Paulinho Macaíba fez as honras do Itabaiana com um chute que saiu muito por cima. O Sergipe respondeu no minuto seguinte – de forma mais aguda. Após disparar pela esquerda, Brendon arriscou de fora da área para testar o goleiro Andrade – e o arqueiro catou.













Itabaiana em cima: Tricolor não deixou Sergipe respirar no fim do primeiro tempo


Então o Sergipe passou a administrar mais a bola e a investir pela esquerda. Foi assim que, aos 19, um cruzamento oriundo daquela direção passou por toda a pequena área sem encontrar ninguém que concluísse a gol. Foi o último lance de perigo do Sergipe em toda a primeira etapa – pois a partir daí, o Tricolor mostrou que o termo “visitante” não queria dizer absolutamente nada.



Aos 23, o Itabaiana quase marcou com Ramon após cruzamento da esquerda. Aos 25, foi a vez de Hugo cabecear com perigo. Após diversas investidas do Itabaiana, Jean salvou o alvirrubro em cabeçada à queima-roupa de Macaíba aos 37. E aos 42, foi a vez de Eduardo pegar uma sobra do goleiro colorado e mandar por cima das traves. Todos os lances davam sinais de que o gol do Itabaiana estava amadurecendo. Mas o Tricolor não conseguiu balançar as redes antes do apito para o intervalo.



No segundo tempo, o Sergipe voltou mais concentrado e estancou a sucessão de escanteios tricolores do primeiro tempo. Quem quase aproveitou um tiro de canto foi Nino Guerreiro aos 8: após cruzamento da esquerda, o camisa 9 cabeceou sozinho para o gol, mas Andrade, atento, pegou. Três minutos depois, o endiabrado Marquinhos do Sul – que havia entrado no lugar de Natan - foi derrubado na área: pênalti para o Sergipe. Era a grande oportunidade para o Colorado sacramentar o título, e a tarefa da cobrança coube ao artilheiro Nino Guerreiro. Mas na hora de converter, o camisa 9 pegou muito mal na bola e mandou a redonda por cima do gol.













Desperdício: Nino Guerreiro perdeu pênalti


O desperdício inflou o Itabaiana, que também passou a sentir o peso dos ponteiros do relógio. Aos 28, Douglas conseguiu emendar uma bicicleta que passou à direita do gol. E aos 41, Igor Alves cobrou uma falta que foi bater no travessão. As poucas bolas que o Itabaiana deixava escapar ainda na área do Sergipe se transformavam imediatamente em contragolpes colorados centralizados em Marquinhos do Sul– mas sem efetividade. Até que aos 50 do segundo tempo o árbitro apitou o final da partida – e do campeonato: Sergipe campeão sergipano.



FICHA TÉCNICA

Sergipe 0 x 0 Itabaiana



SERGIPE

Jean, Rhuan (Denis), Claudio Baiano, Heverton, Brendon, Marinho Donizete, Diego Paulista, Ramalho, Nino Guerreiro (Lucas Dantas), Carlinhos, Natan (Marquinhos do Sul)













Marquinhos do Sul inferniza defesa tricolor: contra-ataques


ITABAIANA

Andrade, Gustavo, Diego Bispo, Hugo, Mica (Ramon), Juninho, Eduardo (Salatiel), Ratinho, Anderson Grafite (Douglas), Igor, Paulinho Macaíba



Cartões amarelos: Ramalho, Marinho Donizete, Diego Bispo, Eduardo, Anderson Grafite, Igor



Renda: R$ 291.300

Público pagante: 9147

Público total: 9823



Por Igor Matheus