Télio e Claudinho abandonam o “Canarinho”
24/10/2002


Nem mesmo o Campeonato da Segunda Divisão teve inicio e os meio-campistas Télio e Claudinho, alegando falta de condições de trabalho, resolveram abandonar o Estanciano. Além dos dois jogadores, outros profissionais ameaçam a tomar a mesma decisão. São eles: o lateral-direito Ademar, os atacantes Osmário, Ercílio e Gilsinho e o meio-campista Weller.
Para piorar ainda mais a situação, o campo da Vila Operária não oferece as mínimas condições para a pratica do futebol, o alambrado não existe e a imprensa não tem um local para desenvolver o seu trabalho. Apesar de todos esses problemas, uma equipe de inspeção da Federação Sergipana de Futebol (FSF) esteve em Estância e mesmo assim liberou o estádio para os jogos da Segundona. O “Francão” que seria a primeira opção mandar as partidas do “Canarinho” na cidade jardim se encontra em total abandono a ponto de ser hoje um dos redutos de prostituição, esconderijo de marginais e encontro de viciados em drogas.
As noticias ruins não param por ai. Depois de ter recebido uma proposta irrecusável, o técnico Guto aceitou dirigir o Penedense, no Campeonato Alagoano. Ele se despediu ontem dos atletas e seguiu viagem para Penedo, onde hoje já começa a trabalhar na sua nova equipe.
O Estanciano estréia na competição, no dia três de novembro, na Vila Operária, às 15h15, quando enfrenta o Maruinense.